SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Fast deve anunciar novo técnico dia 4/9, mas depende de um patrocinador

A nova comissão do departamento de futebol do Fast Clube, empossada na última segunda-feira (27), em sua primeira ação, deve anunciar na próxima terça-feira, 4/9, o nome do novo treinador para temporada de 2019, na disputa do Campeonato Amazonense da Série A, Copa do Brasil e Brasileiro da Série D.

A informação foi passada por um dos dirigentes da comissão, Célio Lopes, ao SPORTSMANAUS. Segundo ele, as negociação estão avançadas, com cerca de 80% definido com o novo comandante do Tricolor de Aço, faltando apenas alguns detalhes para que seja concretizado.

– A apresentação do novo treinador, está em fase final de negociação em relação a base salarial, mas está somente apalavrado. Não tem nada definido mediante contrato, pois ainda falta algumas coisas para serem ajustadas. Não posso revelar o nome, mas ele já passou por um grande clube de Manaus. No dia 4 de setembro, devemos anunciar o nome, na véspera do feriado do dia 5 de setembro – disse.

Visando resultados positivos no próximo ano com a participação em três competições, sendo uma regional e duas em âmbito nacional, o dirigente do Rolo Compressor, afirmou que a continuidade do trabalho do técnico vai depender dos resultados em campo, inclusive está incluído no contrato.

– A meta está em uma das cláusulas do contrato do treinador bem transparente a sequência do trabalho dele depende de resultados, assim como acontece com todo técnico do futebol brasileiro. A tendência não é mudar, mas dele ficar o ano todo. Nós temos um projeto, esse treinador se encaixou melhor em nosso projeto. Entramos em contato com vários profissionais, mas o que se encaixou foi esse que estamos mantendo contato. Ele pediu toda estrutura, nós vamos dar, mas em contrapartida, se ele não obtiver resultados não vai seguir conosco – pontuou.

Alegando uma situação financeira não muito confortável para três competições, Célio Lopes, confessou que a contratação do novo treinador, depende do apoio de um patrocinador, que se comprometeu com os custos em Manaus. Para o dirigente, falta alguns ajustes para fechar tudo.

– Sobre a base salarial, o treinador fez algumas observações com relação ao salários. Nós temos um parceiro que vai nos ajudar sobre isso, porque envolve moradia, passagem aérea e tem custos que estão um pouco fora da realidade do Fast. Conseguimos uma parceria, por isso, que ainda não está fechado com treinador. Vamos precisar da ajuda desse parceiro, mas está quase tudo acertado – finalizou.

Sobre a situação do técnico Paulo Morgado, responsável pela equipe na disputa do Campeonato Amazonense deste ano, o dirigente afirmou que houve um contato com ele, mas não conseguiram chegar a um acordo. Segundo ele, nada está descartado, pois tudo pode acontecer antes do anuncio do novo comandante.

– O Paulo Morgado não aceitou as condições que foram propostas pelo Fast, a princípio ele pediu algo muito alto para diretoria, só que um parceiro indicou o outro treinador, por isso, estamos tentando com ele. Até o anuncio de quem vai assumir o comando do clube, tudo pode acontecer e nada está descartado, nem mesmo o Morgado.

Outras postagens...

No final, Sul América empata com Holanda e mantém liderança isolada do AM sub-16

Paulo Rogério

De goleada, Manaus vence Amazonas e conquista o primeiro turno do Amazonense

Paulo Rogério

Técnico estreia no Penarol, mas com foco em uma boa vitória pela Série D

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol