SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Paulo Morgado assume Fast pela quinta vez, e diz que a meta é garantir calendário para 2020

Em sua quinta passagem, Paulo Morgado está de volta ao Fast Clube, depois do desligamento do treinador Alberone Souza, na manhã deste sábado, 29/12. A última vez que o português trabalhou no Tricolor de Aço, foi de auxiliar técnico de Donmarques Mendonça, no Brasileiro da Série D ano passado, mas depois assumindo o comando da equipe na competição. Na próxima temporada, o Fast disputa o Campeonato Amazonense da Série A, Copa do Brasil e Brasileiro da Série D.

Com um trabalho realizado há sete meses, Paulo Morgado atuava na escolinha do Fast Clube e foi técnico das equipes de base do clube, no Campeonato Amazonense da categoria. Antes disso, ele passou no profissional do Rio Negro, Manaus FC, Penarol e Nacional e teve uma curta passagem pelo Icasa-CE.

De acordo com Paulo Morgado, ele chega ao Fast com um grupo já formado, portanto, seu trabalho começa praticamente do i1nício, pois não teve participação na montagem da equipe, porém, confia nas indicações do ex-treinador e conhece a maioria dos jogadores.

– No fundo vou começar um trabalho de início, porque não fui eu que escolhi os jogadores, mas conheço a maioria, cerca de 80% do elenco. Acredito que os jogadores indicados por Alberone sejam de qualidade. A maioria, até os que vieram com ele, alguns conhecia do Princesa. É um elenco muito mais forte em relação deste ano, porque teve muitas dificuldades em algumas posições para jogar – destacou Morgado ao SPORTSMANAUS.

Com três competição na próxima temporada, Morgado afirmou que o Fast tem também três metas para cumprir, sendo a mais importante de garantir o calendário de competições para o ano seguinte.

– Temos três objetivos: passar pelo Oeste na Copa do Brasil, ganhar um turno do Amazonense, pelo menos e ser campeão. Se fizermos o mesmo deste ano, será positivo para o clube. O primeiro objetivo é a Copa do Brasil pela parte financeira, onde será um dinheiro que entra e vai ajudar no orçamento e até a Série D. É uma chance do clube pagar muitas dívidas antigas. Se conseguirmos calendário novamente, não importa se formos campeões ou vices.  

Sobre o elenco já formado por 24 jogadores com contrato assinado, Paulo Morgado, terá mais tempo na pré-temporada na Venezuela de conhecer os outros atletas que não teve muito contato, mas admitiu que prefere realizar com número menor no grupo.

– Será muito importante por vários motivos. Primeiro são as condições de trabalho, teremos uma grande academia, bons gramados e bons adversários da segunda divisão. O elenco no papel é muito mais fortem relação deste ano em várias posições. Acho que não precisa de mais ninguém, mas depois de vinte dias de pré-temporada, alguém pode se machucar ou contundir. Gosto de trabalhar com elenco reduzido. Para mim, o ideal seria de 18 a 19 e não 24 ou 25 jogadores.

Outras postagens...

Na estreia da Copa SP, Nacional é goleado, mas com bons momentos diante do Paraná Clube

Paulo Rogério

Amazonas atropela Princesa por 6 a 0 e aplica a maior goleada do estadual

Paulo Rogério

‘Luz de alerta’ é ligada no Manaus FC

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol