SportsManaus
COPA DO BRASIL FUTEBOL FUTEBOL NACIONAL

Com gol de pênalti no fim, São Paulo busca empate com o Juventude

Da Redação do Sports Manaus, com informações da GAZETA ESPORTIVA – São Paulo, SP – 20-04-2022 – 21:28:05

Foto: Fernando Alves/E.C.Juventude

O São Paulo não confirmou o favoritismo contra o Juventude na noite desta quarta-feira, em Caxias do Sul, mas, ao menos, evitou o pior. Visitando o time da Serra Gaúcha no estádio Alfredo Jaconi, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, o time comandado por Rogério Ceni fez um primeiro tempo bastante apático, saiu perdendo por 2 a 0, mas buscou o empate em 2 a 2 graças a um gol de pênalti nos acréscimos do segundo tempo. Pitta e Óscar Ruíz balançaram as redes para os donos da casa. Arboleda e Reinaldo, na marca da cal, marcaram para o Tricolor.

Com o resultado, o São Paulo precisará de uma vitória simples no jogo de volta, dia 12 de maio, no Morumbi, para se classificar às oitavas de final da Copa do Brasil. Vale lembrar que na atual edição da Copa do Brasil não há o critério de gol fora de casa.

O São Paulo volta a entrar em campo no próximo sábado, contra o Red Bull Bragantino, fora de casa, pelo Brasileirão. Já o Juventude encara o Cuiabá, no Alfredo Jaconi

O jogo – o primeiro tempo do São Paulo foi desastroso. O time comandado por Rogério Ceni até assustou primeiro, aos nove minutos, quando Alisson recebeu a bola na entrada da área, após boa trama entre Luciano e Calleri, batendo no meio do gol, mas foi só.

A partir de então, o Juventude não deixou o Tricolor jogar. Aos 24 minutos, os donos da casa abriram o placar com Pitta, que recebeu passe de cabeça e, dentro da área, acabou balançando as redes também de cabeça.

Atrás no marcador, o São Paulo não reagiu. Assim, não demorou muito para o Juventude ampliar. Aos 33 minutos, Óscar Ruiz, com toda liberdade, foi conduzindo a bola pelo meio e decidiu experimentar de longa distância, acertando um lindo chute no ângulo, sem chances para Jandrei.

Segundo tempo

O São Paulo voltou para o segundo tempo com mudanças. André Anderson, Nikão e Nestor entraram nas vagas de Luciano, Talles Costa e Gabriel Sara. E logo aos dois minutos o Tricolor conseguiu diminuir com Arboleda, que completou, de cabeça, o escanteio, sem chances para César, marcando seu terceiro gol nos últimos três jogos pelo Tricolor.

Mas, com o tempo, o Juventude voltou a assustar o São Paulo. Aos 17 minutos, Pita recebeu cruzamento da esquerda e cabeceou certeiro, forçando Jandrei a fazer grande defesa. No minuto seguinte, Rafael Forster cabeceou no segundo pau e até balançou as redes, mas a arbitragem marcou impedimento corretamente.

Nos minutos finais, o Juventude quase jogou um balde de água fria nos são-paulinos em chute de fora da área de Jean, que passou a centímetros do ângulo da meta de Jandrei, que se esticou todo, porém, dificilmente chegaria na bola. E quando todos já comemoravam o triunfo jaconero, o árbitro marcou pênalti, já nos acréscimos do segundo tempo, a favor do Tricolor, após a bola bater no braço de Paulinho Moccelin dentro da área. Reinaldo foi para a cobrança e não desperdiçou, garantindo ao menos o empate em 2 a 2 fora de casa.

FICHA TÉCNICA
JUVENTUDE 2 X 2 SÃO PAULO

Local: estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)
Data: 20 de abril de 2022, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento de Magalhães (Fifa-RJ)
Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro (RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)

Gols: Pita, aos 24 do 1ºT, Óscar Ruíz, aos 33 do 1ºT (Juventude); Arboleda, aos 2 do 2ºT, e Reinaldo, aos 46 do 2ºT (São Paulo)
Cartões amarelos: Luciano, Reinaldo, Arboleda (São Paulo); Vitor Mendes (Juventude)

JUVENTUDE: César; Rodrigo Soares (Rômulo), Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Yuri, Jadson e Óscar Ruiz (Edinho) (Guilherme Parede); Capixaba (Jean), Paulinho Moccelin e Pitta (Vitor Gabriel).
Técnico: Eduardo Baptista.

SÃO PAULO: Jandrei; Igor Vinícius (Moreira), Arboleda, Miranda e Reinaldo; Pablo Maia, Talles Costa (Nikão), Gabriel Sara (Nestor) e Alisson (Patrick); Luciano (André Anderson) e Calleri.
Técnico: Rogério Ceni.

 

 

Outras postagens...

Vasco joga mal e fica no empate sem gols com Volta Redonda pela Taça Rio

Paulo Rogério

Vasco peca nas finalizações e não consegue sair do zero contra o Avaí

Paulo Rogério

Coritiba marca no fim com um a menos e vence o Fortaleza pelo Brasileirão

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol