full screen background image

Com bolas na trave e gols anulados, Nacional vence Real Ariquemes-RO e lidera grupo A3 na Série D

356

Com dois gols anulados e bolas na trave, o Nacional foi absoluto em campo e venceu o Real Ariquemes por 2 a 0, assumindo a liderança do grupo A3, com nove pontos na tabela de classificação. A partida foi válida pela quinta rodada, do Campeonato Brasileiro da Série D, na tarde deste sábado, 19/5, na Arena da Amazônia, em Manaus.  

O Leão da Vila Municipal dorme líder no grupo, pois depende do resultado do outro jogo da chave, entre São Raimundo-PA e São Raimundo-PA, neste domingo, 20/5, no Colosso do Tapajós, no interior do Pará.

Na última rodada pela Série D na primeira fase, o Naça encara o São Raimundo-RR, no próximo domingo, 27/5, às 18h local, no Estádio Ribeirão, em Boa Vista. Já o Real Ariquemes com poucas chances de classificação, enfrenta o São Raimundo, também no domingo, no Valeirão, em Rondônia.

Lecheva destacou a evolução da equipe na vitória em cima do Real (crédito: Paulo Rogério)

Para o treinador Lecheva, o Nacional fez uma grande partida, dominou o adversário o tempo todo. Com isso, o elenco está conseguindo superar os problemas fora de campo. Para ele, o trabalho foi difícil no começo, mas aos poucos está mudando a situação.

– Estamos com grupo muito pequeno, mas aos poucos vamos entendendo melhor a característica de cada um individualmente. Nós temos crescido no momento certo, hoje foi uma vitória importantíssima por merecimento total no momento importante na competição, uma vitória que nos deixa senão classificados, mas bem próximo. Hoje o jogo foi muito bom, dominamos completamente o adversário, acho que isso demonstra o crescimento da equipe e foi uma vitória sem nenhuma suspeita.

O lateral esquerdo Sousa foi o anotador do segundo gol do Naça. De acordo com jogador, a equipe precisava do resultado jogando em casa, pois era visível o descrédito em relação ao potencial do time na Série D.

Técnico do Real veio a Manaus para conseguir patrocínio (crédito: Paulo Rogério)

– Ninguém acreditava em nós, mas com nosso trabalho e fé em Deus, o time foi bem e ainda marquei um gol. Essa vitória foi de suma importância, onde isso subiu o astral de todo mundo. Viemos para esse jogo bastante confiante, onde fizemos um gol e outro o árbitro anulou. Agora estamos firmes na competição e vamos chegar ao acesso – disse ao SPORTSMANAUS.

Já o treinador do Real Ariquemes, Rafael Andrade reconheceu a superioridade do Nacional, mas lembrou que disputa as finais do estadual, por isso, está sendo conciliar o Brasileirão com esse momento decisivo no regional.

– Infelizmente fizemos uma partida abaixo da crítica. Méritos do Nacional que soube envolver a nossa equipe, está mais descansado e foi merecido a vitória do Nacional. Não podemos baixar a guarda, porque temos uma final do estadual na quarta-feira. São jogos decisivos e um depois do outro, em que nosso problema agora é o cansaço do time.

Jogo

Com a bola dominada, meia Charles foi o grande destaque, apesar de não ter finalizado (crédito: Paulo Rogério)

O Jogo começou com Nacional mostrando sua superioridade em campo. Aos oito minutos, Charles chuta de longe, a bola bate na zaga e vai para linha de fundo. Na cobrança de tiro de canto pela esquerda, Bianor subiu alto e cabeceou por cima da meta do Real.

Aos 10 minutos, novo ataque pela esquerda com Charles, que chutou forte e o goleiro defendeu no canto esquerdo, evitando o gol do Naça.

O Nacional continuava no ataque, mas sem conseguir encaixar a jogada. Aos 17 minutos, uma tabela pela direita de Anderson com Ives, que não conseguiu dominar a bola na grande área.

Mais uma vez Charles em jogada individual chegou com perigo. Aos 20 minutos, pela esquerda o jogador passa pelo marcador, chuta no canto esquerdo e quase a bola entrou.

Aos 31 minutos, triangulação entre Charles que toca na esquerda para Sousa que cruza para Jack Chan de cabeça marcar, mas o árbitro assistente 1, Inácio Barreto da Camara, marcou impedimento.

Melhor em campo e pressionando o adversário, o Leão da Vila Municipal, aos 39 minutos, Ives faz a jogada com Charles entrar na área e chutar cruzado, mas o goleiro toca e salva mais um gol do Nacional.

Com uma mascara no rosto, o meia Fininho voltou aos gramados (crédito: Paulo Rogério)

De tanto insistir, aos 42 minutos pela esquerda, Sousa cruza e a bola toca em Leonardo, mas o árbitro confirmou para o jogador do Naça, 1 a 0. No entanto, depois de algumas incertezas, o árbitro confirmou o gol contra de Leonardo.

Aos 45 minutos, pela direita Anderson rouba a bola e toca para Danilo Galvão na grande área, que domina e toca para fazer, mas novamente o árbitro assistente anula o gol.

Com placar adverso, o Real promoveu no intervalo duas mudanças para reverter o placar. O primeiro lance de perigo do segundo tempo foi do Nacional. Aos cinco minutos, pela esquerda Sousa cruza e Danilo Galvão na pequena área quase marcou.

Aos nove minutos, jogada no ataque com Charles que passou para Sousa entrando pela meia esquerda, conseguindo chegar antes do goleiro para tocar, 2 a 0.

Depois e algum tempo seu chegar no ataque, aos 26 minutos, o Real chega com Geovane no contra-ataque, o jogador chuta em cima da zaga e a bola vai para linha de fundo.

Aos 38 minutos, o Naça sai em contra-ataque com Fininho que toca na esquerda para Charles, que corta para esquerda e chuta de canhota na rede do lado de fora. Em nova jogada individual de Charles, que passou por dois jogadores e deixou Denis Pedra na grande em condições de marcar e chuta na trave.

Aos 44 minutos, pela esquerda Lucas domina e chute, mas a bola bate na trave

No final expulsou Ives do Naça

Ficha técnica: 

Jogo: Nacional 2×0 Real Ariquemes-RO

Motivo: Brasileiro da Série D/ 5ª rodada

Horário: 16h

Local: Arena da Amazônia 

Árbitro:  Valdicleuson Silva da Costa (AP)

Arbitros Assistentes: Inácio Barreto da Camara (AP) e Roberto Soares dos Santos Junior (AP)

Renda: R$ 4.020,09

Público: 687

Nacional: Marcelo Valverde, Anderson, Bianor, Ze Antônio, Sousa (Lucas), Denis Pedra, Ives, Pelezinho, Charles, Danilo Galvão (Fininho) e Jack Chan (Felipe Boca). Técnico: Lecheva.

Real Ariquemes:  Dida, Pacujá, Mário Paiva, Leonardo, Sorbara, Wanderson, Vioto, Leleco, Rico (Talisson), Matheus (Geovane) e Fernandinho (Marinho). Técnico: Rafael Andrade.



Paulo Rogério/sportsmanaus@gmail.com

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) / +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.