SportsManaus
FUTEBOL NACIONAL

Rodolfo brilha, Digão marca e Flu vence o Botafogo no Maracanã

Da redação do SPORTSMANAUS, com informações do LANCE – Luiza SáRio de Janeiro (RJ)

Goleiro entrou no segundo tempo para substituir Júlio César e defendeu o pênalti que daria o empate ao Botafogo

Fotos: Lucas Merçon/ FFC

Sob os olhares de um público de quase 11 mil pessoas, o Fluminense soube controlar sua superioridade e, com gol de Digão logo aos 10 minutos, venceu o clássico contra o Botafogo por 1 a 0 no Maracanã. O maior destaque, porém, ficou para o goleiro Rodolfo, que entrou no segundo tempo e garantiu a vitória tricolor.

O duelo foi um confronto direto na luta para se afastar mais da zona de rebaixamento. Com o resultado, o Flu foi para o oitavo lugar, com 31 pontos, subindo quatro posições na tabela. Já o Bota chega ao terceiro jogo sem vitória na competição e fica em 15º, com 26.


Muitos jogadores da base

Com elencos curtos e orçamentos limitados, as duas equipes foram para o jogo com muitos atletas da base no grupo. Do lado Tricolor, dois titulares e sete reservas. No Alvinegro, seis começaram jogando e cinco apareceram como opção para Zé Ricardo.

Flu começa melhor e marca

O Flu entrou mais ligado em campo e dominou as ações nos primeiros minutos. Diferente do último jogo, porém, a pressão deu resultado. Aos 10 minutos, após cobrança de escanteio, Everaldo tentou uma bicicleta, Digão apareceu no meio da área para colocar o pé direito e abrir a contagem no Maracanã. Depois de dois gols contra, o Tricolor voltou a marcar com as próprias forças.

Deixou a desejar

O Botafogo só foi criar sua primeira chance de perigo aos 18 minutos, com Kieza. O Alvinegro encontrou dificuldades para fazer a troca de passes e impedir o domínio de oportunidades do Fluminense, mas melhorou um pouco nos últimos momentos da etapa inicial e viu Júlio César fazer duas ótimas defesas para evitar o empate.

Preocupação no Flu

Depois de uma divida com Kieza, o goleiro Júlio César passou a sentir dores na lombar, inclusive pedindo atendimento no final do primeiro tempo. No intervalo, ele não aguentou e precisou pedir substituição, dando lugar a Rodolfo, que fez seu segundo jogo pelo Tricolor.

Figura se repete

A segunda etapa foi de um Fluminense ainda melhor, apesar de não criar tanto contra o gol de Saulo. O Botafogo demorou até testar Rodolfo e teve dificuldades de acertar o último passe para colocar mais fogo no jogo.

Rodolfo salva

O Botafogo melhorou muito a postura da metade para o final da partida e passou a pressionar mais, principalmente com jogadas de Erik, que deu trabalho ao Flu. A pressão deu resultado aos 38 minutos, quando Ayrton Lucas cortou uma bola do atacante com o braço. ROdrigo Londoso foi para a cobrança do pênalti, mas Rodolfo pulou no canto certo e defendeu, se tornando o herói do jogo.

FLUMINENSE 1 x 0 BOTAFOGO
Local: 
Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Data/Hora: 09/09/2018, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
Renda/Público: 10.969 presentes / R$ 231.090,00

Cartão amarelo: Luciano, Digão e Ayrton Lucas (FLU); Marcelo Benevenuto, Marcinho, Moisés e Erik (BOT)
Cartão vermelho: Não houve.

GOLS: Digão 10’/1ºT (1-0);

FLUMINENSE: Júlio César (Rodolfo – Intervalo), Léo, Gum, Digão e Ayrton Lucas; Richard, Dodi e Jadson; Luciano (Marcos Junior – 25’/2ºT), Everaldo (Matheus Alessandro – 33’/2ºT) e Kayke – Técnico: Marcelo Oliveira

BOTAFOGO: Saulo, Marcinho (Luis Ricardo – 23’/2ºT), Marcelo Benevenuto, Igor Rabello e Moisés; Matheus Fernandes (Rodrigo Pimpão – 10’/2ºT), Rodrigo Lindoso e Gustavo Bochehca; Luiz Fernando (Brenner – 32’/2ºT), Erik e Kieza – Técnico: Zé Ricardo

Outras postagens...

Inter vence o apagado Galo no Independência e segue na cola dos líderes

Paulo Rogério

Atlético-MG e Fortaleza empatam em jogo com gol contra bizarro, ‘4’ pênaltis e VAR decisivo

Paulo Rogério

Botafogo peca na criatividade, perde e segue com jejum fora de casa

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol