Site www.sportsmanaus.com.br full screen background image

Presidente da FPF critica ausência brasileira na Conmebol e punição ao Santos

47

Da redação do SPORTSMANAUS, com informações da GAZETA ESPORTIVA – Fernanda Zalcman* e José Victor Ligero – São Paulo, SP

Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

A punição do Santos na Copa Libertadores continua dando o que falar. E nesta quinta-feira, logo depois da votação para presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF) em Assembléia Geral Ordinária, foi a vez do recém-eleito Reinaldo Carneiro Bastos se pronunciar sobre o caso. Em entrevista na sede da entidade, o dirigente se colocou contra a maneira como a situação foi lidada pela Conmebol.

– O Santos poderia ter notícias do que ia ocorrer com mais antecedência, saber os motivos pelos quais estava sendo punido. Inconcebível a Conmebol punir o clube 12 horas antes do jogo. Não tem cabimento – disparou.

Em abril deste ano, Bastos deixou de ser o representante brasileiro no Conselho da Conmebol, segundo ele, por opção do presidente da CBF, Coronel Nunes, que preferiu assumir as funções. Com este episódio do Peixe, começou a se questionar o papel do Brasil na entidade sul-americana e o presidente da FPF concordou que poderia haver maior participação.

– Acho que a ausência de um brasileiro constantemente na Conmebol faz falta. Isso não vai fazer com que você ganhe disputas erradas, não vai fazer com que você seja beneficiado por árbitro e nem fazer você ter uma decisão favorável em um tribunal de justiça desportiva. Mas vai se fazer ouvir sobre tudo do futebol brasileiro com muita constância, muita perseverança. E isso sim é importante – fez a ressalva.

Por fim, sobre as acusações do presidente do Peixe, José Carlos Peres, de que os argentinos estariam comandando a federação sul-americana, Carneiro não concordou.

– Isso eu ouvia na Argentina quando estava lá, que o Brasil manda na Conmebol. Que o diretor de marketing era brasileiro, que o presidente da comissão de arbitragem era brasileiro e tinha uma forte influência lá. Ninguém tem forte influência em lugar nenhum. Precisa trabalhar, precisa ser obstinado, querer estar presente, cobrar, exigir. Não existe mais força ou menos força. Existe trabalho e trabalhando que você vai poder explicar tudo o que está acontecendo – finalizou.

*Especial para a Gazeta Esportiva



Paulo Rogério/sportsmanaus@gmail.com

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com / pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) / +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.