SportsManaus
NOTÍCIAS

Com vaias no final, Brasil e México empatam sem gols em amistoso no Sub-20, em Manaus

Com vaias no final do jogo, a Seleção Brasileira apenas empatou com México em 0 a 0, no amistoso pelo Sub-20, na noite deste domingo, 25/3, na Arena da Amazônia, em Manaus. O jogo marca o início do trabalho para disputa do Campeonato Sul-Americano, que será disputado no Chile em 2019. Os mexicanos também se preparam para participar do torneio pela categoria da Concacaf, previsto para novembro deste ano.

A seleção brasileira ficou uma semana na capital amazonense fazendo sua preparação no Estádio Ismael Benigno, a Colina, Zona Oeste da cidade. Já os mexicanos chegaram na última segunda-feira (19) e fizeram todo seu trabalho, no Clube do Trabalhador, Sesi, Zona Leste da cidade. Na última quarta-feira (21), as duas seleções nacionais fizeram uma prévia em jogo, que terminou no empate em 1 a 1.

Após a partida, o técnico da Seleção Brasileira, Carlos Amadeu, ressaltou ao SPORTSMANAUS, seu início de trabalho com a equipe, mas lembrou sobre a nova formação para o Sul-Americano ano que vem.

– Nós temos que trabalhar e fazer um grupo solido, como estamos no início do trabalho, vamos trabalhar para que isso aconteça. Todos eles estão buscando um lugar ao sol, tem que jogar coletivamente e emprestar tudo que tem de individualidade para equipe ser mais solida e consistente. Nós tivemos mais posse de bola no primeiro tempo e sentimos o ritmo de jogo. Temos alguns jogadores que estão voltado de férias e sentiram o ritmo – comentou.

O jogador Augusto, do Real Madrid, afirmou ter sido positivo esse primeiro contato da equipe no amistoso, mas admitiu ter sentido a alta temperatura nesse período em Manaus.

– Como jogador é uma experiência que todos queriam ter na seleção brasileira, porque todo atleta desde pequeno busca jogar na Europa e na seleção. Senti um pouco aqui, por conta do clima, mas procurei me adaptar o mais rápido possível. Creio que a expectativa são boas e os atletas estão preparados para o Sul-Americano.

Para Diego Ramirez, o México fez uma boa partida, mas o resultado no final mostrou a igualdade em campo das duas equipes, mesmo jogando fora de casa e também começando o trabalho na categoria.

– O empate parece que foi justo, porque as equipes tiveram oportunidades. O Brasil teve chances no primeiro tempo, enquanto nós tivemos no segundo tempo. Para nós foi uma grande experiência de vir ao Brasil e encontrar uma equipe com essa categoria. Foi um bom jogo, em nossa confederação nosso futebol é mais forte e físico, já os brasileiros de muita mais qualidade. Acredito que essa uma experiência muito boa para colocarmos em prática nas eliminatória, que ocorre em novembro.

Jogo

Mal começou a partida e o Brasil já mostrou que buscava a vitória. Com menos de um minuto, Mauro Júnior pela direita cruzou para grande área e Richard não conseguiu alcançar a bola para finalizar.

O Brasil mostrava ser melhor em campo com a posse de bola. Aos 10 minutos, Alan avança pela direita e chuta em cima do goleiro, perdendo mais uma chance no ataque.

Passados o começo intenso pela Seleção Brasileira, o ritmo de jogo caiu um pouco, onde a equipe procurava as jogadas no ataque, mas não conseguir chegar no ataque, devido também a forte marcação dos adversários.

Aos 37 minutos, Luan Candido toca para Igor chutar na saída do goleiro, que conseguiu evitar o lance perigoso. O México chegou a única vez no ataque, aos 43 minutos, com De La Rosa, que tocou para Macias chutar a direita da meta.

No segundo tempo, os dois treinadores mudaram a formação em campo, principalmente o México, que efetuou quatro substituições. Com tantas modificações, a postura do México também mudou. Em dois lances perigosos, quase o adversário marcou. Aos três minutos, Macias pela direita chutou e o goleiro defendeu e Lozano pela direita, aos seis minutos, cruzou para Macias de cabeça perder uma boa chance.

Aos 20 minutos, Mauro Júnior puxou um contra-ataque, que passou para Toro chutar em cima do goleiro. Depois disso, as duas equipe ainda tentaram as jogadas no ataque, mas sem muito sucesso na hora da finalização.

Ficha técnica:

Jogo: Brasil 0x0 México

Motivo: Amistoso Sub-20

Horário: 18h

Local: Arena da Amazônia

Árbitro: Fernando Echenique (ARG/FIFA)

Árbitros Assistentes: Lucas Germonatta (ARG/FIFA) e Maximiliano Del Yesso (ARG/FIFA)

Renda: R$ 176.380,00

Público: 6.150

Brasil: Hugo Nogueira, Emerson (Vitinho), Matheus Thuler, Vitão, Luan Candido, Vítor Bobsin (Patrick), Jhonny Lucas (Toro), Alan, Richard (Helinho), Mauro Júnior (Vítor Gabriel) e Igor (Luan Pereira). Técnico: Carlos Amadeu.

México: Higuera, Alvarez (Hernandez), Sepulveda (Robles), Orona, Plascencia (Meraz), Vargas, Gutierrez Estefa (Lozano), Gutierrez Torres (Figueroa), De La Rosa, Macias (Trejo) e Lainez. Técnico: Diego Ramirez.

Outras postagens...

Destaque na base do Cruzeiro, Pedro Urso vive expectativa para convocação

Paulo Rogério

Calendário da CBF para 2021 inicia quatro dias após Brasileirão 2020

Paulo Rogério

Valorizado! Inter pede mais de R$ 130 milhões pela contratação de Gabigol

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol