Austrália está na Copa do Mundo do Qatar! Nesta segunda-feira (13), a seleção australiana venceu o Peru nos pênaltis por 5 a 4 após 0 a 0, no Al Rayyan Stadium, em Doha, no Qatar, e garantiu a penúltima vaga para o Mundial.

Os australianos se juntam à FrançaDinamarca e Tunísia no grupo D da Copa.

A Austrália chegou à repescagem em busca de sua sexta participação em Copas depois de ter vencido os playoffs asiáticos. O time esteve nos Mundiais de 1974, 2006, 2010, 2014 e 2018.

Por outro lado, o Peru, que terminou na quinta colocação nas eliminatórias sul-americanas, também buscava disputar o sexto Mundial de sua história. Antes, o time esteve presente nas edições de 1930, 1970, 1978, 1982 e 2018.

Dentro de campo, as duas equipes deixaram a desejar e não corresponderam à festa das torcidas na arquibancada no tempo regulamentar. Na etapa inicial, a seleção australiana foi melhor, pressionou mais, mas pouco assustou. Já os peruanos decepcionaram e não tiveram nenhuma chance clara de gol.

No segundo tempo, o roteiro se repetiu e nem parecia que os dois times brigavam por uma vaga na Copa. A melhor chance até então, mesmo que não tenha levado tanto perigo, foi do time comandado por Gareca aos 13, quando Carrillo cruzou, o goleiro Ryan não alcançou a bola, e a defesa adversária cortou de cabeça.

Depois aos 23, os peruanos assustaram em uma jogada individual de Cueva. No lance, o camisa 10 ex-São Paulo entrou na área e chutou para fora, à direita do gol.

A jogada mais perigosa da Austrália até então aconteceu somente aos 40 minutos. Behich tirou da marcação, carregou e arriscou um chute da entrada da área, que passou rente à trave esquerda de Gallese. A partir disso, os australianos cresceram no jogo. Foi quando Mabil cruzou para trás, e Hrustic chutou de primeira, rasteiro, para defesa do goleiro peruano, aos 42.

Depois do 0 a 0 no tempo regulamentar, a decisão foi para a prorrogação. Nos primeiros 15 minutos, os peruanos tiveram a chance de marcar no chute de Édison Flores, que parou na defesa de Ryan.

Nos 15 minutos finais, o Peru começou assustando. Desta vez, no chute para fora de Cueva. Logo na sequência, Flores acertou um cabeceio no pé da trave esquerda. Na sobra, a bola ainda bateu em Lapadula, mas a defesa adversária cortou. O segundo tempo da prorrogação foi sem chances para os dois lados.

Pensando na disputa por pênaltis, o técnico Graham Arnold colocou o goleiro Redmayne no lugar de Ryan no fim da prorrogação.

Na primeira cobrança, Boyle parou na defesa de Gallese. Depois, Lapadula e Mooy converteram para os dois lados. Callens e Goodwin também marcaram. Até que Advíncula chutou na trave e empatou a decisão. Hrustic cobrou com categoria para colocar a Austrália novamente na frente. Na sequência, Tapia, Maclaren e Flores converteram. Na sexta cobrança, Mabil marcou, mas Valera parou na defesa de Redmayne, que colocou a Austrália na Copa do Mundo do Qatar.

Situação do campeonato

Com o resultado, a Austrália garante vaga na Copa do Mundo do Qatar e vai integrar o grupo D junto à França, Dinamarca e Tunísia. Já o Peru está fora.

A outra vaga restante para o Mundial ficará com o vencedor de Costa Rica x Nova Zelândia, que se enfrentam nesta terça-feira (14).

Seleções classificadas

Já garantiram vaga no Mundial: Qatar, Senegal, Holanda, Equador, Inglaterra, Irã, Estados Unidos, País de Gales, Argentina, Arábia Saudita, México, Polônia, França, Emirados Árabes, Austrália, Dinamarca, Tunísia, Espanha, Alemanha, Japão, Bélgica, Canadá Marrocos, Croácia, Brasil, Sérvia, Suíça, Camarões, Portugal, Gana, Uruguai, Coreia do Sul e Austrália.

O herói: Redmayne

O goleiro entrou em campo no fim da prorrogação especialmente para os pênaltis. E deu certo! Ele chamou bastante atenção saltitando na linha na hora das cobranças e defendeu o sexto chute peruano, de Alex Varela, para garantir a Austrália no Mundial.

Próximos jogos

A Austrália estreia na Copa do Mundo do Qatar diante da França no dia 22 de novembro, às 16h (de Brasília).

Ficha técnica

Austrália (5) 0 x 0 (4) Peru

GOLS:

AUSTRÁLIA: Ryan (Redmayne); Atkinson, Rowles, Wright, Behich (Goodwin); Mooy; Boyle, Irvine, Hrustic, Leckie (Maclaren); Duke (Mabil). Técnico: Graham Arnold.

PERU: Gallese; Advincula, Zambrano, Callens, Trauco; Tapia, Peña (Aquino); Carrillo (Édison Flores), Christofer Gonzalés, Lapadula; Cueva (Valera). Técnico: Ricardo Gareca