full screen background image

EXCLUSIVO: técnico do Santos relata trajetória das Sereias da Vila na conquista do Brasileiro feminino

294

Passados dois meses da conquista inédita do Santos, no Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino A1, depois de vencer o arquirrival Corinthians de forma incontestável por duas vezes, as Sereias da Vila ainda comemoram o título histórico, que ficará registado na história do clube e na Vila Belmiro, palco de conquistas inesquecíveis do grande Rei Pelé.

O grande responsável pela conquista do Santos foi o treinador Caio Couto, 41, graduado em Educação Física e formado como técnico, pela Associação Brasileira de Treinadores de Futebol (ABTF), além de ter trabalhado na base de clubes, como América-RJ, Tigres do Brasil-RJ, Botafogo, Fluminense, Flamengo, entre outros clubes, e da passagem pela Seleção Brasileira Feminina sub-20.

De Santos, Caio Couto, com exclusividade do SPORTSMANAUS, fez um resumo sobre a conquista das Sereias da Vila, as dificuldades para chegar ao título nacional, planos, seu futuro, o que pensa sobre as competições nacionais da CBF e o que pode ser feito para massificar e desenvolver ainda mais a categoria em todo país.

Sereias da Vila comemorando o gol na final contra o Corinthians (crédito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

SPORTSMANAUS – Treinador, a equipe feminina do Santos tem vários títulos, mas esse foi o primeiro Campeonato Brasileiro. O que representa para o senhor e o clube que investe na categoria?

Caio Couto – Para o Santos FC foi de fundamental importância essa conquista do Campeonato Brasileiro de 2017. O futebol feminino vem ganhando relevância na mídia, com grande incentivo das principais entidades do futebol mundial, e o Santos FC desde sua volta com a modalidade em abril de 2015, tem como missão ser referência no Brasil quando se trata de futebol feminino. Temos a certeza, com essa conquista dentro das quatro linhas nosso projeto ganhou maior visibilidade perante a mídia, torcida e todos que acompanham a modalidade, assim como, tudo que acontece sobre nosso projeto nos bastidores passou a ser de conhecimento de todos.

SPORTSMANAUS – Como o senhor analisa a campanha do Santos no Brasileirão, que culminou com inédito título para as Sereias da Vila?

Caio Couto – A campanha foi fantástica. Em um campeonato com tamanho equilíbrio técnico, conseguimos 16 vitórias, dois empates e apenas duas derrotas, em 20 jogos (nas fases finais da competição foram cinco vitórias e um empate). Nossa equipe foi sempre consistente, colocando em prática nosso modelo de jogo e propondo nosso estilo a todo momento.

SPORTSMANAUS – O que representa esse título para o futebol feminino do Santos? Pode ser a garantia de um investimento maior na categoria?

Caio Couto – O título faz com que o Santos passe a ser um projeto modelo, a ser seguido no futebol feminino do Brasil. Somos pioneiros na profissionalização do futebol feminino em nosso país, pois damos toda infraestrutura e benefícios para que as atletas atuem em alto nível e possam se dedicar integralmente ao futebol. Cremos que os investimentos aumentarão. Nossa categoria de base está em vias de sair do papel e estamos buscando um patrocinador máster para a equipe.

Caio Couto afirmou que o campeonato foi muito equilibrado (crédito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

SPORTSMANAUS – Com essa conquista, o clube pela nova legislação da CBF, em alguns anos tem que sacramentar o feminino. Isso pode alavancar a categoria?

Caio Couto – Claro que a lei está sendo muito importante para a modalidade. Todavia, o Santos FC, desde sua volta em 2015 encara a modalidade profissionalmente, independentemente da lei. Temos a certeza que o futebol feminino no Brasil e no mundo é um caminho sem volta, rumo a dias melhores.

SPORTSMANAUS – Na sua opinião, o Campeonato Brasileiro Feminino foi satisfatório?

Caio Couto – Foi a primeira vez no Brasil que tivemos um campeonato em nível nacional, e não um torneio como era disputado nos anos anteriores com pouquíssimos jogos. Tivemos equipes qualificadas tecnicamente, jogos de bom nível técnico, físico e tático. Somente assim, as atletas evoluirão e estarão em um nível melhor para as competições internacionais.

SPORTSMANAUS – O modelo de disputa é o ideal para o desenvolvimento do futebol feminino ou poderia ser adotado outro sistema nesse sentido?

Caio Couto –  Gostei do modelo adotado, entretanto, se pudermos ter uma fórmula aumentando o número de jogos, creio que será benéfico para todos.

SPORTSMANAUS – Depois da conquista, a tendência é manter o mesmo grupo, já pensando nas futuras competições e conquistas?

Caio Couto –  O objetivo do Santos FC é manter seu elenco e pontualmente trazer atletas para as posições que entendemos que precisamos fortalecer.

Jogadoras perfiladas para foto oficial, antes da final com Timão (crédito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

SPORTSMANAUS – Como senhor analisa o nível técnico das equipes do Brasileirão, pelos menos as que enfrentou na trajetória do título nacional?

Caio Couto –  Na grande maioria equipes qualificadas. Devo salientar a qualidade do grupo do Santos FC, em que das oito equipes seis lutaram até a última rodada pela classificação. Além disso, a equipe rebaixada do nosso grupo, era estruturada taticamente e nos deu muito trabalho nas duas partidas.

SPORTSMANAUS – Com o elenco que possui o Santos, o senhor esperava conquistar o Brasileiro ou tinha outras equipes que poderiam levar o título?

Caio Couto –  Desde o início dos nossos trabalhos, em janeiro, sempre tivemos como objetivo a conquista do campeonato, pois acreditarmos em nosso projeto, modelo de jogo e qualidade técnica de nossos atletas. Apesar disso, sabemos que existem diversos trabalhos qualificados no país e diversas equipes que poderiam ter conquistado, como: Corinthians, Iranduba, Rio Preto, Flamengo, Kinderman, Ferroviária, São José, Audax, Sport e Foz Cataratas.

Foi a primeira conquista do Santos no Brasileirão (crédito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

SPORTSMANAUS – Qual principal ponto positivo que o senhor destaca no seu grupo para chegar na conquista do campeonato?

Caio Couto – Posso cintar alguns pontos importantes em quatro aspectos do futebol. O primeiro e o “aspecto psicológico: equilíbrio emocional + objetivo traçado; aspecto tático – modelo bem definido e comprometimento; aspecto técnico – qualidade das atletas e aspecto físico – equipe preparada fisicamente.

SPORTSMANAUS – O senhor espera com a realização do Campeonato Brasileiro nesse novo formato da CBF de massificar o futebol feminino no país?

Caio Couto – Com certeza, teremos a massificação do esporte, visto que diversas partidas foram transmitidas. Praças esportivas como Manaus e Santos, o torcedor abraçou seus times. A cultura foi criada e o torcedor pode desfrutar de bons espetáculos.

SPORTSMANAUS – Mesmo sendo uma conquista no feminino, mas sua intenção é continuar na categoria ou seguir no futebol para novas conquistas?

Caio Couto – Sou profissional do futebol. Minha trajetória me permitiu trabalhar no futebol masculino de base, profissional, futebol feminino, seja em clubes ou Seleção Brasileira. Sendo assim, estou sempre apto para projetos interessantes, independentemente do gênero.    

SPORTSMANAUS – Qual sua expectativa para o desenvolvimento do futebol feminino brasileiro com essas novas competições nacionais da CBF?    

Caio Couto – A expectativa é a melhor possível. Tivemos um Campeonato Brasileiro interessante que serviu como ponto de partida para o crescimento da modalidade.



EDITOR - Paulo Rogério Veiga, comunicador esportivo, repórter, radialista e agente business de jogadores e treinadores. Contato 55+ (92) 99171-9226 vivo/watsap / 55+ (92) 98193-1304 tim/watsap. Email: pauloreporter@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Leia mais em sobre o editor clicando aqui.