SportsManaus
FUTEBOL NACIONAL

Athletico-PR bate o Bragantino fora de casa e se afasta do Z4 do Brasileirão

Da redação do Sports Manaus, com informações da GAZETA ESPORTIVA – São Paulo, SP

Foto: Mauricio Mano/Site Oficial

Neste domingo, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Athletico-PR derrotou o Red Bull Bragantino por 1 a 0, fora de casa, e respirou na tabela de classificação.

A primeira etapa começou com os visitantes melhores no estádio Nabi Abi Chedid. Com 25 minutos, Thiago Heleno fez lançamento para o campo de ataque, Léo Ortiz cortou mal e Renato Kayzer não perdoou. O atacante arriscou da entrada da área e abriu o placar.

Na segunda etapa, os paranaenses quase ampliaram. Carlos Eduardo partiu pela direita e cruzou na medida para Kayzer, que testou na trave.

Precisando pontuar, os anfitriões partiram para cima, mas encontraram muitas dificuldades para furar a marcação adversária. A melhor chance saiu aos 19 minutos, quando Artur bateu cruzado para a defesa de Santos. No rebote, o arqueiro ainda operou mais uma boa intervenção, dessa vez no chute de Claudinho.

Com o resultado, o Athletico-PR assumiu a 12ª posição do campeonato, com os mesmos 31 pontos do RB Bragantino, que, por sua vez, desceu para o 13º lugar.

FICHA TÉCNICA
BRAGANTINO 0 X 1 ATHLETICO-PR

Local: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data: 20 de dezembro de 2020, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (Fifa-SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Johnny Barros de Oliveira (SC)
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Cartões amarelos: Ligger e Raul (Bragantino); Zé Ivaldo, Christian, Richard, Walter e Alvarado (Athletico-PR)

GOL: Renato Kayzer, aos 25 do 1º T (Athletico-PR)

BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Edimar (Hurtado); Raul, Ramires (Matheus Jesus) e Claudinho; Arthur (Thonny Anderson), Ytalo (Alerrandro) e Bruno Tubarão (Morato).
Técnico: Maurício Barbieri

ATHLETICO-PR: Santos; Khellven (Lucas Halter), Thiago Heleno, Zé Ivaldo e Abner Vinícius; Richard (Lucho González), Christian (Alvarado) e Léo Cittadini; Nikão, Renato Kayzer (Walter) e Carlos Eduardo (Reinaldo).
Técnico: Paulo Autuori