SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Com boa vantagem, técnico do Fast diz que postura da equipe não muda para final do AM júnior

Depois de ampliar mais ainda a vantagem para jogo de volta da final do Campeonato Amazonense Júnior, o Fast Clube se preparou ao longo da semana para enfrentar o Rio Negro, nesta sexta-feira, 8/9, às 20h (21h de Brasília), na Arena da Amazônia. No primeiro compromisso, a garotada do Tricolor de Aço venceu por 2 a 1 e pode até perder por uma diferença de um gol, que comemora o título e a vaga na Copa São Paulo da categoria.

O treinador do Fast, Darlan Borges, disse ao SPORTSMANAUS, que mesmo agora com uma boa vantagem, a equipe não pode se descuidar, porque numa decisão tudo é possível, por isso, afirmou que o trabalho foi muito mais além do que técnico ou tático.

– Trabalhamos muito a parte psicológica da garotada, não vai existir relaxamento e muito menos acomodação. Vamos com mais vontade de matar logo esse confronto ainda na primeira etapa, para dar mais tranquilidade no segundo tempo – explicou.

Sem se importar com regulamento da competição que garante uma boa vantagem pela campanha realizada ao longo do Estadual, Darlan, afirmou que o time não muda sua filosofia em campo, mesmo sendo numa final.

– Nossa postura será a mesma como foi durante todo o campeonato. Vamos ditar nosso ritmo de jogo e nos impor, porque temos uma equipe experiente que já disputou uma Copa São Paulo. Tem jogadores que já atuaram no profissional e outros que conquistaram o juvenil e juniores. Sabemos que do outro lado tem uma equipe muito forte, com bons talentos individuais e um grande treinador – explicou e ainda salientou que jogar na Arena da Amazônia é algo encarado como normal pelo grupo.

– Na verdade, vários de nossos atletas já jogaram na Arena no profissional e na decisão do Juniores do ano passado. Jogar no estádio serve de motivação sim, porque todo garoto sonha em jogar num estádio de Copa do Mundo, com excelente gramado e sendo um dos mais belos do mundo.

Sem esconder a formação que pode conquistar o título amazonense, Darlan Borges, praticamente definiu o Fast Clube com Miguel, Luan, Thiago, Fernando e Mateusinho, Bombado, Kleiton e Juninho, Vitinho, Max, Caio ou Vinicius.

Outras postagens...

No clássico Pai e Filho, Nacional joga bem e vence Fast por 3 a 0 pelo Campeonato Amazonense

Paulo Rogério

Com ataque fulminante, 3B da Amazônia goleia São Valério-TO por 10 a 0 e retoma ponta na Série A2

Paulo Rogério

Em jogo-treino, Rio Negro testa equipe diante do Manaus

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol