full screen background image

Diante de um adversário fácil, Nacional vence São Raimundo-RR em sua estreia no Brasileiro da Série D

269

Sem muitas dificuldades, mas diante de um adversário com pouca resistência, o Nacional venceu o São Raimundo-RR por 3 a 0, na estreia no Brasileiro da Série D, na tarde deste domingo, 22/4, no Estádio da Colina, Zona Oeste da cidade. Com resultado, o Naça ficou na primeira colocação, com três pontos, no grupo A3, pois na outra partida, São Raimundo-PA e Real Desportivo-RO empataram em 1 a 1, somando ambos apenas um ponto.

Pela segunda rodada, o Naça tem pela frente uma partida difícil diante do Real Desportivo fora de casa, no próximo domingo, 29/4, às 18h (19h de Brasília). A partida será realizada no Estádio Valeirão, em Porto Velho.

Independentemente da fragilidade do adversário, o treinador do Nacional, Lecheva, estreou com uma boa vitória e somando três pontos jogando em casa. Para ele, a equipe foi muito superior, mas ainda falta melhorar muito, pois o campeonato só está começando.

Lecheva ficou satisfeito com resultado, mas disse que time ainda precisa melhorar (crédito: Paulo Rogério)

– Nós fizemos um jogo consistente, de quem realmente propôs algo o tempo todo, buscamos a partida em alguns momentos, teve o nervosismo no início pela estreia e talvez pelo mau momento que passou no Campeonato Amazonense, isso também pesou um pouquinho. Além disso, a falta de ritmo de alguns atletas, mas aos poucos estamos buscando a bola no chão, chegando com um pouco mais de qualidade e fizemos, o que deixou dúvidas de quem foi o dono do jogo. Sabmeos que temos de melhorar, é apenas o início e apresentamos os erros de jogo, o que é normal na estreia.

O meia Fininho marcou o terceiro e último gol do Naça na partida. Ele disse ao SPORTSMANAUS, a importância da vitória no começo do Brasileiro da Série D, pois jogando em casa a equipe tinha que sair com resultado positivo.

– Feliz pela estreia, nós trabalhamos para viver esse momento, pois sabíamos que o primeiro jogo era de suma importância somar três pontos e trazer o torcedor para nosso lado. Fizemos o dever de casa, temos que manter esse foco para conseguir o acesso a Série C. A vitória é do grupo e não existe apenas eu, mas de todos nós. Esse ano de 2018 tem sido muito difícil, mas temos muito que melhorar, porque o Brasileiro está apenas começando.

Treinador do São Raimundo disse que alertou sobre as bolas aéreas do adversário (crédito; Paulo Rogério)

Lamentando a derrota, mas principalmente os erros cometidos, pois foi muito alertado durante a semana, o comandante do São Raimundo, Francisco Viana, afirmou que os jogadores foram alertados pelas jogadas aéreas do adversário, mas lembrou que o elenco é muito novo.

– Nos éramos onde fomos mais alertados, ou seja, na bola aérea, única virtude que o Nacional tinha. Os três gols se originaram na bola aérea, nós pecamos pela inexperiência do nosso setor defensivo com média de 22 anos. Não foi apenas eles, mas o grupo todo foi alertado inúmeras vezes. Essa derrota pode nos causar algumas observações.

Jogo

No começo do jogo, o São Raimundo teve a iniciativa, mas depois o Nacional se recompôs, e passou a ter o controle da bola. Por outro lado, o adversário exercia forte marcação, não deixando o time amazonense fazer as jogadas e esperava no setor defensivo para sair nos contra-ataques.

Depois de fazer uma pressão, aos 17 minutos, falta pela direita, Fininho cobra na grande área e Danilo de cabeça coloca no travessão, na volta o zagueiro Guigui toca sozinho de cabeça para abrir o marcador, 1 a 0 Naça.

Com gol sofrido, o São Raimundo até tentou sair um pouco mais para o jogo, mas não conseguia fazer uma jogada com mais perigo no ataque. Já o Nacional, também não conseguia encaixar no ataque suas articulações para ampliar o placar.

Aos 40 minutos, Alexsandro trabalha a bola pela esquerda com Fininho, que cruza na grande área e Danilo Galvão entre os zagueiros cabeceou no canto esquerdo do goleiro, 2 a 0.

Com a bola dominada, Alexsandro tenta se livrar dos marcadores do São Raimundo (crédito: Paulo Rogério)

No segundo tempo, precisando buscar o resultado, o São Raimundo começou em cima do Nacional desde o começo.

Aos 12 minutos, pela esquerda Paulo Roberto passa pelo marcador e chuta no canto esquerdo do goleiro, mas a bola bate no pé da trave e não entra.

O São Raimundo continuou em cima do Nacional. Aos 23 minutos, pela direita Luã chuta de longe e o goleiro espalma no canto esquerdo para fora.

Aos 34 minutos, Fininho cobra tiro de canto pela direita e o zagueiro Vinícius toca com a mão na bola, o árbitro marca pênalti. Dois minutos depois, Fininho cobra para ampliar, 3 a 0.

Aos 41 minutos, jogada pela direita do São Raimundo e Derik sozinho na pequena área chuta e o goleiro evita o gol.

Ficha técnica: 

 Jogo: Manaus x São Raimundo

 Motivo: Brasileiro da Série D/ 1 rodada

Horário: 16h

 Local: Estádio Ismael Benigno, a Colina

Árbitro: Rafael Martins Diniz (DF)

Árbitros Assistentes: Luciano Benevides de Sousa (DF) e Marconi de Souza Gonçalo (DF)

Renda: R$ 12.270,00

Público pagante: 872

Nacional: Marcelo Valverde, Pedro Balu, Guigui, Jeferson Siqueira, Souza, Denis Pedra (Delciney), Alexsandro (Raylson), Bae, Fininho, Danilo Galvão e Paulo Roberto (Charles). Técnico: Lecheva.

São Raimundo-RR: Diego, Luã, Vinicius, Kelvin, André, João Paulo (Ricardinho), Igor, Belão (Juan), Emerson, Ray e Romanelli (Derik). Técnico: Francisco Viana.



EDITOR - Paulo Rogério Veiga, comunicador esportivo, repórter, radialista e agente business de jogadores e treinadores. Contato 55+ (92) 99171-9226 vivo/watsap / 55+ (92) 98193-1304 tim/watsap. Email: pauloreporter@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Leia mais em sobre o editor clicando aqui.