full screen background image

Nos moldes de Copa do Mundo, FAF realiza sorteio de grupos do AM de 2018

202

Nos moldes da Copa do Mundo, pela primeira vez na história do futebol amazonense foi realizado um sorteio para definir os grupos do Campeonato Amazonense da Série A. O Nacional vice-campeão da temporada deste ano é o cabeça de chave no grupo A, com Princesa do Solimões, Penarol e o vice da Série B ainda em andamento. Já no grupo B, o campeão Manaus encabeça junto com Fast Clube, Rio Negro e o campeão da divisão de acesso.   

Logo na abertura, a reedição da final do campeonato será a grande atração. Manaus e Nacional vão reviver a decisão histórica, no dia 20 de janeiro, na Arena da Amazônia. A primeira rodada se completa na cidade de Manacapuru (a 86 km da cidade), entre Princesa do Solimões e Fast Clube, em Itacoatiara (a 76 km da capital), jogam Penarol e Rio Negro e fechando, o campeão e vice da Série B deste ano.

De acordo com presidente da FAF, Dissica Valério Tomaz, esse ano foi aprovado uma formula de disputa diferente, para justamente tornar o campeonato bem atrativo ao torcedor.

– Imagino que temos de criar alguma coisa para motivar. Nós precisamos criar alguma coisa diferente, porque se ficar naquela mesmice, o torcedor não está sendo motivado a prestigiar nos estádios. Quero parabenizar os clubes pela ideia da nova formula, pois teremos decisões quase todo mês. Praticamente teremos oitos jogos importantes e decisivos – disse ao SPORTSMANAUS.

Atual campeão amazonense, o presidente do Manaus, Giovani Silva, disse que foi a melhor decisão começar a competição revivendo a grande final deste ano.

– Enfrentar o Nacional logo de cara, para mim é muito bom, porque teremos a chance de medir o trabalho que estamos fazendo e do time que estamos montando. Depois da estreia no dia 20 de janeiro, temos a Copa do Brasil. Se pego um time menos qualificado que o Nacional e ganho, eu não vou ter uma dimensão do meu time – relatou.

Para o presidente do Nacional, Roberto Peggy, jogar com Manaus será uma boa oportunidade de provar de quem realmente seria o título amazonense pela boa campanha realizada.

– Não tiramos o mérito do Manaus que foi superior nas duas partidas finais, mas temos que deixar claro também que a nossa derrota foi em cima de erros individuais e não no coletivo. O Manaus estava melhor preparado psicologicamente na ocasião e acabou vencendo o jogo. Nós reconhecemos o título honroso do Manaus, mas tivemos a melhor campanha.



EDITOR - Paulo Rogério Veiga, comunicador esportivo, repórter, radialista e agente business de jogadores e treinadores. Contato 55+ (92) 99171-9226 vivo/watsap / 55+ (92) 98193-1304 tim/watsap. Email: pauloreporter@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Leia mais em sobre o editor clicando aqui.