Site www.sportsmanaus.com.br full screen background image

Com 4 titulares, Palmeiras vence o São Paulo no Morumbi e derruba tabu

59

Da redação do SPORTSMANAUS, com informações da GAZETA ESPORTIVA – Marcelo Baseggio e Bruno Calió – São Paulo, SP

Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação 

O Palmeiras segue a passos largos rumo ao título do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o time do técnico Luiz Felipe Scolari fez mais uma vítima na competição nacional ao derrotar o São Paulo em pleno Morumbi por 2 a 0, resultado construído ainda no primeiro tempo graças aos gols do zagueiro paraguaio Gustavo Gómez e Deyverson. Com a vitória, o Verdão derrubou um tabu de 16 anos e voltou a superar o Tricolor, o que não acontecia desde 2002.

Apostando em Rodrigo Caio como lateral-direito novamente, Diego Aguirre preferiu deixar Everton no banco, ao contrário do que todos imaginavam, e improvisar equivocadamente Bruno Peres na ponta. Arboleda, unanimidade entre os torcedores e que também era reforço após cumprir suspensão na última rodada, também ficou na reserva. Já o Palmeiras entrou em campo com apenas quatro titulares (Weverton, Moisés, Felipe Melo e Dudu), mas mostrou que seu elenco é, de fato, muito melhor que o dos demais concorrentes.

O resultado deixou o Verdão com 56 pontos, três a mais que o vice-líder, o Internacional, que também tropeçou nesta rodada ao ser derrotado pelo Sport por 2 a 1. O São Paulo, por sua vez, estagnou com 52 pontos, se estabeleceu como quarto colocado do Campeonato Brasileiro e passou a ver o tão sonhado título nacional como algo mais distante.

Agora, o Tricolor terá de correr atrás do prejuízo contra o Internacional, no Beira-Rio, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), outra parada duríssima para o time de Diego Aguirre. Já o Palmeiras encara o Grêmio, no mesmo dia e horário, no Pacaembu.

O jogo – O primeiro tempo do São Paulo foi para se esquecer. Aos nove minutos, Sidão já deu um indício do que seria a defesa de Diego Aguirre nos 45 minutos inicias. Aos nove, o goleiro foi repor a bola em campo, mas a soltou, e Deyverson aproveitou o vacilo para finalizar. O camisa 1 tricolor ainda chegou a fazer a defesa fora da área, fato que o árbitro Wilton Pereira Sampaio não viu, e Bruno Alves acabou ficando com a sobra e afastando o perigo.

Passado o susto, o São Paulo conseguiu levar perigo ao gol de Weverton pela primeira vez aos 11 minutos, quando Hudson aproveitou o cruzamento para desviar de calcanhar no primeiro pau e mandar por cima do travessão. Depois, aos 27, foi a vez de Rodrigo Caio lamentar após cobrança de falta de Reinaldo. O lateral-esquerdo mandou para a área, a bola foi escorada na marca do pênalti e sobrou no segundo pau, mas o zagueiro não conseguiu alcançá-la de carrinho.

Já na reta final do primeiro tempo o Palmeiras não teve piedade da falta de eficiência do Tricolor e tratou de calar o Morumbi. Aos 33 minutos, Gustavo Gómez subiu sozinho para completar a cobrança de escanteio de Dudu, de cabeça, e abrir o placar. Antes de as equipes irem para o intervalo ainda deu tempo de o Verdão fazer o segundo. Mayke puxou contra-ataque, tocou para Dudu dentro da área, mas o camisa 7 bateu na trave. Na sobra, o próprio Mayke cruzou e achou Deyverson, que, assim como Gustavo Gómez, estava livre para cabecear e estufar as redes.

Segundo tempo

O São Paulo voltou a campo para a etapa complementar com duas mudanças: Nenê saiu para a entrada de Gonzalo Carneiro, enquanto Rodrigo Caio deu lugar a Everton. Desta forma, o Tricolor foi com tudo para cima do Palmeiras nos primeiros minutos, contudo, esbarrava na falta de jogadas trabalhadas e criatividade. As ações dos donos da casa eram muito mais na base da vontade do que na técnica e todas elas não deram qualquer resultado.

Desta forma, o Palmeiras se segurou firme na defesa e não deu brechas para que o rival pudesse reagir. Ciente da estratégia são-paulina, o técnico Luiz Felipe Scolari armou sua equipe para sair em contra-ataque e matar o jogo. Faltou, porém, mais eficiência na hora de concluir, principalmente com Deyverson.

Na reta final da partida, ainda deu tempo de Willian, que entrou na vaga de Hyoran, matar o jogo ao ficar com a sobra dentro da área, porém, ao bater de primeira, viu o goleiro Sidão fazer excelente defesa. Rojas também teve a oportunidade de ao menos descontar para o São Paulo após cobrança lateral de Reinaldo, mas parou em Weverton, que estava ligado para cair no canto direito, fazer a defesa, sem dar rebote, e garantir a vitória irretocável do Palmeiras no Morumbi.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 2 PALMEIRAS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 06 de outubro de 2018, sábado
Horário: 18 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (SC) e Rodrigo Henrique Correa (RJ)
Público: 56.694 torcedores
Renda: R$ 2.959.044,00

Cartões amarelos: Rodrigo Caio e Joao Rojas (SÃO PAULO); Victor Luis, Felipe Melo e Dudu (PALMEIRAS)

GOLS
PALMEIRAS: Gustavo Gómez, aos 33, e Deyverson, aos 37 minutos do primeiro tempo

SÃO PAULO: Sidão; Rodrigo Caio (Everton), Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Jucilei, Hudson e Nenê (Carneiro); Joao Rojas, Diego Souza (Tréllez) e Bruno Peres
Técnico: Diego Aguirre

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Luan, Gustavo Gomez e Victor Luis; Felipe Melo, Moisés e Lucas Lima (Bruno Henrique); Dudu, Hyoran (Willian) e Deyverson
Técnico: Luiz Felipe Scolari



Paulo Rogério/sportsmanaus@gmail.com

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) / +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.