full screen background image

Arrasador, Manaus goleia Fast por 4 a 0 e conquista o bicampeonato na Arena da Amazônia

47

Foto: Marcely Gomes

Foi um verdadeiro passeio e uma vitória incontestável para não deixar nenhuma dúvida da conquista do bicampeonato. O Manaus goleou o Fast Clube por 4 a 0, e mais uma vez na Arena da Amazônia escreveu sua história no futebol amazonense com pouco mais de cinco anos de fundação. A grande decisão foi realizada na tarde deste sábado, 7/4, no mesmo palco quando conseguiu o primeiro título estadual ano passado. Os gols foram marcados por Hamilton, Romarinho e Derlan (2).

Com resultado, o Gavião do Norte garantiu vaga na Copa do Brasil, Brasileiro da Série D, Copa Verde e vai tentar o tricampeonato na disputa do Campeonato Amazonense da Série A ano que vem.

Durante os últimos jogos, o treinador do Manaus, Igor Cearense, se emocionou bastante e não poderia ter sido diferente na decisão do campeonato. Segundo ele, chegar no atual momento foi preciso muito trabalho, luta e dedicação, mas no final acabou alcançando seus objetivos, não esquecendo o trabalho deixado pelo último treinador.

Igor Cearense orienta o goleiro Jonathan durante a partida (crédito: Paulo Rogério)

– Esse título representa tudo na vida, é muito difícil chegar onde chegamos. Sempre costumo falar que não ganhamos nada, temos que voltar aos treinos, porque temos a decisão com Paysandu. Sempre temos que respeitar os adversário, o Wladimir Araújo deixou a equipe montada, mas lógico que cada um tem algo a mais para colocar no time e comecei a trabalhar um pouco a bola parada e rápida. Não esperava tudo isso, mas tivemos uma estratégia e seguramos um pouco o jogo. Como falo sempre para os atletas, não são 11 jogadores, mas um elenco – concluiu.

Para o volante Derlan, que chegou com o grupo formado, mas depois conseguiu aos poucos ganhar a vaga de titular, o resultado é muito mais do que o título, mas uma reviravolta em sua vida, pois ele passou por momentos difíceis no futebol amazonense.

– A equipe adversaria é bem qualificada, treinada pelo Paulo Morgado, todos conhecem. O Igor Cearense colocou em pratica tudo que trabalhamos e conseguimos o resultado positivo. Esses dois gols é uma reviravolta muito grande em minha vida, passei muitos altos e baixos aqui em Manaus. Todos sabem quando o Giovanni me trouxe em 2010 para o América foi um desafio para mim. Depois fui para outras equipes, enfim no Iranduba teve aquele episódio, que não gosto de lembrar. Esse campeonato para mim é algo muito bom por tudo que passei.

Derlan marcou dois gols na final e diz que apaga a imagem negativa de alguns anos atrás (crédito: Paulo Rogério)

De acordo com Paulo Morgado, o Fast teve pela frente um adversário muito qualificado e extremamente superior. Para ele, o time até tentou em campo ser superior, mas não tinha como segurar o Manaus pelo atual momento que passa.

– O Manaus era o grande favorito, nós sabíamos, tem o time mais forte, com o orçamento mais alto, foi bem programado também, mas tentamos levar o jogo para segundo tempo. Nós tivemos um bom primeiro tempo, mas eles tiveram a felicidade de marcar o gol no final, isso abalou um pouco nosso time. Entramos no segundo tempo bem, mas as bolas paradas do Manaus é muito forte e conseguiram marcar os gols. Tentamos reagir, arriscamos tudo, terminamos o jogo com quatro atacante, ou seja, ou saia com quatro a zero e levava uma goleada ou ganharia a partida. Preferi arriscar tudo, e sair com a cabeça tranquila.

Jogo

A partida começou eletrizante de ambos os lados e as duas equipes jogando bem aberto e ofensivamente. Pela postura tática, ficou claro que o objetivo era vencer o jogo no tempo normal e evitar a decisão na cobrança de penaltis.

Apesar da partida movimentado, os times esbarravam no setor defensivo. Aos 20 minutos, falta pela direita, jogada ensaiada entre Jamesson e Willian Saro, que chuta rasteiro a esquerda do goleiro Jonathan.

Treinador do Fast admite que o Manaus foi muito superior (crédito: Paulo Rogério)

A partida continuava com a adrenalina alta e os jogadores disputavam cada bola como se fosse o último lance do jogo. Aos 33 minutos, o Manaus sobe ao ataque, pela direita bola jogada na área, a zaga tira e na sobra Rossini chuta perto da meta do Fast.

Aos 45 minutos, saiu o primeiro gol do Gavião do Norte. Pela direita, Cleitinho cruza na segunda trave para Rossini tocar de cabeça para trás e Hamilton completa para abrir o marcador, 1 a 0.

Logo no início do segundo tempo, o Manaus quase abriu o marcador. Aos dois minutos, Igor pela direita cobra lateral na grande área, Hamilton toca de cabeça, a bola bate na zaga e na volta Rossini de cabeça na pequena área quase marcou.

O Manaus fez mais uma vez a festa na Arena da Amazônia (crédito: Paulo Rogério)

Aos 14 minutos, falta pela direita por Negueba, que cobra de pé trocado pela direita na área e Derlan sobe para desviar de cabeça, 2 a 0. Em desvantagem, o Fast saiu todo ao ataque. Aos 24 minutos, Jamesson pela direita cruza e Jhorman de cabaça tentou o lance com mais perigo.

Aos 37 minutos, o Manaus ataca pela esquerda com Negueba, que cruza para Nena chutar na grande área em cima do goleiro, mas perdeu o gol. Aos 44 minutos, saiu o terceiro gol do Manaus. Pela esquerda, Wander recebe a bola na grande área e Romarinho sozinho marca, 3 a 0. Aos 47 minutos, bola lançada no contra-ataque para Derlan que avançou e marcou, 4 a 0.

Ficha técnica: 

Jogo: Manaus 4×0 Fast Clube

Motivo: Campeonato Amazonense da Série A /Final

Horário: 16h

Local: Arena da Amazônia

Árbitro: Ivan da Silva Guimarães Júnior

Árbitros Assistentes: Anne Kesy Gomes de Sá e Alexsandro Lira de Alexandre

Renda: R$ 9.010,00

Público: 1.101

Manaus: Jonathan, Igor, Deurick, Derlan, Negueba, Panda (Maceió), Juninho, Cleitinho, Hamilton, Nena e Rossini (Romarinho). Técnico: Igor Cearense.

Fast Clube: Labila, Jamesson, Carlinhos Rocha, Navarro (Vitinho), Joel Clara (Pimenta), Dinamite, Ed Kleber, Wilian Saro, Junuor Canhoto, Jhorman e Santa Maria (Marajó). Técnico: Paulo Morgado.



EDITOR - Paulo Rogério Veiga, comunicador esportivo, repórter, radialista e agente business de jogadores e treinadores. Contato 55+ (92) 99171-9226 vivo/watsap / 55+ (92) 98193-1304 tim/watsap. Email: pauloreporter@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Leia mais em sobre o editor clicando aqui.