SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL NACIONAL

Para realizar uma boa campanha na Copa São Paulo, técnico do Carajás-PA avisa: “A equipe está trabalhando há quase dois anos”

A estreia do Pica-Pau será diante da Ferroviária, no dia 3 de janeiro, às 17h15, no Estádio da Fonte Luminosa.

Foto: Divulgação / Carajás EC

Em sua primeira participação na Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2024, o Carajás EC segue com sua pré-temporada de forma intensa, em busca de conquistar bons resultados na maior competição de base do país. A garotada do Pica-Pau com sede em Araraquara, no grupo 7, terá pela frente na fase classificatória Ferroviária-SP, Porto Vitória-ES e São Paulo. A estreia será diante da Ferroviária, no dia 3 de janeiro, às 17h15 (de Brasília), no Estádio da Fonte Luminosa, no interior de São Paulo.

De acordo com o técnico Zé Carijé, em virtude do tempo das inscrições da competição, não houve como chamar outros jogadores, mas ele aposta na base do time, que já vem há algum tempo jogando juntos.

– Reforços, infelizmente não vamos poder ter. A gente tem uma equipe que está trabalhando há quase dois anos. Com o novo regulamento da Copinha, as inscrições se encerram em outubro. Nossos jogadores já estão inscritos, e é o que temos e não vamos mais reforçar o elenco – explicou ao SPORTS MANAUS, mas ainda citou.

– Estamos em nossa preparação para a estreia na Copinha. Estamos muito confiantes, e a expectativa é muito boa. Quanto ao nosso grupo, sabemos das dificuldades que vamos enfrentar, não somente com o São Paulo, mas com as outras equipes que estão bastante fortes e qualificadas. A gente tem que sonhar com a nossa classificação, mas vamos com a confiança de fazer bons jogos e conseguirmos a nossa vaga – concluiu Zé.

Segundo o comandante do Pica-Pau, o grupo vive uma grande expectativa, com um trabalho muito forte e todos imbuídos no mesmo objetivo de fazer uma boa campanha e quem sabe conquistar boas parcerias no cenário nacional. 

LEIA MAIS:

– Nosso trabalho vem sendo desenvolvido da melhor forma possível. A gente tem a expectativa de chegar lá e fazer uma boa competição, onde toda logística está sendo traçada pelo nosso presidente. Espero que gente possa fazer uma boa competição e colocar nossos produtos, ou seja, os garotos na vitrine – disse, mas ainda destacou.

– Quanto a vitrine, dispensa comentários, porque é o sonho de todo jogador em formação. Nós temos um clube com um bom tempo de trabalho de dois anos permanentes. A nossa intenção é realmente formar atletas também. Essa vaga na Copinha, nós pretendemos mostrar nosso produto, que são os nossos jovens talentos. Quem sabe podemos fazer boas parcerias lá, e colocar esses jogadores, em sonhos de clubes maiores – justificou Carijé.

 

 

 

 

Outras postagens...

Com várias chances perdidas, Nacional vence o Paysandu apenas por 1 a 0 e decide vaga na semi da Copa Verde, em Belém

Paulo Rogério

Nacional sai na frente, Iranduba empata e torcida azulina se revolta com o resultado pelo Campeonato Amazonense

Paulo Rogério

Novo técnico do Penarol, Alex Oliveira considera situação difícil, mas afirma: “O coração tem que falar mais alto”

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...