SportsManaus
FUTEBOL INTERNACIONAL

E se o Barcelona vendesse todos os seus jogadores pelo ‘preço de tabela’? Veja quanto time arrecadaria

Da redação do Sports Manaus, com informações da ESPN.com.br

Foto: FC BARCELONA/MIGUEL RUIZ

Nesta quinta-feira, o Barcelona acertou a renovação do lateral esquerdo Jordi Alba, de 29 anos, até 30 de junho de 2024.

A novo contrato veio junto com uma incrível cláusula de rescisão de rescisão de 500 milhões de euros.

Ou seja: quem quiser pagar a multa para tirá-lo do Camp Nou deve desembolsar nada menos do que R$ 2,131 bilhões.

Proteger seus jogadores com cláusulas altas, aliás, não é novidade para o Barça, que tem boa parte do elenco assegurado com multas estrondosas.

A de Lionel Messi, por exemplo, é muito superior à de Alba, que ficou no “2º escalão” dos maiores valores, ao lado de outros jogadores emblemáticos do time, como Gerard Piqué e Sergio Busquets.

Confira na tabela abaixo:

As multas do elenco do Barcelona

Fonte: Jornal Sport

JOGADOR MULTA DURAÇÃO DO CONTRATO
Lionel Messi 700 milhões de euros 2021
Gerard Piqué 500 milhões de euros 2022
Sergi Roberto 500 milhões de euros 2022
Samuel Umtiti 500 milhões de euros 2023
Sergio Busquets 500 milhões de euros 2023
Jordi Alba 500 milhões de euros 2024
Arthur 400 milhões de euros 2024
Philippe Coutinho 400 milhões de euros 2023
Ousmane Dembélé 400 milhões de euros 2022
Arturo Vidal 300 milhões de euros 2021
Clément Lenglet 300 milhões de euros 2023
Luis Suárez 200 milhões de euros 2021
Malcom 180 milhões de euros 2023
Marc Ter Stegen 180 milhões de euros 2022
Ivan Rakitic 125 milhões de euros 2021
Nélson Semedo 100 milhões de euros 2022
Thomas Vermaelen 80 milhões de euros 2019
Carles Aleñá 75 milhões de euros 2022
Rafinha 75 milhões de euros 2020
Jasper Cillessen 60 milhões de euros 2021
Denis Suárez 50 milhões de euros 2020
Sergi Samper 50 milhões de euros 2019
TOTAL: 6,175 bilhões de euros

Somando todas as multas rescisórias, chega-se à conclusão que o Barcelona conseguiria insanos 6,175 bilhões de euros (R$ 26,32 bilhões) se vendesse todos os seus atletas pelo “preço de tabela”.

O valor é tão grande que seria até mesmo superior ao PIB (Produto Interno Bruto) de vários países da África, da Oceania e do Caribe, e até mesmo de micro-nações europeias, como San Marino.

O caso mais recente de multa paga na íntegra ao Barça foi em 2017, quando o Paris Saint-Germain comprou o atacante Neymar por 222 milhões de euros. 

O valor havia estabelecido na renovação feita com os blaugranas em 2016, elevando a cláusula de 200 milhões de euros para 222 milhões de euros.

Outras postagens...

Neymar reúne amigos e personalidades em festa e se emociona: ‘O que eu mais queria era um metatarso novo’

Paulo Rogério

Libertadores: gol nos acréscimos define empate entre Grêmio e Santos

Paulo Rogério

Libertadores: Palmeiras volta a vencer a Católica e fará clássico com o São Paulo nas quartas

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol