Rio Negro Challenge reúne mais de 200 atletas, e vencedores comemoram superação de percursos inéditos

143

Da redação do SportsManaus, com informações da Assessoria de Comunicação

FOTOS: Nathalia Silveira / ProMover

A praia da Ponta Negra foi tomada pelo Rio Negro Challenge (RNC) neste domingo, dia 19, quando 220 atletas do Amazonas e de outros 10 estados disputaram o maior evento de águas abertas da região Norte. Com distâncias inéditas, de 2km, 4km e 6km, a competição mostrou a garra e a força dos nadadores que não se intimidaram diante do mais extenso rio de água negra do mundo, divididos em 15 categorias. Na ocasião, a coordenação da competição ainda revelou uma novidade: o RNC vai ganhar mais espaço e terá uma edição no Pará, em Alter do Chão, dia 6 de outubro deste ano.  

Pelo Absoluto 6km, o lugar mais alto do pódio foi marcado pela vitória de atletas de fora da terrinha baré. O venezuelano Ronaldo Zambrano e a paulista Amanda Fujii terminaram a prova em 01h17min34seg e 01h58min28seg, respectivamente, mostrando superação ao encarar um cenário até então desconhecido. A densidade, temperatura, cor e acidez do Rio Negro não foram páreo à frente da habilidade dos dois atletas. Com o resultado expressivo, Amanda já cogita retornar à capital amazonense para participar da próxima edição do evento, em dezembro.

– Moro em São Paulo, na capital mesmo, onde minha mãe tem uma academia. Por isso, eu nasci praticamente na água. Sempre participei de competições em piscina e águas abertas. Minha mãe ficou sabendo do Rio negro Challenge quando a Ana Marcela Cunha e o Allan Viana vieram disputar a prova. Imediatamente quis fazer também e peguei muitas dicas com o meu técnico, o Glauco Rangel, pois esta é a minha primeira vez em Manaus. Ele falou muito sobre o clima, a água, os competidores, e consegui me destacar. Estou muito feliz pela vitória e gostei muito da prova, bem organizada, segura, percurso muito bom – disse a jovem de 16 anos, que veio acompanha da mãe, Erica Fujii.

O venezuelano Ronaldo Zambrano está de passagem por Manaus, mas não perdeu a chance de escrever seu nome no Rio Negro Challenge. Aos 17 anos, o garoto nada há sete anos e já tem no currículo o vice-campeonato nacional de águas aberta de  Isla de Margarita, além de ter sido primeiro colocado nos 10km do Rio Orinoco, ano passado,  um dos principais rios da América do Sul. “Estou de passagem por Manaus, cheguei quinta-feira (16), e estou indo morar em Salvador. Estou muito grato por ter participado desta prova e ter vencido, pois foi muito difícil. Lá na Venezuela eu não tinha mais apoio no esporte e ganhar hoje me deu um fôlego. Quero viver de competir”, disse ele.

Pelos 4km, quem se deu bem foi a amazonense Júlia Sakamoto, que finalizou a disputa em 01h06min06seg, e o roraimense Geilson Campos, cravando 01h04min05seg.  A atleta do Amazonas, aliás, carrega sobrenome famoso da natação. A jovem de 13 anos é irmã de Caio Sakamoto, top cinco do Brasil nos 200 metros costas juvenil e hexacampeão amazonense. “Comecei a nadar por causa do meu irmão, ele me influencia até hoje. Para esta prova, ele que tem mais experiência, conversou comigo, e graças a Deus superei este desafio. Minha estratégia foi iniciar nadando mais rápido no início para ganhar distância, mantive o ritmo no trajeto e no final dei um tiro. Deu certo”, comemorou a atleta da Aquática Amazonas.

Na disputa pelos 2km, o atleta Felipe Andrade inaugurou a linha de chegada do Rio Negro Challenge, ao cruzar em 27min19seg. O amazonense comemorou o feito ao lado da roraimense Emily Bezerra, que finalizou a competição em 33 minutos. A garota do clube Sinpol/RR é figurinha carimbada no evento. Ano passado, na edição de dezembro do RNC, ela foi primeiro lugar pelos 1,5km.

– Eu fiquei um pouco mais cansada, porque a quilometragem foi maior nesta edição, senti um pouco do estado da água, mas treino para cada vez mais melhorar. É muito bom poder sair do meu estado e vir ganhar esta medalha aqui, pois assim eu adquiro mais experiência, ainda mais pelo Rio Negro Challenge ser um evento grande. Em Roraima não tem tantos eventos assim, é mais de piscina, e poder competir aqui é uma oportunidade maravilhosa. Estou muito feliz – frisou Emily.

Novidade!

Diante do sucesso da primeira edição de 2019, e somando quatro anos do formato do evento, o organizador do Rio Negro Challenge, Pierre Gadelha, anunciou à imprensa neste domingo (19) que o desafio vai chegar até Alter do Chão, no Pará, com a edição intitulada Tapajós.

 “O Rio Negro Challenge já é um evento consolidado em Manaus e que preza por novidades a cada edição. Assim, pensamos uma maneira de surpreender ainda mais nossos atletas, e os de fora, realizando essa etapa no Pará. A notícia entre os atletas foi recebida com muita alegria e tem gente que já está se movimentando para ir. Tenho certeza que será um sucesso e agradeço ao estado e todo povo paraense, desde já, pois sei que vão nos receber com muito carinho”, destacou Gadelha.

Presença vip do evento, Kay France – a primeira mulher latino-americana a realizar o Canal da Mancha (da França à Inglaterra), disse ter ficado encantada com o Rio Negro Challenge e elogiou a garra dos competidores. “Estou maravilhada em ter vivenciado isto. É a primeira vez que venho a Manaus e não poderia ter sido melhor. Testemunhei atletas preparados, uma prova organizada, uma competição emocionante e conheci pessoas que lutam pelo esporte. Agradeço todos aqueles que me receberam de braços abertos. Já quero voltar”, disse a ex-atleta, que em agosto completa 40 anos de seu feito.

Uma das principais apoiadoras do RNC, a deputada estadual Alessandra Campelo também esteve no evento e entregou uma placa de homenagem à atleta Kay France. Envolvida com as causas do esporte, a deputada destinou emenda parlamentar para a competição. “A aquática Amazonas traz o glamour para as provas e nada mais justo do que ter alguém com o brilho da Kay neste evento. Incluímos recursos para ajudar este evento, e também a outra edição de dezembro, e o nosso mandato tem se empenhado para incluir no orçamento do Estado este tipo de apoio, pois isto desenvolve não só o esporte, mas o turismo também”, afirmou.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.