SportsManaus
ELIMINATÓRIAS FUTEBOL FUTEBOL INTERNACIONAL

Com Neymar no comando, Brasil goleia o Uruguai por 4 a 1, na Arena da Amazônia

Brasil volta a jogar na Arena da Amazônia, após o último jogo com a Colômbia em 2016 e goleia o Uruguai por 4 a 1

Foto: João Normando / FAF

O jogo marcou a volta da torcida, mas foi em grande estilo e quem acompanhou saiu comemorando a vitória e a boa apresentação da Seleção Brasileira. Para quem foi criticado pela torcida nos últimos jogos, Neymar comandou a vitória do Brasil na goleada diante do Uruguai por 4 a 1, participando das principais jogadas em campo e dos gols da Seleção. Outro protagonista foi Raphinha, que saiu como titular, e mostrou que dificilmente deixa o time titular. A partida válida pela 12ª rodada das eliminatórias sul-americanas da Copa Mundial da FIFA Catar 2022, na noite desta quinta-feira (14/10), na Arena da Amazônia, em Manaus.

Já classificado, invicto e líder com 31 pontos, o Brasil apenas cumpre tabela nos próximos compromissos pelas eliminatórias. A Seleção Brasileira encara a Colômbia, que empatou em casa com o Equador em 0 a 0, ficando com 16 pontos, mesma pontuação do Uruguai, mas na frente pelo critério de desempate.  A partida será realizada no dia 11 de novembro, em local e horário a ser confirmado pela Conmebol. 

Jogo

A partida começou bem movimentada, com o Brasil mostrando que buscava o resultado positivo. Aos dois minutos, o primeiro chute ao gol foi da Seleção Brasileira. Alex Sandro cobra lateral pela esquerda para Neymar, que passa pelo marcador e chuta no esquerdo de Moslera, que faz a defesa. 

Não demorou muito e o Brasil abriu o marcador. Aos 10 minutos, Fred faz um lançamento na medida para Neymar entre os zagueiros. O meia-atacante passou pelo goleiro Moslera e finalizou, 1 a 0.

Após o gol, a Seleção Brasileira buscou o segundo gol e empurrou o Uruguai para seu campo defensivo. Aos 18 minutos, pela esquerda, Lucas Veríssimo toca para Neymar na área, que chuta no canto esquerdo de Moslera. O goleiro defendeu, mas na sobra Raphinha pela direita aproveitou para marcar, 2 a 0.

O Brasil jogava melhor e os uruguaios não conseguiam chegar ao ataque com perigo. Aos 27 minutos, Lucas Paquetá, pela esquerda, com categoria, mete uma caneta no adversário. O jogador cruza na área, mas a zaga afasta e na sobra de frente para a meta Fabinho chutou longe e isolou a bola.

Aos 32 minutos, a Seleção Brasileira perdeu a chance de ampliar o marcador. Lançamento na área para Gabriel de Jesus, que domina, mas demorou para chutar e perdeu a chance de finalizar. 

Marcando a saída de bola do Brasil, o Uruguai procurava os erros dos brasileiros. Aos 34 minutos, Bentancur de canhota chutou um balaço no canto direito do goleiro Ederson, que se esticou, mas a bola saiu para fora.

Aos 38 minutos, nova chance para o Brasil ampliar o placar. Neymar recebe na área, passa pelo zagueiro Sebastián Coates e bate de canhota, mas o goleiro Moslera faz uma grande defesa e fecha a meta.

O Brasil envolvia os uruguaios no ataque. Aos 48 minutos, pela esquerda Neymar abre

na direita na área, Raphinha fez o corta luz para a entrada de Gabriel de Jesus, mas acabou chutando por cima da meta de Moslera. 

Segundo tempo

Aos três minutos, o primeiro lance de perigo foi do Brasil. Gabriel de Jesus de frente para a meta bateu forte, mas em cima de Moslera que espalmou para linha de fundo. 

Aos seis minutos, dois lances em que a Seleção perdeu duas chances de ampliar. Neymar se livra do zagueiro e toca para Gabriel de Jesus, que chutou, mas o goleiro Moslera faz uma boa defesa. Na sequência, na área Raphinha tem outra chance, mas novamente Moslera fechou a meta.

Os uruguaios tentaram diminuir para tentar encostar no placar. Aos 10 minutos, Cavani recebe uma bola livre na área, mas quando finaliza e balançou as redes do goleiro Ederson, o assistente anulou o gol. 

De tanto pressionar com jogadas rápidas, o terceiro gol do Brasil saiu de um contra-ataque rápido. Neymar toca para Raphinha, que entrava em velocidade. O jogador domina a bola e chuta no canto esquerdo do goleiro Moslera para ampliar, 3 a 0.

Aos 14 minutos, jogada rápida do Brasil com Neymar que recebeu na área, mas na hora do chute o goleiro Moslera defende e fecha a meta mais uma vez e evita outro tento da Seleção. 

Mesmo com um placar bem favorável, o Brasil ainda continuou de forma bem ofensiva. Aos 28 minutos, contra-ataque rápido com Anthony, que toca para Neymar e passa na direita para a entrada de Gabigol, que chutou, mas novamente Moslera defende e evita mais um tento dos brasileiros. 

Apesar de todo sufoco e com um placar amplo, o Uruguai chegou ao seu primeiro gol de bola parada. Aos 31 minutos, na cobrança frontal a meta de Ederson, Suárez  bateu forte no canto esquerdo para descontar, 3 a 1. 

Aos 37 minutos, mais uma jogada bem trabalhada do ataque do Brasil. Neymar cruza para Gabigol, que toca de cabeça no canto esquerdo para marcar, Na jogada, o assistente anula, mas depois de alguns minutos avaliado pelo VAR, o árbitro argentino confirma o tento da Seleção, 4 a 1.

Ficha técnica:

Data: 14/10/2021 – quinta-feira 

Jogo: Brasil x Uruguai 

Motivo: Eliminatórias sul-americanas da Copa Mundial da FIFA Catar 2022 – 12ª rodada 

Local: Arena da Amazônia – Manaus/AM 

Horário: 20h30 (21h30 de Brasília) 

Renda: 

Público pagante: 

Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)

Árbitros Assistentes: Juan Pablo Belatti (ARG) e Diego Bonfa (ARG)

Gols: Neymar 9 min 1ºt, Raphinha, 17 min 1ºt e 13 min 2ºt e Gabigol 39 min 2ºt (Brasil) e Suárez, 31 min 2ºt (Uruguai)

Advertências: Fabinho (Brasil), Fernando Valverde, Cavani e Coates (Uruguai)

Brasil: Ederson; Emerson, Lucas Veríssimo, Thiago Silva e Alex Sandro; Fabinho (Douglas Luiz), Fred (Edenílson) e Lucas Paquetá (Antony); Raphinha (Everton Ribeiro), Neymar e Gabriel Jesus (Gabigol). Técnico: Tite.

Uruguai: Muslera; Nahuel Nandez (Martín Cáceres), Sebastián Coates, Diego Godín e Viña (Piquerez); Valverde, Matías Vecino (Facundo Torres), Bentancur (Gorriarán) e De La Cruz (Torreira); Suárez e Cavani. Técnico: Oscar Tabárez

 

Outras postagens...

São Paulo domina e vence o Rentistas pela Libertadores

Paulo Rogério

Jogador do Hull que sofreu traumatismo craniano evolui ‘de maneira excelente’

Paulo Rogério

Em situação difícil na Série C, técnico do Jacuipense-BA afirma sobre o Manaus: “ A vitória o tempo todo”

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol