“Isso não tem preço”, disse Bruno sobre a emoção de retornar ao futebol em amistoso pelo Poços de Caldas-MG

118

Foto: ACS/Vulcão

Depois de exatos dois anos, cinco meses e trezes dias, o goleiro Bruno voltou a jogar profissionalmente. O jogador estreou pelo Poços de Caldas-MG no amistoso diante do Independente de Juruaia por 2 a 0, na tarde deste sábado, 5/10, no Estádio Benedito Bandola de Oliveira, o Bandolão, na cidade de Poços de Caldas, no interior de Minas Gerais. Foi a primeira aparição de Bruno, depois de ter sido liberado pela justiça para cumprir sua pena no regime semiaberto.

O ex-jogador do Flamengo, Bruno, de 34 anos. O jogador foi condenado 22 anos e 3 meses pelo assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio e também pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho, em março de 2013. A última vez que Bruno entrou em campo, foi pelo Boa Esporte-MG, na partida com Nacional de Muriaé, pelo módulo II do Campeonato Mineiro, em 2017. No total, Bruno chegou a atuar em cinco jogos, mas ele voltou a prisão, por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu mandar de volta para a prisão o jogador, depois da decisão do ministro Marco Aurélio Mello.

Da cidade de Poços de Caldas, o goleiro Bruno disse ao SportsManaus, que foi uma emoção muito grande retornar aos gramados. Para ele, não importa a situação da partida, pois afirmou que o sentimento é como estivesse em um grande estádio do futebol brasileiro.

Bruno confessou que deu um “friozinho na Barriga” antes do jogo amistoso (crédito; ACS/Vulcão)

– A motivação de estar em campo, o prazer de estar dentro do estádio com torcedor acompanhando, incentivando, isso não tem preço. Acho que a motivação é a mesma de entrar no Mineirão ou Maracanã lotado. Para mim, isso é o que importa e interessa, foi muito bom – finalizou, mas confessou que a expectativa para jogar foi grande.

– Sim, deu um frio na barriga, não tem jeito, mas as 10 primeiras bolas tudo tranquilo. O medo de repente era de sangue frio, o cara acertar um chute na gaveta e na primeira bola tomar um gol. Me senti bem durante a partida e pude ajudar os meus companheiros, isso que foi importante – declarou Bruno.

Apesar da sua situação com a justiça, Bruno contratou um preparador físico, que realiza um trabalho com ele na cidade de Varginha, onde reside com sua esposa e sua filha. Segundo o goleiro, sua preocupação não é tanto o condicionamento físico.

– A parte física estou na fase de recuperação, na verdade agora é trabalhar a parte técnica, além do especifico também. Acho muito importante nesse momento é recuperar das dores musculares, pois foram 60 dias de preparação – justificou Bruno.  



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.