Técnico do América-RN afirma bom retrospecto fora, mas prega cautela com Galvez-AC, pela Série D

352

Foto: Canindé Pereira / América-RN

Disposto em afastar o fantasma da eliminação diante do Jacuipenense-BA ano passado pelas oitavas de final, o América-RN quer mudar essa história e encara o perigoso Galvez-AC, na mesma fase, pelo Campeonato Brasileiro da Série D. O primeiro jogo do Mecão será neste domingo, 20/12, às 18h, na Arena Acreana, em Rio Branco. A partida de volta que define a vaga na próxima fase da Série D, será domingo, 27/12, às 16h, na Arena das Dunas, em Natal.

Com um bom retrospecto fora de casa, com oito jogos e quatro vitórias, o técnico Paulinho Kobayashi, afirma ser dados favoráveis, mas alertou que não pode confiar totalmente nesse fator. Para ele, o campeonato nesse momento é outra realidade do que foi na primeira etapa.

Treinador afirmou que o adversário chegou por méritos na fase (Foto: Canindé Pereira / América-RN)

– Eu entendo que o campeonato é difícil, onde esse retrospecto em uma fase classificatória é diferente. Agora é mata-mata, e não podemos pensar que é a mesma coisa. Nós temos que saber diferenciar e jogar, de acordo com que a gente entende do adversário dentro de casa, que também tem feito bons resultados, e tirou uma equipe forte como o River. Não vai ser nada fácil, porque é uma equipe que sabe jogar contra times grandes – disse ao SPORTS MANAUS, mas ainda frisou.

– Respeitamos o Galvez, sabemos também que o time chegou aqui por méritos. Nós vamos jogar para tentar fazer um bom jogo, conseguir jogar nosso futebol, respeitar o adversário, mas também buscar os pontos para tentar decidir qualquer situação de classificação em nossos domínios – finalizou.

De acordo com o treinador, o fato de jogar a primeira partida fora e a decisão da vaga em casa, é um fator importante, mas alerta que no futebol tudo pode acontecer, pois não foi à toa que o Galvez se classificou.

– Eu penso que é um jogo totalmente atípico dos outros. É logico, não perder fora de casa isso dará um outro animo para gente vir decidir em casa, mas isso não muda nada no sentido da vantagem. Por exemplo, se o adversário consegue fazer os gols e vir para cá e consegue segurar também, isso vai deixar muito aberto a vaga. Não podemos achar que o empate fora seja bom, pois o River acabou perdendo dentro de casa – alertou Kobayashi.

 



I live in Brazil, in the city of Manaus, which hosted 2014 World Cup matches, the Olympic 2016 men's and women's football tournament. I'm Paulo Rogério Veiga, 51, a reporter, journalist and owner of sports portal www.sportsmanaus.com.br. I would like to inform you that I have received material from FIFA for 35 years, in addition to Conmebol and UEFA. I have also been editor of globoesporte.globo.com/am/ portal. I am working as a press and publicity advisor to leverage your company, product, brand, your soccer career, whether player, coach, club, manager, any professional that Works and conducts business in football. I am a professional / base player agent and a soccer coach. I have contact with agents, international agencies, academies, intermediaries, scoutings, among others in Brazil and in world football, including with signed contract. Another work I do is to attract potential investors to sponsor clubs in Brazilian football, which seek to gain their place in the regional, national and even international scenario. Contact us. E-mail: paulo.imprensa@hotmail.com pauloimprensa@gmail.com Contact: +55 (092) 3629-0651 (office) +55 (092) 99171-9226 (live / watsapp). Leia mais em sobre o editor clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.