Presidente da Uefa desconfia de novo e bilionário Mundial de Clubes: ‘Não sei para onde vai essa ideia’

36

Da redação do Sports Manaus, com informações da ESPN.com.br

Foto: Getty Images

Em entrevista ao jornal The Guardian, o presidente da Uefa (União das Federações Europeias de Futebol), Aleksander Ceferin, mostrou desconfiança com o novo Mundial de Clubes da Fifa após a pandemia de coronavírus.

Ceferin, que sempre foi um opositor da nova competição desenhada por Gianni Infantino, que terá 24 equipes e premiações bilionárias, revelou, inclusive, que os patrocinadores que bancariam o novo torneio “sumiram” pelo momento.

“(O novo Mundial de Clubes) Foi apresentado a nós (da Uefa) como se um fundo fosse comprar a competição e toda essa competição seria vendida. Nós não tivemos mais informação do que isso, e até agora não tenho muita informação. O único que sei é que esse fundo sumiu, e, para ser honesto, não sei para onde essa ideia vai agora”, afirmou.

“Nós não discutimos muito sobre isso. Não sei nem exatamente quando esse Mundial de Clubes será jogado. Portanto, não acho que seja uma coisa que tenha que me preocupar de forma urgente”, complementou.

O cartola ainda ironizou Infantino por dizer que planeja diminuir a quantidade de partidas jogadas por times nos próximos anos.

“Eu sempre quis entender o que ele quis dizer com isso. Porque é estranho você dizer que quer reduzir o número de partidas e, em seguida, propor a criação de uma nova competição, chamada Mundial de Clubes. Isso é reduzir?”, questionou.

Vale lembrar que o novo Mundial de Fifa, que estava marcado para 2021, deve ser jogado apenas em 2022 ou 2023, já que a Copa América, a Eurocopa e as Olimpíadas tiveram todas que serem adiadas para 2021.

Ceferin também foi cético quando questionado se achava que o futebol sofreria transformações profundas após a crise da Covid-19.

“Não acho que irá mudar para sempre. Estamos passando por uma nova experiência agora (com a adoção de protocolos sanitários para retorno do futebol), mas, assim que esse maldito vírus for embora, as coisas voltarão ao normal”, apostou.

“O futebol não mudou depois da II Guerra Mundial, ou da I Guerra Mundial, e não irá mudar também por causa do vírus”, comparou.

“As pessoas disseram já muitas vezes que o mundo nunca mais será o mesmo. Talvez seja verdade. Mas meu ponto de vista é: por que não pensar que o mundo será melhor após o vírus? Por que não pensar que finalmente seremos mais inteligentes, entendendo o quão frágil a humanidade é, o quão desprotegidos somos em relação à natureza? Há muitas lições a serem aprendidas”, dissertou.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.