SportsManaus
FUTEBOL INTERNACIONAL

Diego Alves salva, Flamengo vence o Emelec nos pênaltis e pegará o Inter na próxima fase da Libertadores

Da redação do SportsManaus, com informações do LANCE – David Nascimento – Rio de Janeiro (RJ)

No tempo normal, Rubro-Negro venceu por 2 a 0 – gols de Gabigol -, igualando o resultado do jogo de ida. Nas penalidades, 4 a 2 para os brasileiros, que vão para as quartas de final

Foto: Alexandre Vidal e Marcelo Cortes / Flamengo

Em uma noite de muita emoção, o Flamengo se classificou para as quartas de final da Conmebol Libertadores. Na noite desta quarta-feira, no Maracanã, quase 68 mil torcedores foram ao Maracanã acompanhar o jogo de volta das oitavas de final, depois de uma derrota do Rubro-Negro por 2 a 0, no jogo de ida. No tempo normal, o Fla venceu por 2 a 0 – gols de Gabigol -, levando a decisão da vaga para os pênaltis. Nas penalidades, vitória por 4 a 2 dos comandados de Jorge Jesus, com Diego Alves salvando ao defender um pênalti.

Com o resultado, o Flamengo pegará o Internacional nas quartas de final da Conmebol Libertadores, com as datas das partidas de ida e volta ainda a serem confirmadas. Pelo Campeonato Brasileiro, o Rubro-Negro volta a campo no fim de semana – domingo, às 16h, visita o Bahia.

PÊNALTI… E GOL!
Diferentemente do jogo de ida, quando foi derrotado por 2 a 0 e errou muito na formação do Flamengo, Jorge Jesus não inventou nesta volta. O técnico, com isto, fez o Rubro-Negro ter poder defensivo e ofensivo, pressionando desde o minuto inicial para tirar a vantagem acumulada do Emelec. E não demorou muito para abrir o placar. Aos sete, Rafinha foi derrubado por Bagüi na grande área, pênalti corretamente marcado. Dois minutos depois, Gabigol cobrou e converteu: 1 a 0.

GABI, GABI, GABIGOL!
Artilheiro nato, oportunista, Gabigol carrega por onde passa o cheiro de gol. Embalado, aproveitou recuperação de bola de Bruno Henrique após erro da defesa de Emelec, recebeu na velocidade e estufou as redes do goleiro Dreer, 2 a 0 para o Flamengo – o 22º gol de Gabigol defendendo o time da Gávea. Em 18 minutos de jogo, os comandados de Jorge Jesus recuperariam a péssima atuação do jogo de ida, deixando tudo igual no agregado. E foi assim que o duelo foi para o intervalo.

EQUATORIANOS SEGURAM
Na volta do intervalo, o Emelec trabalhou mais a defesa, fechando espaços, segurando a força ofensiva do Flamengo. Tudo bem que a criação do Rubro-Negro, no segundo tempo, não foi lá essas coisas, com as poucas oportunidades ocorrendo com Thuler, aos 15 minutos, livre, Bruno Henrique, aos 38, e Arrascaeta, aos 51… Mas ficou na vitória por 2 a 0 do Flamengo no tempo normal. Como o resultado do jogo de ida foi repetido, a decisão do classificado às quartas sairia nos pênaltis.

E DEU FLAMENGO!
Os mais de 67 mil torcedores que foram ao Maracanã acompanhar este jogo decisivo ficaram apreensivos para a decisão da vaga nas penalidades. E quem ficou com a vaga foi o Flamengo, vencendo os pênaltis por 4 a 2. Pelo lado do Rubro-Negro, Arrascaeta, Bruno Henrique, Renê e Rafinha converteram. No lado do Emelec, Bryan Angulo e Cortez converteram – Dixon Arroyo parou no goleiro Diego Alves e Queiróz acertou o travessão. Comemora a torcida do Flamengo, classificada!

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 (4) X (2) 0 EMELEC (EQU)

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 31/7/2019, 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Néstor Pitana (ARG) – Nota LANCE!: 7,0 (conduziu bem a partida, aplicando bem os cartões)
Assistentes: Hernán Maidana (ARG) e Julio Fernández (ARG)
Árbitro de vídeo: ​Mauro Vigliano (ARG)
Gramado: Bom
Público/renda: 61.202 pagantes/67.664 presentes/R$ 3.992.811,76
Cartões amarelos: Bruno Henrique, Cuéllar, Willian Arão (FLA) e Mejía, Dixon Arroyo, Joel Quintero, Guerrero (EME)
Cartão vermelho: 

GOLS: Gabigol 9’/1ºT (1-0) e Gabigol 18’/1ºT (2-0)
PÊNALTIS: Arrascaeta (1-0), Bryan Angulo (1-1), Bruno Henrique (2-1), Cortez (2-2), Renê (3-2), Dixon Arroyo (3-2), Rafinha (4-2) e Queiróz (4-2)

FLAMENGO: Diego Alves, Rafinha, Thuler, Pablo Marí e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Gerson (Berrío 36’/2ºT) e Everton Ribeiro (Arrascaeta 12’/2ºT); Bruno Henrique e Gabigol (Reinier 25’/2ºT). Técnico: Jorge Jesus.

EMELEC: Dreer, Caicedo, Jaime (Joel Quintero 39’/1ºT), Mejía e Bagüí; Dixon Arroyo, Godoy (Cortez 45’/2ºT), Queiróz e Cabezas; Guerrero (Carabalí 18’/2ºT) e Bryan Angulo. Técnico: Ismael Rescavo.

Outras postagens...

Algoz do Brasil na Copa de 82, Paolo Rossi morre aos 64 anos

Paulo Rogério

Manchester United volta com tudo que tem para cima de Neymar, diz jornal inglês

Paulo Rogério

Atlético-MG aguenta pressão do River Plate e conquista a vitória na Libertadores

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol