SportsManaus
FUTEBOL FUTEBOL NACIONAL SÉRIE A

Em jogo de falhas individuais, Atlético-GO e Botafogo empatam pelo Brasileirão

Da Redação do Sports Manaus, com informações – LANCE! – 24/04/2022 – 20:31 – Goiânia (GO)

Alvinegro buscou empate no final após sofrer gol com frango de Diego Loureiro

Foto: Vítor Silva/Botafogo

A noite do Alvinegro e Dragão foram marcadas por reviravoltas. No Estádio Antônio Accioly, o Atlético-GO empatou com o Botafogo por 1 a 1, pela terceira rodada do Brasileiro. Depois de um primeiro tempo sem muito perigo, o time da casa voltou do intervalo pressionando e abriu o placar no começo da segunda etapa, com gol de Marlon Freitas. O Alvinegro tentou reagir, mas teve um pênalti e um gol anulados e não conseguiram reverter a derrota. No último lance da partida, um gol contra deu o empate para o Glorioso.

Com o resultado, o Botafogo chega a quatro pontos e passa a ocupar a 12ª classificação, enquanto o Atlético-GO é o 17º lugar. Na próxima rodada, o Dragão enfrenta o Cuiabá, no sábado, às 19h, na Arena Pantanal. O Botafogo, por sua vez, recebe o Juventude no Estádio Nilton Santos, no domingo, às 11h. 

COMEÇO TÍMIDO
Nos minutos iniciais, as equipes não comoveram. Apesar de ter a posse de bola, o Botafogo não conseguiu criar. A primeira tentativa saiu dos pés de Jorginho, do Dragão, que arriscou de longe mas não levou perigo. Gustavo Sauer foi mais um a tentar arrematar para o gol, mas o lance sofreu o corte da defesa. No rebote, o alvinegro Oyama finalizou de forma parecida e também não assustou Ronaldo, que fez sua estreia na partida. Aos 19 minutos, Philipe Sampaio cruzou para Kanu, que quase finalizou, mas Marlon Freitas fez o corte quase na linha da meta. 

EQUILÍBRIO
Na segunda metade do primeiro tempo, o jogo ficou movimentado. Em um lance, Saravia cruzou para Gustavo Sauer, mas o atacante não dominou bem e sofreu a interceptação. Na sequência, o Atlético-GO saiu em rápido contra-ataque e invadiu a área alvinegra, mas Diego Loureiro saiu para evitar a finalização. No decorrer da partida, Kanu sentiu a coxa e foi substituído pelo estreante Victor Cuesta ainda no primeiro tempo. No último minuto da etapa inicial, uma falta em Saravia gerou um bate-rebate na área do Dragão, mas não houve gols. Edson se machucou nos últimos momentos e foi substituído por Gabriel Baralhas. 

PLACAR ABERTO
Nos primeiros lances do segundo tempo, Jefferson recebeu na área e finalizou com perigo, fazendo com que Diego Loureiro se esticasse para defender. Em seguida, Dudu aproveitou a bola parada e cruzou para Shaylon, mas a bola acabou sendo afastada pelo goleiro alvinegro. No lance seguinte, Marlon Freitas aproveitou uma sobra para finalizar e abriu o placar, após falha do arqueiro na saída de bola e na defesa. O Dragão cresceu na partida e, assim, Léo Pereira esticou para Shaylon, mas o atacante não conseguiu acertar o tempo do lance. 

REAÇÃO
Diante do placar, o Botafogo ensaiou uma reação. Após cruzamento de Daniel Borges, Victor Cuesta cabeceou para a meta e o lance passou próximo da trave. Minutos depois, Victor Sá invadiu a área e finalizou. A bola bateu no braço de Wanderson, depois de entrar em contato com sua cabeça, e o árbitro marcou um pênalti para o Alvinegro. Contudo, o VAR interferiu e a decisão foi anulada. Nos minutos finais, Patrick de Paula limpou a jogada e chutou, mas a bola foi para fora. Em seguida, Chay marcou para o Glorioso mas o jogador estava impedido. Porém, no último lance, Saravia cruzou para a área e Barcia, do Dragão, marcou um gol contra e deixou tudo igual no placar. 

FICHA TÉCNICA
​Atlético-GO 1 x 1 Botafogo

Data/Hora: 24/04, às 18h30
Local: Estádio Antônio Accioly (GO)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (FIFA-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA-SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
​Árbitro de vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (VAR-FIFA)

Gols: Marlon Freitas (05’2°T) e Barcia (47’2°T)
Cartões amarelos: Edson.
Cartões vermelhos: Ninguém. 

ATLÉTICO-GO: Ronaldo; Dudu, Wanderson, Ramon, Jefferson; Edson (Gabriel Baralhas/0’2°T), Marlon Freitas, Jorginho (Shaylon/0’2°T); Airton (Barcia/24’2°T), Léo Pereira e Wellington Rato (Rickson/37’2°T). 

BOTAFOGO: Diego Loureiro; Saravia, Philipe Sampaio, Kanu (Victor Cuesta/35’1°T), Daniel Borges; Luís Oyama, Lucas Piazón (Chay/12’2°T), Lucas Fernandes (Patrick de Paula/12’2°T); Gustavo Sauer, Victor Sá e Erison.

 

 

Outras postagens...

Com brilho de reservas, Flamengo vence o São Paulo no Maracanã

Paulo Rogério

Éverton Ribeiro brilha, Fla bate Cruzeiro, mas título fica pelo caminho

Paulo Rogério

Botafogo vence, afunda a Chapecoense e se distancia da degola

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol