SportsManaus
OUTROS ESPORTES

CPB anuncia melhores do ano por modalidade no Prêmio Paralímpicos

Da Redação do Sports Manaus, com informações da AGÊNCIA BRASIL – Publicado em 08/02/2022 – 21:02 Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional – São Paulo

Evento segue nesta quarta (9), com apresentação de mais 11 vencedores

Foto: Ale Cabral/CPB/Direitos Reservado

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) anunciou nesta terça-feira (8) os 24 atletas eleitos como os melhores de 2021 das respectivas modalidades no Prêmio Paralímpicos, em cerimônia realizada em São Paulo. Quatorze dos ganhadores foram medalhistas na Paralimpíada de Tóquio (Japão), sendo que oito deles conquistaram o ouro.

No atletismo, o premiado foi Yelstin Jacques, campeão paralímpico nos cinco mil e nos 1,5 mil metros. Nesta última prova, o fundista não somente quebrou o recorde mundial da classe T11 (cegos) como obteve a centésima medalha de ouro do Brasil na história dos Jogos. Na natação, Carol Santiago foi reconhecida pelos cinco pódios atingidos em Tóquio, aparecendo três vezes no topo da classe S12 (baixa visão), nos 50 e nos cem metros (m) livre e nos 100 m peito.

O primeiro premiado da noite é Yeltsin Jacques, pelo #Atletismo! Ele conquistou a 100ª medalha de ouro do Brasil em Jogos Paralímpicos durante Tóquio! #PrêmioParalímpicos por @loteriascaixa pic.twitter.com/rJ3xxWXuBg

— Comitê Paralímpico Brasileiro (@cpboficial) February 8, 2022

Ouro nos 200 m da classe VL2 (canoa para atletas que utilizam braços e tronco para a remada), Fernando Rufino, o Cowboy de Aço, foi escolhido como melhor da canoagem. No halterofilismo, a ganhadora foi Mariana D’Andrea, campeã paralímpica na categoria até 73 quilos (kg). No judô, a vencedora foi Alana Maldonado, que foi ao topo do pódio na categoria até 70 kg.

Cowboy das águas? 🤠 Fernando Rufino, ouro em Tóquio, é o premiado pela #Canoagem!#PrêmioParalímpicos por @loteriascaixa pic.twitter.com/HLhT3TSHtv

— Comitê Paralímpico Brasileiro (@cpboficial) February 8, 2022

No taekwondo, quem levou o prêmio foi Nathan Torquato, ouro na categoria até 61 quilos da classe K44 (amputação unilateral do cotovelo até a articulação da mão). Por fim, nas modalidades coletivas em que o Brasil foi campeão, os ganhadores foram Leomon Moreno no goalball e Raimundo Nonato no futebol de cegos (nova nomenclatura do futebol de cinco).

O premiado pelo #Taekwondo venceu todas as lutas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, inclusive a da medalha de ouro. Pode entrar, Nathan Torquato!#PrêmioParalímpicos por @loteriascaixa pic.twitter.com/3OHpcE6h53

— Comitê Paralímpico Brasileiro (@cpboficial) February 8, 2022

Os demais medalhistas de Tóquio premiados nesta terça-feira foram Maciel Santos (bocha), Jovane Guissone (esgrima em cadeira de rodas), Rodolpho Riskalla (hipismo), Renê Campos (remo), Bruna Alexandre (tênis de mesa) e Edwarda Oliveira (vôlei sentado). Escolhida como a melhor dos esportes de neve em 2021, Aline Rocha representará o país na Paralimpíada de Inverno de Pequim (China) a partir do próximo dia 4 de março, no esqui cross-country.

O evento continua nesta quarta-feira (9), às 19h (horário de Brasília), com a entrega de mais 11 prêmios: Aldo Miccolis (destinado a pessoas ou instituições que contribuíram com o paradesporto), Personalidade Paralímpica, Prêmio Caixa (voltado à confederação cujas modalidades mais brilharam em Tóquio), Memória Paralímpica, Melhor Técnico Individual, Melhor Técnico Coletivo, Prêmio Braskem (que homenageia o atleta que se destacou por um comportamento exemplar e inspirador), Atleta Revelação, Melhor Atleta Masculino, Melhor Atleta Feminino e Atleta da Galera.

Neste último prêmio, a escolha se dá por votação popular e on-line que será encerrada durante a cerimônia desta quarta. Os concorrentes são Beth Gomes (atletismo), Carol Santiago (natação), Gabriel Araújo (natação), Thalita Simplício (atletismo) e Thiago Paulino (atletismo).

Confira os demais premiados desta terça

Badminton: Vitor Tavares
Basquete em cadeira de rodas: Perla Santos
Ciclismo: Lauro Chaman
Futebol PC (paralisados cerebrais): José Mario Lima
Rúgbi em cadeira de rodas: Gabriel Feitosa
Tênis em cadeira de rodas: Ymanitu Silva
Tiro com arco: Hélcio Perillo
Tiro esportivo: Alexandre Galgani
Triatlo: Jéssica Messali

Edição: Fábio Lisboa

 

Outras postagens...

Paixão por correr une mais de 2,6 mil pessoas na Meia Maratona Sustentável do Amazonas

Paulo Rogério

Jogos da Juventude Aracaju 2022 terá mais de 4.100 atletas de todos os estados do país

Paulo Rogério

De volta às quadras, Bia Haddad vence estreia no WTA 1000 de Montreal

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...