Com portões fechados, Fluminense vence o Vasco e quebra tabu

105

Da redação do Sports Manaus, com informações do LANCE – Felipe Melo – Rio de Janeiro (RJ)

Com gols de Evanilson e Fernando Pacheco, Tricolor se isola na liderança do Grupo B da Taça Rio. Time das Laranjeiras não vencia o Gigante da Colina há 10 jogos (quase três anos)

Foto: Lucas Merçon/FFC

Diante de um Maracanã sem público, por causa do surto global de coronavírus, o Fluminense derrotou o Vasco por 2 a 0 com gols de Evanilson e Fernando Pacheco e quebrou um tabu de 10 jogos (quase três anos) sem vencer o Cruz-Maltino. Com a vitória, o Tricolor das Laranjeiras chegou aos nove pontos e disparou na liderança do Grupo B da Taça Rio, segundo turno do Carioca. A equipe de São Januário, por sua vez, segue na penúltima posição do grupo com apenas dois pontos e se complicou de vez na tabela.

Na próxima rodada, caso não haja alguma alteração no calendário por causa do COVID-19, o Fluminense enfrentará o Volta Redonda, domingo, às 16h, no Maracanã. Mais tarde, o Vasco volta a campo contra o Macaé, às 19h, em São Januário. A Ferj fará uma reunião nesta segunda para definir os rumos da competição após a pandemia da doença.

Faltou capricho

O clássico começou com o Vasco pressionando o Fluminense no ataque, tendo bastante ímpeto ofensivo. Apesar do técnico Abel Braga ter poupado vários jogadores importantes, o time começou bem, dominando o jogo. No entanto, faltou capricho ao pior ataque dos times da série A do Brasileirão (oito gols em 14 partidas). Aos 11, Cayo Tenório chegou bem e cruzou na medida para Marrony chutar de primeira. A bola passou rente à trave esquerda do gol de Muriel. Já em nova chegada do camisa 41 pela direita, Tenório acertou um cruzamento na cabeça de Raul, que finalizou novamente para fora.

Quem não faz… leva

O Vasco dominava a partida, com diversas chances de abrir o placar. Porém, apesar da superioridade, foi o Fluminense que saiu na frente, em seu primeiro lance de perigo. Em bela jogada de Nenê, o camisa 77 achou Evanilson, que ficou na cara do gol e tirou de Fernando Miguel com categoria. O artilheiro do Flu no campeonato estava impossível no jogo. Aos 45, deixou Evanilson novamente em condições de entrar na área, mas o atacante sofreu falta de Ricardo. Três minutos depois, o meia bateu uma linda cobrança de escanteio e obrigou o goleiro cruz-maltino a fazer grande defesa.

Quebrou o Tabu

Na volta para a etapa final, o jogo foi morno e sem muitas chances para ambos os lados. A qualidade técnica caiu e o Vasco, sem apresentar bom futebol, tentou empatar sem qualquer organização tática, na base da transpiração. O Cruz-Maltino ficou mais com a bola, mas sem criar grande perigo.

Aos 34, Pikachu cruzou para Kaio Magno, que dividiu com a defesa, e no rebote sobrou para Benítez chutar em cima de Matheus Ferraz. No fim, Caio Paulista chutou na trave e a bola sobrou na medida para o peruano Fernando Pacheco sacramentar a vitória e quebrar o tabu de 10 jogos (quase três anos) sem vencer o Vasco.

Noite de protestos

Antes do início da partida, ambas as equipes protestaram contra a realização do jogo diante do surto de coronavírus no mundo. O Vasco entrou em campo utilizando máscaras hospitalares, objeto característico da prevenção e proteção à doença. Já o Fluminense entrou com seus jogadores protegendo os rostos com o braço, gesto combinado com o Sindicato de Atletas de Futebol do Rio de Janeiro (SAFARI). Nesta segunda, a Ferj fará uma reunião para definir se suspende o campeonato por tempo indeterminado.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 0 X 2 FLUMINENSE

Data/Hora: 15/03/2020, às 18H
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: João Batista de Arruda NotaL!: 6,0 Acertou nas decisões e controlou bem a partida.
Auxiliares: Silbert Faria Sisquim e Rafael Gomes Rosa
Gramado: Bom
Público e renda: Sem público
Cartões amarelos: Cayo Tenório, Ricardo, Alexandre e Andrey (VAS), Matheus Ferraz, Hudson (FLU)
Cartão vermelho:-
GOL: Evanílson 28’/1º (0-1), Fernando Pacheco 42’/2º (0-2)

VASCO: Fernando Miguel, Cayo Tenório (Kaio Magno, 21’/2ºT), Miranda, Ricardo Graça e Alexandre; Andrey, Raul e Juninho (Benítez, 32’/2º); Vinícius, Marrony (Yago Pikachu – intervalo) e Lucas Ribamar. Técnico: Abel Braga.

FLUMINENSE: Muriel; Igor Julião, Nino, Matheus Ferraz e Egídio; Hudson , Yago e Nenê; Wellington Silva (Caio Paulista, 35’/2ºT) , Evanilson (Ganso, 34’/2ºT) e Marcos Paulo (Fernando Pacheco, 24’/2ºT). Técnico: Odair Hellmann.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.