Flamengo vence o Goiás, alivia pressão e diminui distância para o líder

40

Da redação do Sports Manaus, com informações do LANCE! – Matheus Dantas – Rio de Janeiro (RJ)

Com gols de Arrascaeta, Gabriel Barbosa e Pedro, o Rubro-Negro venceu o Goiás, no Estádio da Serrinha, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro

Foto: Alexandre Vidal / CRF

Pressionado após três rodadas sem vitórias no Brasileirão, o Flamengo foi ao Estádio da Serrinha, em Goiânia, e fez o que se esperava nesta segunda-feira: venceu o Goiás por 3 a 0. Ainda longe de ter sido uma atuação de encher os olhos, o resultado, ao menos, devolve a equipe de Rogério Ceni à disputa pelo título. Os gols rubro-negros foram marcados por Arrascaeta Gabriel e Pedro.

Subindo aos 52 pontos, o Flamengo é, agora, o quarto colocado do Brasileirão, com cinco ponto a menos que o líder São Paulo. O Rubro-Negro, por sua vez, ainda tem uma rodada atrasada a disputar. Já o Goiás segue com 26 pontos, em 18º lugar. A distância para o Fortaleza, o primeiro time fora do Z4, é de seis.

ARRASCAETA, PRÓXIMO À ÁREA, FAZ JUSTIÇA AO PLACAR

Com Gerson suspenso, Rogério Ceni optou por escalar Diego ao lado de Arão. A entrada do camisa 10, contudo, não foi a única mudança no setor ofensivo, que só havia feito um gol nos três jogos anteriores. Gabigol voltou, no lugar de Pedro, e Arrascaeta deixou a ponta esquerda, aparecendo mais próximo à área adversária. Essa sim foi a principal novidade no Flamengo na primeira etapa.

Buscando o jogo e sem medo de arriscar, o uruguaio abriu o placar depois de 41 minutos de controle do Fla. O lance, que teve boa participação e assistência de Diego, terminou com a finalização de Arrascaeta desviada em David Duarte, acabando com as chances de Tadeu. Antes, o goleiro do Goiás já havia sido vencido por Gabigol duas vezes, mas, em ambas, o impedimento foi marcado.

GABIGOL, NA TERCEIRA CHANCE, E PEDRO AMPLIAM

Apesar do domínio e das mudanças positivas no ataque, o Flamengo não deu ao uma intensidade capaz de tornar a partida incômoda para o Goiás. Sem outra alternativa a não ser buscar o resultado na volta do intervalo, o técnico Glauber Ramos fez três mudanças antes dos 10 minutos. Ao abrir mão da formação com dois centroavantes – Fernandão foi substituído -, o Esmeraldino passou a ter mais velocidade. Aos 11, em descida de Shaylon, teve a melhor chance, mas Hugo Souza defendeu, e Rafael Moura chutou para fora no rebote.

O Goiás, contudo, seguia com muitas dificuldades e, quando o zagueiro Fábio Sanches vacilou e escorregou, Bruno Henrique avançou livre até à área antes de tocar para o camisa 9. Livre, Gabigol fez 2 a 0 – dessa vez em condição legal.

Foram muitas mudanças, de lado a lado, mas o cenário da partida foi pouco alterado. O Flamengo, com a posse de bola, sequer foi ameaçado pelo Goiás. Com a exceção de uma bola que cruzou a área rubro-negra, passando por Vinícius Lopes, o sistema defensivo, sem improvisações, fez uma apresentação mais segura e, após duas rodadas, conseguiu não ser vazado nos 90 minutos.

Já nos acréscimos, Pedro aproveitou mais um vacilo da defesa do Goiás e deu números finais ao jogo: 3 a 0. Foi o 22º gol do centroavante na temporada.

Flamengo de Arrascaeta superou o Goiás nesta segunda (Alexandre Vidal / Flamengo)

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 0 X 3 FLAMENGO

Estádio: Serrinha, Goiânia (GO)
Data: 18 de janeiro, às 20h
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa-PR)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Árbitro de vídeo: Adriano Milczvski (PR)

Cartões amarelo: Ariel Cabral, Tadeu, Fernandão, Rafael Moura e Breno (GOI); Filipe Luís (FLA)
Cartão vermelho: Não houve.

Gols: Arrascaeta (0-1, 41’/1ºT), Gabigol (0-2, 17’/2ºT) e Pedro (0-3, 49’/2ºT)

GOIÁS (Técnico: Glauber Ramos)

Tadeu; David Duarte, Fábio Sanches e Heron; Shaylon, Breno (Miguel Ferreira, 9’/2ºT), Ariel Cabral, Douglas Baggio (Vinícius Lopes, Intervalo) e Jefferson; Fernandão (Daniel, 9’/2ºT) e Rafael Moura 

FLAMENGO (Técnico: Rogério Ceni)

Hugo; Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís (Renê, 31’/2ºT); Willian Arão, Diego, Éverton Ribeiro (Vitinho, 31/2ºT) e Arrascaeta (João Gomes, 37’/2ºT); Bruno Henrique (Pedro, 22’/2ºT) e Gabigol (Michael, 22’/2ºT)

 



I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.