SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Com placar histórico, Fast Clube é humilhado pelo Oeste-SP por 6 a 1 pela Copa do Brasil

Foi um verdadeiro passeio, um treino de luxo, com apenas um time em campo, e no final o Oeste-SP massacrou o Fast Clube por 6 a 1, registrando a maior goleada sofrida pelo futebol amazonense na história da Copa do Brasil, sem contar as inúmeras chances perdidas pelos jogadores do Rubro-Negro. O jogo foi realizado na noite desta quinta-feira, 14/2, no estádio da Colina, zona Oeste da cidade.

Com a classificação, o Oeste vai receber o aporte financeiro de R$ 625 mil da CBF para os clubes classificados. Na segunda fase, time paulista encara o Criciúma, que eliminou o São Raimundo-PA. Já o Tricolor de Aço vai juntar os ‘cacos’ para enfrentar o Penarol, pela terceira rodada do Campeonato Amazonense, no domingo, 17/2, às 15h30, no estádio Carlos Zamith.

Atordoado pela placar humilhante, o treinador do Fast, Paulo Morgado, disse ao SportsManaus, que enfrenta alguns problemas, mas reconhece a superioridade técnica do adversário em relação a sua equipe.

– Nós levamos dois gols no início e dificultou bastante, mas a diferença é muito grande ente nossa equipe e do Oeste. Agora se vou ficar, é a diretoria que decide isso melhor. Há uma semana atrás entreguei meu cargo, mas ele pediram para continuar. Tem pessoas insatisfeitas, porque a memória é curta, mas ano passado, não graças a mim, mas várias pessoas que fazem parte do meu grupo de trabalho proporcionaram do clube estar na Copa do Brasil.  Mas se os dirigentes entenderem de me tirar, tranquilo.

Com dois gols na partida, o atacante Jheimy, ficou feliz não apenas pela goleada, mas principalmente pela classificação na casa do adversário. Segundo ele, foi um resultado excepcional, que vai dar muita moral para o time na sequência da temporada.

– Feliz por tudo, porque além de uma grande vitória, nós respeitamos a equipe deles fazendo gols. Não teve nenhuma brincadeira, procuramos fazer os gols, de acordo com as oportunidades que tivemos. Ficamos feliz, porque estamos realizando boas apresentações no Paulistão, e isso dá muita moral. Essa foi minha terceira partida como titular e atacante vive de gols.

Jogo

Precisando da vitória, o Fast começou em cima do adversário e fazendo pressão. O Oeste por outro lado, tocava a bola para encontrar os espaços necessários para entrar na zaga.  Aos 12 minutos, o primeiro lance de perigo do Fast veio numa cobrança de falta por Willian Saroa, que bateu e o goleiro se esticou no canto esquerdo e evitou o gol. 

Fast lutou muito para não sair com placar muito maior (crédito: Paulo Rogério)

O time Rubro-Negro tinha mais a posse de bola, mas não conseguia chegar com muito perigo na meta do Fast. Mas aos 16 minutos, jogada pela direita para Jheimy, que de frente para o gol chuta e o goleiro evita o tento. 

Aos 19 minutos, depois de uma falha da zaga fastiana, Alyson domina na grande área e finaliza, 1 a 0. Dois minutos depois, o Oeste ampliou o marcador, depois de aproveitar uma jogada no ataque, que Bruno Lopes aproveitou para marcar, 2 a 0.

Aos 30 minutos, o Tricolor de Aço chegou com mais perigo, mas Ronan na grande área não aproveitou e chutou fraco. 

No intervalo, o técnico Paulo Morgado sacou Ronan e colocou Luciano para tentar reverter o placar. Mal começou o segundo tempo, logo aos dois minutos, jogada pela direita na grande área e Elvis aproveita para ampliar, 3 a 0. 

Dominado totalmente em campo, aos 11 minutos, o Fast assustou com Willian Saroa na cobrança de falta, que passou no canto direito do goleiro. 

Aos 14 minhota, pela direita Willian Saroa cruza e Charles Chenko toca de cabeça no canto esquerdo, mas o árbitro assistente 1 assinala impedimento no lance. 

Em campo, o Oeste fazia um treino de luxo, mesmo assim, aos 35 minutos, Luciano avança pela direita e toca na grande área para Charles chutar por cima da meta. Na sequência, jogada pela direita e Jheimy ampliou mais ainda, 4 a 0.

Aos 38 minutos, em jogada individual de Robinho, que não perdoou e fez, 4

a 1. Mal cobrou a reposição de jogo, o Oeste foi ao ataque e o jogador sofreu pênalti. Na cobrança, o árbitro assistente 2 assinala lance irregular do goleiro ao defender. Na volta da cobrança, aos 41 minutos, Bruno Xavier cobra no canto direito e faz, 5 a 1. Aos 47 minutos, contra-ataque pela direita, jogada para Jheimy recebe e toca no canto esquerdo para ampilar, 6 a 1.

Ficha técnica:

Jogo: Fast Clube 1×6 Oeste-SP

Motivo: Copa do Brasil / 1ª fase 

Local: Estádio Ismael Benigno, a Colina –Manaus/AM

Horário: 20h30

Renda:  

Público pagante:  

Árbitro: Christiano Gayo Nascimento (DF)

Árbitros Assistentes: Ciro Chaban Junqueira (DF) e  Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF)

Gols: Elvis 3′ (2ºT), Jheimy 36′ (2ºT), Bruno 42′ (2ºT), Jheimy 43′ (2ºT), Alyson 20′ (1ºT), Bruno 21′ (1ºT), Elvis 3′ (2ºT), Jheimy 36′ (2ºT), Bruno 42′ (2ºT) e Jheimy 43′ (2ºT) Manaus e Robinho 38′ (2ºT) Fast Clube 

Advertências:

Fast Clube:Róger Kath, Wagner Diniz, Guigui, Carlinhos Rocha, Erick, Juninho, Dinamite, Cassiano, Willian Saroa, Ronan e Charles Chenko. Técnico: Paulo Morgado.

Oeste: Matheus Gavicholi, Tony, Kanu, Moragás, Alyson, Matheus Jesus, Betinho. Roberto, Elvis, Bruno Lopes e Jheimy. Técnico: Renan Lopes.

Outras postagens...

Escola de Futsal Santos Manaus seleciona atletas para Sub-13 do Santos FC e um garoto no futebol de campo

Paulo Rogério

Hamilton fará artroscopia sexta-feira (27), no Hospital Samel

Paulo Rogério

Presidente do Brusque-SC explica contratação de Hamilton e nega interesse em Rossini

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol