SportsManaus
FUTEBOL FUTEBOL INTERNACIONAL

Libertadores: Conmebol promete mudar regras e endurecer punições após casos de racismo na competição

Da Redação do Sports Manaus, com informações -ESPN.com.br

Conmebol se manifestou sobre casos de racismo contra torcedores de times brasileiros na Libertadores e prometeu mudanças para endurecer punições

Foto: ALE VIANNA/W9 PRESS/GAZETAPRESS

Conmebol, entidade máxima do futebol sul-americano, se manifestou nesta sexta-feira depois de uma sequência de atos de racismo de torcedores em partidas envolvendo clubes brasileiros na rodada da Conmebol Libertadores. A confederação prometeu mudanças em seus regulamentos para endurecer as punições.

A Conmebol considera absolutamente inaceitável qualquer manifestação de racismo e outras formas de violência em seus torneios. Assume e assumirá sempre sua cota de responsabilidade no combate de todo tipo de discriminação. A luta contra esse flagelo ocupa lugar central nas preocupações e no trabalho da Conmebol, o que se evidencia nas diversas campanhas de conscientização e ações de alcance massivo, assim como na aplicação de punições a quem comete essas práticas desprezíveis.”

A Conmebol fará mudanças nos regulamentos para aumentar e endurecer as punições nos casos de racismo. Se compromete além disso a desenhar e implementar novos programas e ações que apontem para eliminar definitivamente este problema do futebol sul-americano“, seguiu o comunicado.

Nesta semana, na vitória do Corinthians sobre o Boca Juniors na Neo Química Arena, em São Paulo, um torcedor argentino chegou a ser detido depois de imitar um macaco para torcedores alvinegros. Depois de solto, ele e um colega debocharam do fato nas redes sociais e voltaram a cometer ato de racismo.

No mesmo dia, na Argentina, torcedores do Red Bull Bragantino foram alvo de ofensas racistas em partida contra o Estudiantes e, nesta quinta, o mesmo aconteceu no triunfo do Flamengo no Chile contra a Universidad Católica.

Antes disso, em partida entre Fortaleza e River Plate, há duas semanas, um torcedor argentino chegou a atirar bananas na direção de brasileiros – o clube de Buenos Aires suspendeu o sócio responsável pelo ato.

Leia a nota da Conmebol na íntegra:

A CONMEBOL considera ABSOLUTAMENTE INACEITÁVEL qualquer manifestação de racismo e outras formas de violência em seus torneios. Assume e sempre assumirá sua parte de responsabilidade na luta contra todas as formas de discriminação. A luta contra este flagelo ocupa um espaço central naspreocupações e no trabalho da CONMEBOL, o que é evidente nas múltiplas campanhas de conscientização e ações de alcance massivo, assim como na aplicação de penalidades àqueles que incorrem nestas práticas desprezíveis.

A CONMEBOL promoverá mudanças nos regulamentos para AUMENTAR e ENDURECER as penalidades em casos de racismo. Compromete-se também a elaborar e implementar novos programas e ações que visem banir definitivamente este problema do futebol sul-americano.

O futebol é um disseminador único de valores positivos e construtivos na sociedade. Nos campos, nos treinamentos e nas competições, os jogadores de futebol aprendem desde pequenos a respeitar seus adversários e a apreciar suas virtudes, a tolerar os erros de seus colegas de equipe e a ajudá-los a corrigi-los, a trabalhar em equipe e em unidade, a saber que o caminho para a vitória é através do trabalho duro e do sacrifício. A CONMEBOL intensificará o trabalho contra o racismo e outras formas de discriminação nas CATEGORIAS DE BASE.

É preciso ressaltar que o racismo não é um fenômeno que começa e termina com o futebol, que, como espetáculo massivo, torna-se outra área altamente visível onde este e outros vícios sociais podem vir à tona. A sensação de anonimato proporcionada pela arena esportiva incentiva os desajustados a terem comportamentos inaceitáveis. Entretanto, isto mudou muito nos últimos anos, pois agora é possível IDENTIFICAR COM CLAREZA OS INFRATORES E PUNI-LOS COM MAIOR SEVERIDADE.

Estes flagelos não serão superados se não houver um entendimento de que devem ser atacados em todos os âmbitos: na educação familiar, nas escolas e colégios, na mídia, nas organizações civis, no mundo empresarial, através de políticas públicas e, certamente, também no esporte.

A CONMEBOL exorta todos os atores do futebol sul-americano – clubes, federações, mídia e torcidas – a REDOBRAREM OS ESFORÇOS PARA ERRADICAR O RACISMO e outras formas de violência e discriminação e preservar o que é mais valioso em nosso esporte: sua mensagem de companheirismo, esportividade e saudável competição.

 

 

Outras postagens...

Barcelona informa Messi e capitães que LaLiga planeja mês de julho ‘infernal’ para acabar campeonato

Paulo Rogério

Internacional oficializa a chegada do técnico Alexander Medina

Paulo Rogério

Barcelona sai da briga por Paquetá e deixa “caminho livre para o PSG”, diz jornal

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol