SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Pela Série D, Derlan diz que conhece o Fast e quer repetir o mesmo acesso pelo Manaus, agora no Moto Club

Após sete anos no Manaus, Derlan, 31 anos, doravante vai defender o Moto Club-MA, na segunda fase do mata-mata do Campeonato Brasileiro da Série D. O volante foi um dos principais jogadores do Gavião do Norte, na campanha do acesso à Série C do ano passado. Agora, o jogador quer repetir a mesma trajetória com o Papão do Norte, na competição.

Com passagem por Iranduba, América, Castanhal, Vila Rica, São Raimundo, Cordino-MA e Sabiá-MA, entre outros clubes, Derlan, considera seu conhecimento sobre o elenco do Tricolor de Aço muito importante para ajudar o treinador do Moto.

– Minha chegada no Moto vai ser muito importante para mim, mas também para meus companheiros que estão na batalha desses dois jogos para avançar de fase. Já conheço a maioria dos jogadores do Fast. No Moto, tem o Martony, que jogou no Manaus, que também conhece o Fast. Vou passar a característica ao professor (treinador) de alguns jogadores, assim como, o Martony deve estar passando também – comentou ao SPORTS MANAUS, mas afirmou que sua experiencia no acesso do Manaus será importante para o time maranhense.

– Foi uma campanha incrível que o Manaus teve. Um acesso muito importante para a Série C. Um ano antes ganhamos todos os jogos e no mata-mata perdemos para o Imperatriz, mas ano passado conseguimos o acesso. Tenho certeza, que a minha experiencia na Série D vai ser importante para ajudar o Moto. Já trabalhei com Léo Goiano, ele conhece a competição e espero conseguir mais um acesso na minha carreira – concluiu.

Um dos poucos remanescentes, desde o início do Manaus no futebol amazonense, Derlan, conversou com a diretoria para continuar no clube, mas não chegou a um acordo e resolveu seguir sua carreira em outra equipe.

– A gente sentou para conversar e não entramos em um acordo, mas a vida segue e o mundo da bola gira rápido. Quem sabe daqui a um ou dois anos podemos voltar ao Manaus. Desejo sucesso, felicidade e tenho um carinho pelo clube. Agora minha cabeça está no Moto Club, onde será uma nova jornada na minha carreira. Vou defender as cores do clube até o final do meu contrato com muita raça e vontade, assim como joguei no Manaus – disse.

 

Outras postagens...

Meia Renato Silva é contratado para 2020

Paulo Rogério

“Vamos tentar fazer um time forte”, afirma Sidney Bento, em sua primeira experiência no comando do Rio Negro para 2024

Paulo Rogério

Pelo BR Feminino, técnico do Atlético-MG alerta sobre o Iranduba: “Não estamos classificados ainda”

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...