SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Em jogo com Iranduba pelo BR Feminino, técnica da Assermurb-AC alerta: “Trabalhamos para vencer”

Time acriano ocupa quarta posição no grupo A, com apenas um ponto e vai tentar sua primeira vitória no Brasileiro Feminino A2, em Manaus

Foto: Arquivo pessoal 

Sem ainda vencer em três jogos até agora no Campeonato Brasileiro Feminino A2, em quarto lugar, no grupo A, com apenas um ponto, a Associação Desportiva Assemurb-AC, vai tentar sua primeira vitória fora de casa, mas tem pela frente a difícil partida diante do Iranduba. O jogo é válido pela quarta rodada, neste sábado, 5/6, às 15h (16h de Brasília), no estádio Carlos Zamith, zona Leste da cidade. As meninas do Hulk da Amazônia, ocupam a terceira posição, com cinco pontos na tabela. 

Para buscar um bom resultado fora de casa, a técnica do Assermurb, Rose Costa, 51 anos, ressaltou que o trabalho realizado é para superar todas as dificuldades, que o elenco passa para a disputa da competição nacional.

Comandante Rose Costa lamenta a situação extra campo que dificulta o trabalho da equipe (Foto: Arquivo pessoal)

– O Acre, assim como Manaus, viveu um período longo de alta infecção e agravamento da pandemia do Covid-19, e se manteve na bandeira vermelha até uma semana antes do início da competição, o que nos impediu de efetivamente fazer um trabalho mais intenso e extenso. Sabemos que estamos na casa do adversário e respeitamos a história das meninas do Iranduba, mas sem sombras de dúvidas, a cada semana estamos trabalhando com intensidade para vencer, e nossa  expectativa aqui é essa – comentou ao SPORTS MANAUS. 

Além das dificuldades de estrutura para realizar um trabalho em campo, mas suplantado com muita dedicação, profissionalismo e empenho, Rose Costa, ressaltou o comprometimento do elenco no trabalho diário, pois ninguém, sem exceção, tem algum retorno financeiro por parte do clube. 

– Estamos trabalhando no sentido de corrigir os erros dos jogos anteriores e buscar nossa primeira vitória. O que posso afirmar é que assim como o Iranduba busca a sua classificação, guardadas as devidas diferenças e proporções de investimentos, pois nosso clube não paga salário a nenhuma das atletas, bem como a ninguém da equipe técnica. Nossa diretoria está trabalhando também para a profissionalização, o que sabemos é que todas as equipes femininas da região Norte ainda carecem de mais e melhores investimentos – alertou Rose. 

Para esquecer os problemas dentro e fora de campo, a comandante do Assermurb, acredita em uma grande resultado, o que seria excelente para o time para a sequência do campeonato.

– Sofremos problemas de toda ordem no início da competição, como dito anteriormente com a falta de remuneração das atletas para poderem se dedicar exclusivamente aos treinamentos. Sem sombra de dúvidas, a vitória no jogo em cima do Iranduba, seria um fator motivacional – disse. 

Repúdio

Se não bastasse todos os problemas enfrentados, após uma viagem cansativa de Rio Branco até Porto Velho de ônibus, com várias horas na estrada e desembarcando na madrugada desta sexta-feira, 4/6 em Manaus, a treinadora Rose Costa, ficou indignada quando foi impedida de realizar seu treino no local do jogo, mesmo estando documentada oficialmente para isso.

– Não pudemos treinar e nem reconhecer o campo hoje de manhã, pois estrategicamente houve ‘conflito’ de horários nos agendamentos do campo. Quando chegamos no estádio, conforme cronograma estabelecido pelas Federações/CBF, a equipe masculina do Manaus estava treinando, após isso treinaria o Iranduba, equipe que enfrentaremos. Já à tarde, o campo estará fechado para pintura e corte da grama, conforme nos passaram – lamentou.

 

Outras postagens...

Confiante no trabalho para encarar o Princesa na Série D, técnico do Porto Velho-RO alerta: “Vamos trazer mais três pontos”

Paulo Rogério

Ao completar 87 anos, presidente do Sul América destaca tradição da festa há mais de 50 anos e o trabalho do clube

Paulo Rogério

Nacional leva sufoco no segundo tempo, mas vence o Princesa por 1 a 0 na Série D

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...