SportsManaus
NOTÍCIAS

Técnico do América-RN afirma bom retrospecto fora, mas prega cautela com Galvez-AC, pela Série D

Foto: Canindé Pereira / América-RN

Disposto em afastar o fantasma da eliminação diante do Jacuipenense-BA ano passado pelas oitavas de final, o América-RN quer mudar essa história e encara o perigoso Galvez-AC, na mesma fase, pelo Campeonato Brasileiro da Série D. O primeiro jogo do Mecão será neste domingo, 20/12, às 18h, na Arena Acreana, em Rio Branco. A partida de volta que define a vaga na próxima fase da Série D, será domingo, 27/12, às 16h, na Arena das Dunas, em Natal.

Com um bom retrospecto fora de casa, com oito jogos e quatro vitórias, o técnico Paulinho Kobayashi, afirma ser dados favoráveis, mas alertou que não pode confiar totalmente nesse fator. Para ele, o campeonato nesse momento é outra realidade do que foi na primeira etapa.

Treinador afirmou que o adversário chegou por méritos na fase (Foto: Canindé Pereira / América-RN)

– Eu entendo que o campeonato é difícil, onde esse retrospecto em uma fase classificatória é diferente. Agora é mata-mata, e não podemos pensar que é a mesma coisa. Nós temos que saber diferenciar e jogar, de acordo com que a gente entende do adversário dentro de casa, que também tem feito bons resultados, e tirou uma equipe forte como o River. Não vai ser nada fácil, porque é uma equipe que sabe jogar contra times grandes – disse ao SPORTS MANAUS, mas ainda frisou.

– Respeitamos o Galvez, sabemos também que o time chegou aqui por méritos. Nós vamos jogar para tentar fazer um bom jogo, conseguir jogar nosso futebol, respeitar o adversário, mas também buscar os pontos para tentar decidir qualquer situação de classificação em nossos domínios – finalizou.

De acordo com o treinador, o fato de jogar a primeira partida fora e a decisão da vaga em casa, é um fator importante, mas alerta que no futebol tudo pode acontecer, pois não foi à toa que o Galvez se classificou.

– Eu penso que é um jogo totalmente atípico dos outros. É logico, não perder fora de casa isso dará um outro animo para gente vir decidir em casa, mas isso não muda nada no sentido da vantagem. Por exemplo, se o adversário consegue fazer os gols e vir para cá e consegue segurar também, isso vai deixar muito aberto a vaga. Não podemos achar que o empate fora seja bom, pois o River acabou perdendo dentro de casa – alertou Kobayashi.

 

Outras postagens...

Comissão de Arbitragem da CBF inicia treinamentos para utilização do VAR nas Séries B, C e D

Paulo Rogério

Seleção Brasileira só tem uma dúvida para confronto com Paraguai

Paulo Rogério

No grupo 1 da Copinha, técnico do Real Ariquemes-RO aposta na experiência do time e diz: “Nossa meta é a classificação”

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...