River diz que tem apoio de torcedor de peso do Boca por final em casa: o presidente da Argentina

124

Da redação do SPORTSMANAUS, com informações da ESPN.com.br

Foto: Governo da Argentina

Apesar da Conmebol ter anunciado que a segunda partida da final da Libertadores irá ser jogada fora da Argentina, o presidente do River Plate, Rodolfo D’Onofrio revelou que tem um forte aliado em manter o clássico contra o Boca Juniors no Monumental de Nuñez.

– Nossa posição é jogar em casa. Uma pessoa próxima ao presidente da nação me disse que (Mauricio) Macri tinha o interesse de que a partida fosse jogada no domingo. Macri quer e pretende que se jogue em River e que vai haver segurança para a partida – disse D’Onofrio, segundo o jornal “Olé”. Macri é torcedor do Boca Juniors.

– Se podemos fazer um G-20, como não vamos fazer uma partida? Macri nos deu todo o apoio para que a segurança exista – completou.

A Conmebol anunciou que a partida não será disputada na Argentina e especula-se que seja realizada entre os dias 7 e 8 de dezembro.

O jogo de ida da final da Libertadores terminou empatada em 2 a 2 na Bombonera. A partida de volta foi cancelada depois dos jogadores do Boca terem sido vítimas de violência da torcida do River, que atacou o ônibus dos rivais.

– Aqui há 66 mil pessoas que compraram ingresso, e há uma vantagem esportiva. Por que vão tirá-la de nós? Por que não se pode fazer um jogo de futebol? Não digo que estão roubando o River, mas tirando o espetáculo de 66 mil pessoas – reclamou.

– Esta Copa já perdeu brilho. Do que precisamos? Dar-lhe o brilho adequado. Não pode ser que um River e Boca não possa ser disputado porque houve falha no sistema de segurança. Se houvesse segurança, isso não teria acontecido. Os loucos que estavam lá não estariam”, completou o dirigente.

Por fim, D’Onofrio reclamou da postura de Domínguez, que quer levar a partida para outra cidade, e principal de Angelici, que entrou com recurso no Tribunal Disciplinar da Conmebol para que o Boca seja decretado campeão.

“Angelici me diz que tem um compromisso com os seus sócios. Para mim, está claro, é preciso disputar o jogo. Não é nossa culpa, o que falhou foi o sistema de segurança. A mudança de opinião de Angelici me surpreendeu, porque houve acordo com ele e Domínguez para que o jogo acontecesse. Fiquei surpreso que da noite para o dia pediu a desclassificação do River”, criticou.



Paulo Rogério

I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.