Confiante? River expõe em seu museu a taça que será entregue ao campeão da Libertadores no sábado

162

Da redação do SPORTSMANAUS, com informações da ESPN – André Donke, de Buenos Aires (Argentina)

Foto: André Donke/ESPN.com.br

O museu do River Plate, localizado ao lado do estádio Monumental de Núñez, é uma visita obrigatória a qualquer fã de futebol que passe por Buenos Aires. Em cerca de uma hora e por 225 pesos argentinos (R$ 23,58 na cotação atual) – ou 300 pesos (R$ 31,44), com o passeio guiado pelo campo incluso -, é possível conhecer de forma didática um pouco da história do clube.

Porém, o museu, que por essência é o lugar que rememora o passado de algo ou alguém, acabou, neste momento e neste caso, dando destaque ao presente. Ou melhor, ao futuro a curto prazo.

Logo após o ponto de entrada da visita ao local, a primeira atração desde esta quarta-feira é a taça original da Copa Libertadores, que será entregue no sábado a River ou Boca Juniors, que se enfrentam justamente no Monumental de Núñez pelo confronto de volta da decisão – na ida, empate por 2 a 2. Dessa forma, os Milllonarios esperam que o objeto deixe o seu museu por apenas algumas horas.

Enquanto o tão aguardado jogo não chega e não se descobre o campeão, os visitantes – que se tornaram mais numerosos no museu na semana da final – podem guardarem um registro ao lado da taça. “Só não pode tocá-la”, alerta os profissionais que não tiram os olhos do objeto, mas por um motivo diferente do que o dos torcedores, que posam para os flashs com um sorriso em um misto de alegria e ansiedade.

O desejo não é disfarçado pelo próprio clube. “Tour pela Copa 2018”, estampa a porta de entrada do Museo River. Uma camisa do capitão Leo Ponzio e um paletó de Marcelo Gallardo, que ganha espaço nobre no setor dos técnicos, traz ainda mais à tona a mistura entre passado e presente do clube, que busca seu quarto título na Libertadores, após ter vencido em 1986, 1996 e 2015.

Mas justiça seja feita, apesar do lugar nobre que 2018 ocupa no momento no museu, não é por falta de atenção ao passado. Seja torcedor do River ou um fã do futebol em geral, o visitante fica por dentro de forma objetiva e sucinta sobre aspectos do clube, como todos os escudos, presidentes, conquistas e estádios.

No andar superior, um caminho na ordem cronológica indica ano a ano desde a fundação do River em 1901. Cada década ganha uma sala preenchida por um vídeo mostrando o que aconteceu no mundo no período, assim como informações nas paredes resumindo o que o clube fez naqueles dez anos.

Dependo do que acontecer no sábado, a década que ainda nem acabou pode virar o ponto alto do museu.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.