Com reclamação da arbitragem, expulsões e pênalti perdido, Manaus empata com Fast e decide o 1º turno

335

Na quarta-feira de cinzas, sobrou emoção dentro de campo, com resultado até injusto no final, além de jogadores expulsos e um pênalti não convertido. No final, apesar de uma atuação abaixo do esperado, o Manaus empatou com Fast Clube em 1 a 1, e se valeu do regulamento para garantir vaga na final do primeiro turno do Campeonato Amazonense da Série A. O jogo da semifinal, foi realizado, na Arena da Amazônia.

O Gavião do Norte vai aguardar o vencedor de Amazonas e Nacional, nesta quinta-feira, 27/2, às 20h30 (21h30 de Brasília). Detentor da melhor campanha na primeira fase com 17 pontos, o caçula do futebol amazonense joga com a vantagem do empate para chegar na decisão do primeiro turno com Manaus, no domingo, 1º/3, às 16h (17h de Brasília), na Arena da Amazônia.

Indiferentemente as reclamações do Fast sobre a arbitragem, o técnico Wellington Fajardo, afirmou que o Manaus apesar do empate, foi melhor em relação ao adversário, procurando sempre o resultado em campo, mesmo jogando com a vantagem do empate.

Fajardo disse que Manaus jogou melhor e mereceu o resultado (Foto; Agência Sports Manaus)

– Acho que é uma partida difícil de apitar, não posso falar agora se houve acerto ou erro. Não sei o que eles (Fast) estão reclamando. Dentro do jogo, se a gente faz 1 a 0 no pênalti, o jogo é outro de 3 ou 4 gols de diferença. Quando não faz no pênalti, o time adversário deu um animo. Tem sites aqui tem os números do jogo e mostram isso. Na verdade, o que aconteceu foi só o gol que não saiu, mas o Manaus teve tudo de melhor. Imagina se estivesse nesse momento tendo que explicar que nós jogamos com resultado nas mãos, mas não fizemos isso – explicou Fajardo ao Sports Manaus.

Revoltado com a atuação da arbitragem, o treinador do Fast Clube, Wladimir Araújo, ficou indignado no final da partida com os acréscimos a mais assinalados pelo árbitro Edmar Campos da Encarnação. Para ele, isso acabou no final beneficiando o Manaus, pois teve tempo para empatar.

– Com um jogador a menos a equipe foi valente. O árbitro deus seis minutos, depois mais dois minutos após nosso gol. São coisas que realmente a gente fica chateado, porque nós trabalhamos, somos pai de família e ter uma situação dessa. Não sei se estava impedido no lance do gol, mas já tinha acabado o tempo. A gente fica triste, mas o Manaus não tem culpa, pois o juiz deu mais dois minutos de acréscimos e eles acabaram de fazendo o gol – lamentou o comandante do Tricolor de Aço.

Jogo

Mal começou a partida e o Manaus já chegou deixando seu recado. Com um minuto e quarenta segundos, Caíque cruza pela esquerda cruza e Mateus Oliveira tenta a bicicleta, mas o goleiro defende sem muitas dificuldades. Depois de uma investida do Fast no ataque, na reposição de bola Derlan toca para Janeudo, a defesa pede impedimento, mas o jogador tenta colocar por cima do goleiro e perde a chance de marcar para o Gavião do Norte. 

Técnico do Fast mostrou sua indignação e revolta com a arbitragem no final da partida (Foto: Agência Sports Manaus)

Aos 16 minutos, o Fast por pouco não abriu o marcador. Raylson desce pela esquerda e toca no meio para Willian Saroa bater forte no canto direito de Jonathan, que se estica todo e evita o gol. O Tricolor de Aço continuava no ataque e buscando o primeiro gol. Aos 26 minutos, falta cobrada pela direita na grande área e Ray toca de cabeça na ponta para Raylson, que chuta cruzado e quase marca. 

Aos 39 minutos, o Manaus quase abriu o marcador. Bola na grande área e sobra para Derlan de longe bater forte a esquerda do goleiro do Fast. Aos 45 minutos, o Rolo Compressor trabalha a bola pelo meio e recebe a falta. Na cobrança, Caliari chuta rasteiro no canto direito, mas Jonathan faz a defesa.

Precisando da vitória, na volta do segundo tempo, logo aos quatro minutos, o Fast teve sua situação complicada. Hamilton puxa o contra-ataque pela esquerda e entra na grande área, mas o zagueiro Caliari segura o atacante e derruba. O árbitro Edmar Campos da Encarnação marca pênalti e expulsa o jogador. Dois minutos depois,  Hamilton cobra e o goleiro defende no canto direito e na sobra Panda chuta para fora.
Aos 19 minutos, falta frontal para o Fast com Willian Saroa, que bate e a bola desvia na defesa e quase entra.

Quando tudo parecia definido, aos 49 minutos, Paulinho cobra tiro de canto pela esquerda e Carlinhos Rocha desvia de cabeça para fazer, 1 a 0 Fast. Mas no segundo acréscimo, aos 53 minutos, Igor pela direita cruza e Spice de cabeça toca para empatar, 1 a 1.

Aos 57 minutos, Paulinho Simionato pela esquerda passa pelo zagueiro Carlinhos Rocha, que derrubou o jogador e foi expulso. Com dois jogadores a menos, o Fast viua chance da vaga na final acabar em cinzas.

Jogadores disputaram cada jogada até no final da partida (Foto: Agência Sports Manaus)

Ficha técnica:

Jogo: Manaus 1×1 Fast Clube

Motivo: Campeonato Amazonense da Série A / 1º turno / Semifinal 

Local: Arena da Amazônia

Horário: 20h (21h de Brasília)

Renda: R$ 6.270,00

Público presente: 832

Árbitro: Edmar Campos da Encarnação

Árbitros Assistentes: Alexsandro Lira de Alexandre e Hugo Agostinho Chaves da Paixão

Gols: Carlinhos Rocha 49min 2ºt (Fast Clube) e Thiago Spice 51min 2ºt (Manaus)

Advertências: Panda, Luís Fernando e Gabriel Davis (Manaus) e Igor Índio (Fast Clube)

Expulsão: Caliari e Carlinhos Rocha (Fast Clube)

Manaus: Jonathan, Igor, Thiago Spice, Luís Fernando, Caíque, Derlan, Panda, Gabriel Davis (Gilson), Hamilton, Mateus Oliveira (Paulinho Simionato) e Janeudo. Técnico: Wellington Fajardo.

Fast Clube: Rangel, Igor Índio, Caliari, Carlinhos Rocha, Ítalo, Dadá (Arthur), Raylson, Willian Saroa, Léo Mineiro (Paulinho), Luizão e Ray (Alisson). Técnico: Wladimir Araújo.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.