SportsManaus
ESPORTE AMADOR

Manaus empata com Sul América e conquista o título inédito do Amazonense juvenil

Com pouco mais de três anos de fundação, o Manaus Futebol Clube conquista seu primeiro título no Campeonato Amazonense juvenil da temporada de 2016. A garotada do Gavião do Norte empatou no jogo de volta com Sul América em 1 a 1, na noite desta quarta-feira, dia 1º de fevereiro, no Estádio Carlos Zamith, zona Leste da capital. Na primeira partida da final, o Manaus goleou o Sulão por 5 a 1, no último domingo (29/01).

Foi a segunda conquista do Manaus no futebol de base do Amazonas. O clube já tinha conquistado o feito inédito do Amazonense de juniores. Segundo o treinador do Manaus, Roberley Assis, ele disse ao SPORTS MANAUS, que o trabalho realizado para se chegar no topo do campeonato, se deve a muita dedicação, trabalho debaixo de sol e chuva, mas principalmente ele escreve sua história.

Treinador do Manaus disse que a conquista é o resultado de muito trabalho e esforço de todos (crédito: Paulo Rogério)

– O clube deu toda estrutura, mas corremos atrás de mais suporte. O título é um prêmio para qualquer time e qualquer clube. Com certeza, a partir de agora nós entramos para a história do Manaus, sendo o primeiro título juvenil do clube. Por coincidência, o primeiro título também do Roberley Assis, como treinador.

De acordo com técnico do Trem da Colina, Marcelo Galvão, a equipe veio com outra proposta para o segundo jogo. Para ele, sua equipe foi muito bem no primeiro tempo, mas no segundo tempo um pênalti marcado pelo árbitro venezuelano, Freddy Fernandez, complicou como um todo o Sul América.

Marcelo Galvão reclamou do árbitro da partida a expulsão e marcação do pênalti (crédito: Paulo Rogério)

– Logo no início da segunda etapa, o árbitro fez uma palhaçada num lance que o goleiro sofreu a falta, mas ele revidou e ele deu pênalti. Com isso, ainda expulsou meu goleiro. A partir daí não teve mais jogo, porque com um amenos ficou mais difícil. A garotada está de parabéns e quem assistiu ao jogo viu a qualidade dos jogadores do Sul América.

Gols e paralisação

O Sul América abriu o marcador no final do primeiro tempo, com zagueiro Cavalo, que aproveitou um tiro de canto pela esquerda e fez de cabeça, 1 a 0. No início do segundo tempo, o árbitro marca pênalti a favor do Manaus, depois que o goleiro do Sulão com a bola nas mãos acertou o rosto do adversário.

De costas, presidente do Sulão reclamou ao árbitro o lance da expulsão do goleiro (crédito: Paulo Rogério)

O presidente do Sul América, Luiz Costa, inconformado com a atuação do árbitro venezuelano, entrou em campo para reclamar a expulsão do goleiro no lance penal. Na oportunidade, o dirigente sul-americano pediu para seus jogadores saírem de campo, mas depois de oito minutos de paralisação, tudo foi contornado.  Na cobrança, Ravier, acabou chutando no canto direito e a bola foi para fora.  

Já nos acréscimos, o jogador Eduardo mostrou categoria e com um toque sutil por cobertura marcou o gol de empate, selando em definitivo o título inédito do Manaus no Amazonense juvenil.

Jogo foi muito disputado entre as duas equipes no segundo jogo da final (crédito: Paulo Rogério)

Outras postagens...

Com início avassalador, Amazonas conquista Campeonato Brasileiro de Seleções de Vôlei

Paulo Rogério

CBV divulga calendário das quartas de final da Superliga Feminina

Paulo Rogério

Quatro nadadores atingem marcas para Tóquio em seletiva paralímpica

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol