Site www.sportsmanaus.com.br full screen background image

“Não tive tempo e faltou paciência”, afirmou Sinomar Nave sobre sua saída do Nacional

304

Sem vencer, último colocado no grupo A, com apenas dois pontos e depois do empate com Rio Negro, o treinador Sinomar Naves resolveu pedir demissão do Nacional. O pedido veio logo após o clássico com Galo Garijó, no final de semana, pelo Campeonato Amazonense. Mesmo com a pontuação, o time ainda tem remotas chances de chegar à fase final do primeiro turno.

Em sua terceira passagem pelo Nacional, sendo campeão em 2014, Sinomar afirmou que foi necessário tomar uma atitude, em virtude da campanha do time no campeonato.

– Quando aceitei vir, sabia que iria trabalhar dentro de uma situação que implicava em poucas possibilidades imediatas de contratações de grandes nomes.  Agora, ajustes pontuais poderiam acontecer. Mas a ansiedade por resultados a pressão em cima dos jogadores e alguns deles necessitando de tempo para ganhar confiança, tem sido um fator negativo – disse, mas frisou ao SPORTSMANAUS.

– Eu sei que precisaria de mais tempo para ajustar a equipe, mas o campeonato é de tiro curto. É uma fórmula que prejudica o torcedor e os clubes. O torcedor, na qual tenho um respeito e um carinho muito grande não vai ter paciência para esperar, por isso, preferi sair. O Nacional é um grande clube e não merece estar nessa situação.

Sobre o apoio e ajuda dos dirigentes, o ex-comandante do Leão da Vila Municipal, foi enfático ao afirmar o trabalho realizado para conseguir em campo os resultados. Para ele, um dos problemas foi à demora na definição do responsável pelo elenco.

– A diretoria está trabalhando com um orçamento muito apertado e as contratações tiveram que ser feitas dentro deste panorama. A demora do treinador em chegar foi o principal entrave na formação, preparação tática e coletiva da equipe – frisou, mas ainda destacou.

– As vitórias não estão acontecendo. O trabalho está sendo feito da melhor maneira possível, a diretoria está dando as condições para isso, pagamento em dia e toda uma infraestrutura necessária para que os resultados apareçam – explicou, mas confessou que seria necessário um período maior, pois a competição tem um calendário muito curto.



Paulo Rogério/sportsmanaus@gmail.com

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) / +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.