SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL AMAZONENSE

“Aposto na retrospectiva”, afirma técnica do Sport para vencer o 3B em casa, pela semifinal do BR Feminino A3

No primeiro jogo da semifinal, as Leoas da Ilha perderam por 2 a 0, no Estádio da Colina, em Manaus.

Foto: Antônio Assis / FAF

Precisando da vitória para garantir a vaga na final do Campeonato Brasileiro Feminino A3, o Sport Recife trabalhou muito durante toda semana o grupo em todos os sentidos para suplantar a boa equipe do 3B da Amazônia. O jogo de volta pela semifinal, será neste domingo, 14/8, às 14h (15h de Brasília), no CT do Retrô, em Fortaleza. No primeiro jogo, o time amazonense venceu por 2 a 0, em Manaus.

Apesar do desafio de reverter o placar sofrido na semana passada, a técnica Regiane Santos, afirmou que dentro de seus domínios, as Leoas da Ilha têm todas as condições de conquistar a vaga, principalmente pelo bom retrospecto em casa.

– Sim, aposto nessa retrospectiva, onde temos duas vitorias e dois empates, onde estávamos invictas na competição, mas eu aposto sim nessa retrospectiva. A gente sempre jogou muito bem em casa e fora. No jogo em Manaus, fomos abaixo do que vínhamos jogando, mas vamos dar o nosso melhor. Infelizmente, o jogo não é na Ilha do Retiro, onde a torcida estava comparecendo e chegando junto. Isso era um diferencial muito grande, mas vamos jogar com toda determinação e raça para buscar essa classificação – disse ao SPORTS MANAUS.  

De acordo com Regiane Santos, além da programação de treinos na questão técnica e tática para o Sport garantir a vaga na final, foi também pensado o lado motivacional da equipe para o compromisso mais importante, até agora no Brasileirão.

LEIA MAIS:

– Sim, esse trabalho psicológico a gente faz toda semana, independentemente, tanto nas vitórias, mas principalmente nas derrotas, pois temos que taralhar em cima da motivação. Essa questão psicologia é importante, para fazermos um jogo totalmente diferente, em relação da semana passada. Durante toda semana trabalhamos em cima disso, pois temos um departamento psicológico muito bom. Com isso, a gente consegue motivá-las de uma maneira diferente – completou, mas disse que agora conhecendo o time amazonense, para seu trabalho foi melhor.

– Sempre é bom quando se joga contra, porque a gente ver o potencial do time. Conhecendo melhor, os treinamentos foram mais focados, mas a gente já vinha avaliando e tinha assistido alguns jogos do 3B, mas infelizmente nosso time foi abaixo do esperado. Uma característica, que temos é na pressão de bola, onde não conseguimos fazer essa pressão e perdemos duas meninas. Uma no começo do jogo e a outra no intervalo – lamentou a comandante das Leoas.  

 

 

 

Outras postagens...

Na estreia pela Copinha contra o Fast-AM, técnico da Matonense alerta: “Não é obrigação vencer”

Paulo Rogério

Grêmio rebaixa o Goiás, garante ida à Libertadores e mantém chance de título brasileiro

Paulo Rogério

“O jogo será taticamente muito encaixado”, alerta técnico do São José-RS sobre o São Bernardo-SP, pelo quadrangular da Série C

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...