full screen background image

CDC Manicoré vence Holanda, retorna a elite do AM e decide Segundinha com São Raimundo

91

epois de seis anos ausente da elite do futebol amazonense, o CDC Manicoré retorna na temporada de 2018. A vaga foi garantida na vitória em cima do Holanda por 3 a 1, na tarde deste domingo, 10/12, no Estádio da Colina, Zona Oeste da cidade. Os gols foram marcados por Werley, Ronan e Robinho. Na primeira partida da semifinal, houve um empate em 1 a 1, mas com a melhor campanha no Estadual, o time Bacurau conseguiu o acesso e joga a final com São Raimundo.

Campeão ano passado com Fast Clube, depois de 43 anos de jejum, o treinador João Carlos Cavalo, disse que o CDC Manicoré realizou um trabalho muito centrado sem estar entre os favoritos ao acesso.

– O primeiro passou foi conseguido que foi a vaga e não perdemos no campeonato, mostrando ser uma equipe positiva. Agora é trabalhar para fechar decidimos o título. Nós sabíamos das condições do nosso trabalho, do grupo que formamos e convicção de alcançar nosso objetivo. De maneira alguma pulamos etapas, conseguimos fazer os jogos da primeira fase considerado muito difícil, encaramos todos como uma decisão – comentou ao SPORTSMANAUS.

Cumprindo suspensão automática, depois da expulsão no 1º jogo, treinado do CDC disse que acesso foi bem planejado (crédito: Paulo Rogério)

O atacante Ronan marcou um dos gols da vitória. Para ele, apesar de considerar o adversário de qualidade, o dever foi cumprido de garantir o acesso na Série A do ano que vem.

– É gratificante, foi um trabalho bem feito na primeira fase, porque jogávamos pelo empate. Agora é focar na final, mas o nosso objetivo maior foi alcançado. Respeitamos a equipe do Holanda, mas tivemos a oportunidade de liquidar o jogo na primeira partida, mas a bola não entrou. Conseguimos matar a partida em 10 minutos, mas em um jogo bem equilibrado.

Jogo

O CDC Manicoré entrou em campo disposto a garantir definitivamente o retorno no Campeonato Amazonense da 1ª divisão. Com 10 minutos de jogo, o Bacurau já tinha marcado três gols.

Pela esquerda Robinho tocou para Werley passar pelo adversário e fazer, 1 a 0. Na sequência. Robinho tocou na esquerda para Ronan chutar sem ângulo para marcou, 2 a 0.

O terceiro gol do Tufão da Colina, veio com Vitinho pela direita. Depois de uma lance individual o jogador foi derrubado dentro da área e o árbitro marca pênalti. Na cobrança, Robinho bate no canto esquerdo, 3 a 0.

Sempre caçado em campo, Ronan é um dos principais jogadores da equipe (crédito: Paulo Rogério)

Bola na área para Anderson Palheta, e Gelvane domina a bola, mas é derruba e o árbitro marca pênalti. Na cobrança, Max cobra com categoria e diminui para o Holanda, 3 a 1.

No segundo tempo, com uma boa vantagem, o CDC entrou para administrar o resultado, mas no final do primeiro tempo o Holanda se mostrou melhor em campo.

Aos 14 minutos, o time da Laranja teve uma boa chance de marcar o segundo gol. Falta frontal para Alberto, que toca para Derik perder a chance. Aos 34 minutos, quase o time Bacurau amplia. Bola sobra para Robinho na direita que chuta e bate no travessão.

Jogo:

Motivo: CDC Holanda 3×1 Holanda

Local: Estádio da Colina

Horário: 16h

Árbitro: Antônio Carlos Pequeno Frutuoso

CCD Manicoré: Douglas, Emerson, Preto, Thiago Brandão, Gelvane, Rene, Werley (Henrique Balotelly), Robinho, Ronan, Victinho (Sassá), Thiago Felipe (Uilian). Técnico: João Carlos Cavalo.

Holanda: Nelsinho, Paulinho, Serginho, Uilton, Alberto, Anderson Palheta, Antony, João Lucas (Marinho), Max, Napão e Derik. Técnico: Alberto Silva.



EDITOR - Paulo Rogério Veiga, comunicador esportivo, repórter, radialista e agente business de jogadores e treinadores. Contato 55+ (92) 99171-9226 vivo/watsap / 55+ (92) 98193-1304 tim/watsap. Email: pauloreporter@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Leia mais em sobre o editor clicando aqui.