SportsManaus
NOTÍCIAS

“Meta é classificar”, disse auxiliar do Vila Nova-GO sobre jogo com Fast-AM pela Copa do Brasil

Invicto e líder do Campeonato Goiano com 11 pontos, a frente do Goiás com mesmo número, mas pelo critério de desempate, o Vila Nova, desembarca nesta quarta-feira, 15, na capital amazonense para jogo com Fast Clube, pela Copa do Brasil. O Tigre da Vila Formosa, comandado por Mazola Júnior, treina à tarde, às 16h (18h de Brasília), no CT Barbosa Filho, de Nacional FC, localizado na zona Leste de Manaus.

De Goiânia, com exclusividade ao SPORTS MANAUS, o auxiliar técnico do Vila Nova, Glauber Caldas, não acompanha a delegação, mas fez questão ressaltar que mesmo jogando fora de casa, a meta é sair com a classificação de Manaus.

– Nossa meta é sim conseguir a classificação. Nós estamos indo para Manaus com esse pensamento, não pode ser diferente pelo tamanho Vila Nova, pelos nossos objetivos. Não podemos pensar em outro resultado, claro, respeitando muito o Fast, pois sabemos da força de jogar em sua casa, da tradição do clube, mas vamos buscar a classificação – comentou, e disse que o time está num momento bom.         

– Claro, pela boa campanha no Estadual dá uma moral para nós jogarmos. Temos treinado forte, montamos um time forte e estamos conseguindo bons resultados. A gente espera que esses bons resultados sigam na Copa do Brasil, mesmo jogando fora de casa, com a pressão da torcida adversária, cansaço de viagem, cansaço da sequência de jogos, mas vamos encarar tudo isso.

Para Glauber Caldas, o jogo será difícil, mas nada que impeça o Vila conseguir sua vaga (Douglas Monteiro)

Para não ser surpreendido diante do Fast, Glauber afirmou que todas as providencias foram tomadas para equipe conseguir a classificação no primeiro compromisso fora de Goiânia.

– Foi muito difícil conseguir as informações, mas conseguimos algumas, por exemplo, é um time forte, competitivo, com bons valores individuais, possui um contra-ataque muito rápido, tem um bom goleiro, uma boa finalização fora da área, enfim, estamos indo preparados, mas com os pés no chão, entretanto, valorizando o adversário por todas as informações que conseguimos obter – concluiu, e ainda acrescentou.                       

– É uma estreia fora de casa, numa competição diferente, então, tudo que fizemos no Estadual, quando chegar no jogo não tem valor nenhum, pois o que vale é a Copa do Brasil. Vamos enfrentar um adversário forte em casa, que tem um campo bom, uma torcida que pressiona.    

Para o membro da comissão técnica, o fato de jogar na Arena da Amazônia, que foi sede da Copa 2014 e recentemente do torneio olímpico de futebol Rio 2016, é sinal de segurança em todos os aspectos para o Fast Clube.

– Saber que vamos jogar na Arena e certeza que vamos pegar um campo bom, um estádio moderno, que vai ajudar nosso jogo, assim como do Fast, ou seja, se iguala. Aquela história de campo ruim para ajudar o time que está acostumado a jogar nesse campo, nesse caso não existe.

Segundo o auxiliar técnico do Vila Nova, apesar da boa campanha no Campeonato Goiano, a meta é avançar na Copa do Brasil, pois isso envolve a questão financeira dos times que passam de fase e ganham um pouco mais na questão financeira.   

– É uma estreia fora de casa, numa competição diferente, então, tudo que fizemos no Estadual, quando chegar na hora do jogo não tem valor nenhum, pois o que fica é a Copa do Brasil. Vamos enfrentar um adversário que é forte em casa, mas vamos tentar diminuir todas as influencias que podem dificultar nosso jogo.                                       

Outras postagens...

Everton diz não ter proposta concreta para sair do Grêmio, mas deixa futuro em aberto

Paulo Rogério

Neymar marca e Brasil empata com Colômbia no 1º jogo após título

Paulo Rogério

Neymar nega acusação de estupro e divulga mensagens trocadas com suposta vítima

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol