SportsManaus
FUTEBOL FUTEBOL NACIONAL SÉRIE B

Tudo igual! Vasco e Vila Nova ficam no empate em São Januário na estreia da Série B do Brasileirão

Da Redação do Sports Manaus, com informações – LANCE! – Felipe Melo – 08/04/2022 – 21:04 – Rio de Janeiro (RJ)

Cruz-Maltino não teve uma boa atuação diante de sua torcida, mas abriu o placar com Raniel no primeiro tempo. Os goianos empataram logo em seguida com Arthur Rezende

Foto: Daniel Ramalho/Vasco

Na estreia da Série B do Brasileirão, o Vasco apenas empatou com o Vila Nova por 1 a 1, em São Januário. O Cruz-Maltino não teve uma boa atuação diante de sua torcida, que lotou o estádio. Raniel abriu o placar ainda no primeiro tempo, enquanto os goianos empataram logo em seguida com Arthur Rezende, de cabeça. 

O próximo compromisso do Vasco na Série B será contra o CRB, no sábado, dia 16, às 19h, no Estádio Rei Pelé. O Vila Nova, por sua vez, jogará em casa diante do Novorizontino, na terça-feira, às 19h, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, conhecido como OBA. 

ELE NÃO PERDOA
O jogo começou bastante disputado na Colina, com muita intensidade física e disputas no meio de campo. Com uma marcação apertada, o Vasco utilizou a bola aérea para chegar com perigo e abrir o placar logo aos 8. Nene cobrou escanteio fechado na primeira trave, a bola desviou em Arthur Rezende e foi em direção ao gol. Georgemy deu rebote e Raniel não perdoou.

EMPATE RELÂMPAGO 
O Vila Nova tentou jogar nos erros dos cariocas e também soube aproveitar a bola aérea. Matheuzinho cobrou escanteio, na medida, na pequena área e Arthur Rezende se antecipou para cabecear no canto esquerdo de Thiago Rodrigues e empatar a partida dois minutos depois do gol vascaíno.

NA TRAVE
Depois de empatar, a equipe goiana novamente aproveitou um erro cruz-maltino para levar perigo. Zé Gabriel perdeu a bola na intermediária e Pablo arriscou de longe, obrigando o arqueiro vascaíno a espalmar para escanteio. Logo em seguida, Nene cobrou mais um escanteio perigoso para Raniel, que desviou de cabeça e a bola tocou na trave. 

OLHO NO VAR
Na melhor jogada do Vasco no primeiro tempo, Nene avançou em profundidade e cruzou para Bruno Nazário, que dividiu com William Formiga, e a bola sobrou para Edimar estufar a rede. Após consulta ao VAR, Leandro Vuaden assinalou falta no lance e anulou o gol.

Os visitantes apostaram nas jogadas em velocidade e nos contra-ataques. Arthur Azevedo tocou para Pablo Dyego que finalizou, mas Thiago Rodrigues defendeu em dois tempos. No fim dos primeiros quarenta e cinco minutos, Weverton avançou e achou Yuri Lara na área. O volante finalizou para grande defesa de Georgemy.

POUCA CONSTRUÇÃO
Na etapa final, o Vasco, mesmo com as mudanças feitas pelo técnico Zé Ricardo, não conseguia ser efetivo e construir jogadas de perigo. Em uma boa chance, Gabriel Pec avançou pela ponta esquerda e chutou para o goleiro espalmar. O Vila Nova revidou com Alex Silva, mas o arqueiro cruz-maltino afastou o perigo para o escanteio.

No fim, os donos da casa tentaram sair com a vitória e a melhor chance saiu dos pés do atacante Figueiredo. Ele, que entrou no segundo tempo, finalizou no canto para boa defesa de Georgemy. No fim, Zé Gabriel teve uma chance clara, mas finalizou mal, e o jogo terminou em igualdade no placar na Colina Histórica para revolta da torcida vascaína. 

FICHA TÉCNICA
Vasco 1×1 Vila Nova

Data e horário: 08/04/2022, 19h
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS)
Cartõs Amarelos: Zé Gabriel e Yuri Lara (VAS) / Alex Silva e Matheuzinho (VIL)
Cartões Vermelhos: –

Gols: Raniel (8’/1T) (1-0) / Arthur Rezende (11’/1T) (1-1)

VASCO (Técnico: Zé Ricardo)
Thiago Rodrigues; Weverton (Juninho 11’/2T), Quintero, Anderson Conceição e Edimar; Yuri Lara (Lucas Oliveira 29’/2T), Zé Gabriel, Bruno Nazário (Vitinho 11’/2T), Nene (Getúlio 24’/2T); Gabriel Pec e Raniel (Figueiredo 24’/2T).

VILA NOVA (Técnico: Higo Magalhães)
Georgemy; Alex Silva, Rafael Donato, Renato e Willian Formiga; Rafinha, Pablo Roberto (Wagner 16’/2T) e Arthur Rezende; Matheuzinho (Jean Silva 16’/2T), Pablo Dyego (João Lucas 41’/2T) e Rubens (Pedro Bambu 34’/2T).

 

Outras postagens...

Sobre jogar pela primeira vez uma Série D pelo São Raimundo-AM, atacante camaronês diz: “É uma honra”

Paulo Rogério

Com show de Yuri Alberto e Taison, Internacional surpreende e goleia o Flamengo no Maracanã

Paulo Rogério

Brasileiros arrebentam, Newcastle vence e tira Arsenal da zona de Champions League a uma rodada do fim da Premier League

Paulo Rogério

Leave a Comment

العربية简体中文EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañol