SportsManaus
ELIMINATÓRIAS FUTEBOL FUTEBOL INTERNACIONAL

Na coletiva em Manaus, Thiago Silva defende Neymar sobre críticas: “Parece ser uma pressão direcionada”

Jogador do Chelsea participou da primeira coletiva da Seleção Brasileira, após o desembarque na madrugada desta segunda-feira (11/10)

Foto: Reprodução / CBF TV

Na entrevista coletiva, com o zagueiro Thiago Silva, no início da tarde desta terça-feira, 12/10, em Manaus, dentre alguns assuntos abordados pela imprensa sobre a Seleção Brasileira, o jogador do Chelsea, perguntado sobre o atual momento de Neymar, fez questão de defender o meia-atacante. O zagueiro jogou com Neymar pelo PSG durante algumas temporadas. 

De acordo com Thiago, a pressão faz parte do futebol, ainda mais quando são com jogadores badalados, mas tudo tem um limite. Para ele, o que se tem divulgado sobre Neymar, muitas das vezes foge do que ele representa dentro de campo.

– É uma situação bem difícil, embora a gente saiba que sofre pressão por todos os lados, mas é uma pressão diferente. Parece ser uma pressão direcionada, individual e pessoal. A gente deixa muito de lado o que ele (Neymar) vem fazendo dentro de campo e focando em outras coisas que não são interessante – salientou, mas afirmou que o próprio jogador faz sua avaliação.

– Ele se cobra muito, a gente sabe também que tem de fazer o melhor, jogar melhor e ter um entrosamento melhor. Ele tem essa autocrítica, ele se cobra bastante, mas só que a cobrança não é de acordo com que ele faz dentro de campo, e sim fora dele. Fica uma cobrança muito forte e coisa que não tem nada a ver – lamentou. 

Alegria

Para o jogador que foi colega de Neymar na época do PSG, ele tem muita energia positiva com seu jeito de menino e brincalhão, mas afirmou que tem ciência da sua importância e responsabilidade na Seleção Brasileira.  

– Espero que ele (Neymar) não perca essa alegria, e continue alegre da forma que ele, porque é um moleque super especial. Quando ele está alegre, faz o que gosta, ele dá conta do recado e desempenha o que ele sempre fez em sua carreira, que é jogar bem, vencer jogos e dar passes para os gols. Quanto mais ele tiver contente, melhor será para nossa seleção – completou Thiago.   

Passei por isso

Titular da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, o zagueiro foi um dos jogadores que mais sentiu quando a Seleção Brasileira foi eliminada pela Alemanha, na histórica goleada no mundial. Segundo Thiago, a cobrança é normal, mas quando é feita de forma coesa e não direcionada para outros motivos sem razão.

– Eu passei por alguns momentos aqui dentro bem semelhantes, principalmente depois da Copa de 2014. Fui taxado como chorão, fraco, psicologicamente muito fraco, de coisas que vão machucando, enfim, de coisas que que você que não é – lamentou o jogador do Chelsea.  

 

Outras postagens...

Entenda por que um time irlandês lançou camisa com o rosto de Bob Marley

Paulo Rogério

Fifa pede ‘bom senso’ às competições e não punição a atletas e clubes em manifestações antirracistas

Paulo Rogério

Fred marca, Fluminense vence o Cerro Porteño e confirma vaga nas quartas de final da Libertadores

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol