Como em 1999: Juventude vira no fim e supera Botafogo na Copa do BR

63

Da redação do SportsManaus, com informações do LANCE – João Vítor Castanheira – Caxias do Sul (RS)

Alvinegro abre o placar, mas com um a menos desde o primeiro tempo, leva gol no último minuto e volta a ser assombrado pelo time gaúcho, algoz da final há 20 anos

Foto: Divulgação/Twitter Juventude

Como há 20 anos. Nesta quinta-feira, mais uma vez, o Botafogo foi superado pelo Juventude em uma partida de Copa do Brasil e está eliminado da competição. Cícero abriu o placar para o Alvinegro, mas com Alex Santana expulso ainda na primeira etapa, o time de Zé Ricardo sucumbiu ao domínio gaúcho e foi derrotado por 2 a 1. Braian Rodriguez, e Dalberto aos incríveis 44′ do segundo tempo,  fizeram os gols da virada. 

Botafogo e Juventude dependem de sorteios para saberem quando voltam a entrar em campo pela Sul-Americana e Copa do Brasil, respectivamente. Enquanto isso, o Alvinegro terá 16 dias até a estreia no Brasileiro contra o São Paulo.

Só tem Papo? 
A equipe carioca assustou logo aos cinco minutos de jogo. No ensaio do que viria depois, Cícero completou para o gol a bola escorada por Diego Souza, mas Erik, que também tentou finalizar, estava adiantado. Apesar do lance, quem passaria por apuros no início seria o Alvinegro. Nos primeiros 25 minutos, o ‘Papo’, uma das alcunhas do time gaúcho, bombardeou a meta carioca e teve quatro chances claras marcar. Numa delas, Dalberto invadiu a área e soltou uma bomba para grande defesa de Gatito. 

Melhora e gol alvinegro

“Quem não faz, toma”: o ditado é velho, batido, mas não é famoso atoa. Passado o domínio do Ju, o Botafogo voltou a ocupar o campo ofensivo e teve a eficiência que faltou no primeiro jogo. Jean fez lindo lançamento e deixou Cícero na cara do gol. Com toda sua experiência, o camisa 8 matou no peito e tocou por cima, na saída de Carné: 1 a 0.

De novo, meu 10? 
O sorriso alvinegro, porém, não demorou a amarelar. Aos 36, Alex Santana levou amarelo bobo após atrasar uma cobrança de falta e quatro minutos depois, foi punido novamente ao entrar de sola em Rafael Jataí. Trajando a camisa 10, foi expulso – repetindo o que fez João Paulo no Nilton Santos. 

Não deu pra segurar
Mesmo com um a menos, assim como na primeira etapa, o Glorioso começou assustando. Após vacilo da zaga alviverde, a bola sobrou para Diego Souza na marca do pênalti, que pressionado, finalizou rente à trave. O camisa 7 chegou a marcar logo depois, mas estava impedido. Depois disso, o Juventude fez valer a vantagem numérica e partiu para pressão. A bola de Breno na junção entre as traves de Gatito era um prenúncio. Aos 15’, Jhon Lennon cruzou, Braian Rodríguez ganhou de Benevenuto e, de cabeça, empatou para os gaúchos. 

Alvinegro rendido
Desgastado por ter um a menos em campo desde o primeiro tempo, o Botafogo recuou, aceitou a pressão do Juventude, e, apostando no histórico de Gatito, limitou-se a aguardar os pênaltis. A estratégia, no entanto, ruiu no último minuto do tempo regulamentar. Aos 44′, Breno, que entrou muito bem, invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado. Dalberto veio de trás para pegar de primeira, virar o duelo, e classificar o Juventude na Copa do Brasil. 

FICHA TÉCNICA
JUVENTUDE 2 X 1 BOTAFOGO

Estádio: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)
Data/hora: 11/04/2019, às 19h15
Árbitro: Vinícius Furlan (SP)
Assistentes: Daniel Luís Marques e Bruno Salgado Rizzo (SP)
Gramado: Bom
Público e renda: 
Cartão amarelo: Gatito e Alex Santana 2x (BOT); R. Jataí, Braian Rodríguez e Denner (JUV)

Cartão vermelho: Alex Santana 40’/1ºT e Jean 50º/2ºT (BOT)

Gols: Cícero 32’/1ºT (0-1), B. Rodríguez 15’/2ºT (1-1) e Dalberto 44’/2ºT (2-1)

Juventude: Marcelo Carné; Vidal(Rafael Bastos 34’/2ºT), Genílson, Sidimar e Eltinho (Fillipe 28’/2ºT); Moisés e Rafael Jataí (Breno 46’/1ºT); Denner, Braian Rodríguez e John Lennon; Dalberto; Técnico: Marquinhos Santos

Botafogo: Gatito; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Gilson; Jean, Cícero e Alex Santana; Erik (R. Pimpão (32’/2ºT), Luiz Fernando (Rickson 38’/2ºT) e Diego Souza (Igor Cássio 20’/2ºT). Técnico: Zé Ricardo



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.