Barcelona x Real: Com indefinição do local, argentinos ironizam: ‘Podem jogar na Bombonera’

103

Da redação do SportsManaus, com informações da ESPN.com.br – EFE

Foto: Reprodução / Twitter  

O “Olé”, principal jornal esportivo da Argentina, sugeriu nesta quarta-feira uma “devolução de favor”, com a realização no país do clássico entre Barcelona e Real Madrid, pelo Campeonato Espanhol, um ano após River Plate e Boca Juniors decidirem a Taça Libertadores no estádio Santiago Bernabéu.

Na Espanha, a liga que organiza a competição nacional e a comissão antiviolência no esporte do governo local pediram que a partida marcada para 26 de outubro não aconteça no estádio Camp Nou, mas sim na casa do clube da capital, com a inversão do mando de campo.

Ambos os pedidos são motivados pelos protestos populares que acontecem há dois dias na Catalunha. A partir disso, o “Olé” brincou e deu a sugestão da realização bem longe da Espanha.

– E se vierem jogar na Argentina? Devolução de favores… – brincou a publicação, em seu perfil no Twitter.

No ano passado, o segundo jogo da final da Libertadores, que deveria ter acontecido no estádio Monumental de Núñez, foi transferido para o Bernabéu, depois que um grupo de torcedores do River lançou pedras e garrafas no ônibus que transportava a delegação do Boca, inclusive, ferindo jogadores.

Há dois dias, na Catalunha, manifestantes estão na rua por causa da decisão do Tribunal Supremo da Espanha de condenar nove líderes separatistas a penas de 9 a 13 anos de prisão. A sentença motivou uma onda de críticas políticas e deu origem aos atos, que por sua vez causaram bloqueios de ruas, estradas, e ferrovias.

Grupos de separatistas também bloquearam na segunda-feira os acessos ao aeroporto de Barcelona, o que provocou o cancelamento de 155 voos até ontem, quando o terminal voltou a funcionar normalmente. Além disso, houve confrontos entre manifestantes e a polícia regional.

Com isso, a Comissão Antiviolência classificou o clássico pelo campeonato nacional como de “alto risco” e apontou que a situação se configura como um “caso de força maior”, o que permite, segundo o regulamento, que a federação nacional faça alterações nas competições, inclusive, nas tabelas.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.