SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Com campanhas opostas, Fast e Nacional fazem o clássico Pai e Filho na semifinal do AM Júnior

Uma das semifinais do Campeonato Amazonense Júnior será o clássico, entre Fast Clube e Nacional, o tradicional Pai e Filho, neste sábado, às 17h (18h de Brasília), no Estádio da Colina, zona Oeste da cidade. Será o primeiro jogo da semi, fazendo a partida de fundo de Rio Negro e Princesa do Solimões, às 15h (16h de Brasília). 

Com a melhor campanha no campeonato, terminando a fase classificatória em primeiro lugar com 37 pontos, o Tricolor de Aço é considerado como grande favorito para conquistar o título da temporada. Já o Nacional, garantiu o direito de jogar a semifinal na última rodada, ficando na quarta colocação, com 19 pontos na tabela de classificação.

De acordo com treinador do Fast, Darlan Borges, foram 14 jogos, com 12 vitórias e apenas um empate e uma derrota até agora. Mesmo assim, ele não considera sua equipe favorita, pois num jogo decisivo o adversário pode se superar em campo.

– Não existe favorito, porque é um grande clássico da nossa base, e nessa fase as camisas pesam muita. Estamos trabalhando para manter a performance e, se Deus quiser, conquistar três pontos e sair na frente nessa semifinal – disse e afirmou ao SPORTSMANAUS, que a filosofia do time jogar será a mesma.

– A postura será a mesma como em todo o campeonato, só vamos pensar em vantagem no final do segundo jogo da semifinal, não temos que mudar nossas características de jogo. Vamos para cima e conquistarmos um bom resultado, para nos dar mais tranquilidade na segunda partida

Adversário melhor

Classificando na última rodada da fase classificatória, o Nacional entra em campo sabendo que seu adversário tem o melhor time, a melhor campanha e os números a favor. Segundo o técnico Garanha, que já foi campeão pelo clube no infantil em 2012, o Fast é disparado o grande favorito pela equipe que possui.

– Pela campanha do Fast, com certeza é o favorito, é o melhor time da competição, formado desde a Copa São Paulo desse ano, são jogadores que fizeram uma seleção e jogaram a Copa. Eles são favoritos, mas vamos tentar jogar em cima deles e nesses dois jogos conseguir uma vitória – contou e fez uma análise de como atua o Fast.

– A equipe deles toca bastante a bola, tem um ataque muito veloz, sabemos que eles trabalham muito a posse de bola, além da metidas de bola por dentro. Nossa equipe trabalhou a semana para não dar brecha e ficar com a posse de bola o mais tempo possível.

Outras postagens...

“É um sentimento de reconhecimento”, disse dirigente do Manaus ao participar do Prêmio Brasileirão 2019

Paulo Rogério

“Só dependemos das nossas forças”, define técnico do Galvez-AC sobre jogo com o Fast, pela Série D

Paulo Rogério

A Home So Uncluttered That It Almost Looks Empty

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol