SportsManaus
OUTROS ESPORTES

Aline Rocha e Cristian Ribera serão porta-bandeiras na Paralimpíada

Da Redação do Sports Manaus, com informações – Publicado em 02/03/2022 – 18:57 Por Agência Brasil – Rio de Janeiro

Cerimônia de abertura será às 8h55 de sexta-feira (4), em Pequim

Foto: Ale Cabral/CPB/Direitos Reservados

Os atletas Aline Rocha e Cristian Ribera, ambos do esqui cross-country, serão os porta-bandeiras do Brasil na cerimônia de abertura da Paralimpíada de Inverno, programada para às 8h55 (horário de Brasília) de sexta-feira (4), no icônico estádio Ninho de Pássaro, em Pequim (China).  O anúncio foi feito nesta quarta-feira (2) por Mizael Conrado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).  Além da dupla, a delegação brasileira conta com outros quatro atletas em Pequim: Guilherme Cruz Rocha, Robelson Moreira Lula e Wesley dos Santos, todos do esqui cross-country; e André Barbieri do snowboard

Esta é a terceira vez que o Brasil disputa os Jogos Paralímpicos de Inverno. Na última edição, em 2018, em PyeongChang (Coreia do Sul),  o país contou com três atletas, e em 2014, em Sochi (Rússia), foram apenas dois. Natural de Pinhão (PR),  Aline Rocha, de 31 anos, não vê a hora de participar de sua terceira Paralimpíada, e levar pela  segunda vez a bandeira brasileira: a primeira foi em PyeongChang. 

“Uma honra imensa representar o meu país nos Jogos e ainda por cima ser porta-bandeira junto com o Cristian, uma emoção muito grande”, disse a atleta em depoimento ao CPB. 

Já Cristian Ribera, de 20 anos, sentiu a emoção de ser ponta-bandeira pela primeira vez no encerramento dos Jogos de 2018. Na ocasião, o esquiador conquistou o sexto lugar na prova dos 15 quilômetros, o melhor resultado brasileiro na história do evento.

“Lá na Coreia do Sul foi muito especial. Eu não fui porta-bandeira na abertura, mas só de entrar no estádio já foi uma emoção inesquecível. Poder ser o porta-bandeira junto com a Aline vai ser super especial, vamos curtir o máximo, e, na medida do possível, fazer nossa festa”, afirmou o atleta nascido em Cerejeiras (RO), que vive em Jundiaí (SP) desde os três meses de idade. 

A Paralimpíada de Pequim reunirá 650 atletas de 48 países até 13 de março, último dia de competição. 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

 

 

Outras postagens...

Skate brasileiro terá 6 atletas nos Jogos Pan-Americanos de Santiago

Paulo Rogério

Após pesagem oficial, lutadores do Skull Champions MMA 2.0 estão prontos para entrar em ação

Paulo Rogério

Tiro olímpico conquista medalhas em Campeonato Brasileiro no Rio de Janeiro

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...