Em jogo agitado, Botafogo vence e elimina o Vasco da Taça Guanabara

34

Da redação do Sports Manaus, com informações do LANCE – David Nascimento – Rio de Janeiro (RJ)

Primeiro tempo de clássico pelo primeiro turno conta com quatro bolas na trave – duas para cada lado. Gol do Alvinegro foi nos acréscimos, mantendo time vivo na competição

Foto: Vítor Silva/Botafogo 

Em um jogo agitado, com direito a quatro bolas na trave, o Botafogo venceu o Vasco por 1 a 0 na tarde deste domingo, no Nilton Santos, pela penúltima rodada da fase de grupos da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca. O resultado manteve o time comandado por Alberto Valentim vivo na disputa, enquanto a equipe do técnico Abel Braga acabou sendo eliminada – apesar do time, com crias das categorias de base, tendo uma boa atuação. O gol da vitória do Botafogo foi no fim do segundo tempo, com Igor Cássio.

Com o resultado, o Botafogo chegou a nove pontos, na segunda colocação do Grupo A da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca. O Vasco, por sua vez, ficou com quatro pontos, no Grupo B, e faltando apenas uma rodada, não consegue mais chegar no Madureira, segundo lugar, que já tem dez pontos. Pela competição, ambas as equipes voltam a campo no próximo domingo – o Alvinegro faz o clássico com o Fluminense, enquanto o Cruz-Maltino duela com a Portuguesa. Antes, na quarta-feira, o Botafogo estreia na Copa do Brasil contra o Caxias, enquanto o Vasco estreia na Conmebol Sul-Americana diante do Oriente Petrolero.

TRAVE, TRAVE, TRAVE, TRAVE!
O primeiro tempo foi bastante movimentado, com chances claras de gol criadas tanto pelo Botafogo, quanto pelo Vasco. Aos oito minutos, o Cruz-Maltino tentou com Andrey de longe. No lance seguinte, a primeira bola na trave da partida: Ribamar passou por Fernando e achou Vinícius, que por pouco não colocou o Vasco na frente do placar. O Alvinegro respondeu à altura aos 16, quando Kanu desviou de cabeça e acertou a trave e quase fez o gol. Luis Henrique, aos 36 minutos, e Vinícius, de novo, agora de letra, aos 43, acertaram novamente a trave. Jogadores foram para o intervalo com o 0 a 0, mas não aquele sem graça e sim um bem disputado – se não fossem as traves, eram quatro gols…

CORRIDA CONTRA O TEMPO
Na volta para o segundo tempo, os jogadores de Botafogo e Vasco administraram mais o ritmo do jogo, depois de toda a agitação de ambos os lados ao longo dos 45 minutos iniciais. Alberto Valentim e Abel Braga mudaram alguns posicionamentos de seus comandados. As chances seguiam sendo criadas, apesar da menor intensidade: aos 12 minutos, Luiz Fernando cruzou pela direita, a bola ia chegar para Luis Henrique livre, mas Cayo Tenório apareceu na hora exata para desviar e evitar o gol do Botafogo. No lance seguinte, o Vasco respondeu: Ribamar teve a chance, mas Marcelo Benevenuto evitou.

NOS ACRÉSCIMOS!
O empate não era bom para ninguém: eliminava o Vasco e poderia resultar na eliminação também do Botafogo, caso o Flamengo derrote o Resende nesta segunda. Por conta disto, no fim, os jogadores dos dois times se jogaram ao ataque. Aos 41 minutos, Caio Lopes se movimentou bem e mandou forte, errando o alvo. E aos 45, o Botafogo, que não dominou ao longo do clássico, fez o 1 a 0 com Igor Cássio e se manteve vivo na Taça Guanabara, eliminando o rival – Alexandre achou Bruno Nazário, que dominou e rolou para Igor Cássio, que bateu, o goleiro Lucão defendeu, mas o rebote foi no peito do próprio Igor, que estufou as redes. Vitória na garra e com justiça.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 1 X 0 VASCO

Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 2/2/2020, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ) – Nota LANCE!: 6,0 (não influenciou no resultado)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Wallace Muller Barros Santos (RJ)
Árbitro de vídeo: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Gramado: Bom
Público/renda: 12.862 presentes/R$ 241.940,00
Cartões amarelos: Marcelo Benevenuto, Caio Alexandre, Igor Cássio (BOT) e Ulisses, Alexandre Melo, Caio Lopes (VAS)
Cartão vermelho: 

GOL: Igor Cássio 45’/2ºT (1-0)

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Fernando, Marcelo Benevenuto, Kanu e Guilherme Santos; Alex Santana (Caio Alexandre 33’/2ºT), Thiaguinho e Bruno Nazário; Luiz Fernando (Rhuan 36’/2ºT), Rafael Navarro (Igor Cássio 19’/2ºT) e Luis Henrique. Técnico: Alberto Valentim.

VASCO: Lucão, Cayo Tenório, Ulisses, Miranda e Alexandre Melo; Andrey, Marcos Junior e Juninho (Caio Lopes 31’/1ºT); Ribamar (Marrony 16’/2ºT), Tiago Reis e Vinícius (Talles Magno 25’/2ºT). Técnico: Abel Braga.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.