SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL NACIONALSÉRIE A

Com recorde de público, Corinthians vira sobre Ferroviária e ganha penta do Brasileiro

Da redação do Sports Manaus, com informações da GAZETA ESPORTIVA – André da Silva Costa – São Paulo, SP – 10/09/23 | 18:01 – 10/09/23 | 20:01

Foto: Cris Mattos / CBF

Corinthians venceu a Ferroviária de virada na tarde deste domingo, por 2 a 1, na Neo Química Arena, e conquistou o título do Campeonato Brasileiro feminino pelo quarto ano consecutivo. Com mais uma taça do torneio, as Brabas se tornaram pentacampeãs nacionais.

A Ferroviária saiu na frente com gol de Mylena Carioca, aos nove minutos do primeiro tempo, mas o Timão buscou o resultado por meio de Jheniffer e Tamires. O estádio recebeu 42.566 torcedores, estabelecendo um novo recorde de público do futebol feminino na América do Sul.

Este foi o último jogo de Arthur Elias como técnico do Corinthians na Arena. Anunciado como novo treinador da Seleção Brasileira feminina, ele conciliará os dois trabalhos por cerca de dois meses. Sua despedida será ao término da Libertadores, que acontece entre os dias 5 e 21 de outubro, na Colômbia.

Com mais um troféu para sua coleção (o 15º pelo Timão), o comandante pode aumentar ainda mais o número de títulos no currículo antes de deixar o clube. O próximo compromisso da equipe será pelo Paulista feminino, diante do EC São Bernardo, pela última rodada da primeira fase do torneio.

A partida está marcada para a próxima quinta-feira, a partir das 21h (de Brasília), no Parque São Jorge. O Corinthians é o lider da competição, com 28 pontos – nove vitórias e um empate em dez jogos.

Do outro lado, a Ferroviária tenta garantir sua classificação para a fase de mata-mata do Estadual. Em quinto lugar na tabela, o time de Araraquara precisa ficar entre os quatro primeiros colocados para conseguir a vaga.

A Ferrinha trava confronto direto contra o Palmeiras para saber quem avança às semifinais. A partida também ocorre na quinta, no mesmo horário, na Fonte Luminosa. Quem vencer passa à próxima fase. Já o empate dá a vaga para o Verdão.

O jogo

A partida mal havia começado e, apesar de ter a torcida a favor, o Corinthians levou o primeiro gol. Após perder a bola no ataque, a equipe foi surpreendida com um contragolpe pelo lado direito e viu Barrinha cruzar na cabeça de Mylena Carioca, que desviou e abriu o placar para a Ferrinha com menos de dez minutos.

Nervosas, as jogadoras do Timão erravam muitos passes e não conseguiam chegar com perigo ao gol de Luciana. O time só conseguiu responder aos 15, em boa jogada de Gabi Zanotti. Ela bateu de primeira da entrada da área e obrigou a goleira adversária a fazer grande defesa.

Aos 30 minutos, Millene ficou com uma sobra dentro da área, cortou para dentro e arriscou o chute, mas a bola raspou na marcação e foi para fora. Dez minutos depois, o Corinthians pediu pênalti após um cruzamento de Tamires rebater na jogadora da Ferrinha, mas Edina mandou o jogo seguir.

Com a entrada de Gabi Portilho no lugar de Jaqueline, o Timão ganhou mais volume ofensivo e começou a pressionar as Guerreiras Grenás. Aos 40, Millene soltou uma bomba da entrada da área, mas Luciana se esticou para defender. Na cobrança de escanteio, a zagueira Tarciane desviou de cabeça na primeira trave, para nova intervenção da goleira.

E o gol de empate enfim saiu aos 41 minutos, em novo escanteio, por meio de Jheniffer. A camisa 9 cabeceou no canto esquerdo do gol e deixou tudo igual no finzinho do primeiro tempo.

Segundo tempo

Mais uma vez, foi a Ferrinha quem começou levando perigo após a volta do intervalo. Aos quatro minutos, Mylena Carioca tentou de voleio depois de receber lançamento, mas Lelê fez a defesa de forma segura.

E não demorou muito para o Corinthians virar o marcador. Aos 12, Millene roubou a bola no meio de campo, disparou pela direita e cruzou nos pés de Tamires, que chegou sozinha, no meio de duas marcadoras, para empurrar para as redes e colocar o Timão em vantagem.

Por pouco as Brabas não aumentaram a vantagem aos 21 minutos. Duda Sampaio bateu falta na primeira trave, a defesa adversária não cortou e a bola sobrou dentro da área. Jheniffer pegou o rebote, mas Luciana fez grande defesa. Gabi Zanotti também tentou, mas a goleira novamente apareceu para salvar a Ferrroviária.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 1 FERROVIÁRIA

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Data: 10 de setembro de 2023, domingo
Horário: às 16h (de Brasília)
Árbitro: Edina Alves Batista (Fifa-SP)
Assistentes: Neuza Inês Back (Fifa-SP) e Fabrini Bevilaqua Costa (Fifa-SP)
VAR: Daiane Muniz (Fifa-SP)
Cartões amarelos: Raquel Domingues, Eudimilla e Luana (Ferroviária); Millene e Mariza (Corinthians).
Cartões vermelhos: Jéssica Lima (Ferroviária)
Público: 42.566 torcedores
Renda: R$ 900.325,90

GOLS: Mylena Carioca (Ferroviária), aos 9′ do 1T; Jheniffer (Corinthians), aos 41′ do 1T; Tamires (Corinthians), aos 12′ do 2T.

CORINTHIANS: Lelê; Paulinha (Katiuscia), Tarciane, Mariza e Yasmin; Duda Sampaio, Jaqueline (Gabi Portilho), Gabi Zanotti (Ju Ferreira) e Tamires (Fernandinha); Millene (Vic Albuquerque) e Jheniffer.
Técnico: Arthur Elias

FERROVIÁRIA: Luciana; Day Silva, Luana e Géssica (Ingryd); Mônica Bittencourt (Daiane Rodrigues), Raquel, Suzane (Patrícia Sochor), Mylena Carioca (Aline Gomes) e Barrinha; Eudimilla e Laryh (Lelê).
Técnica: Jéssica de Lima

 

 

 

 

Outras postagens...

Atlético-GO e Juventude vencem e garantem acesso à Série A do Brasileirão; veja outros resultados

Paulo Rogério

Sobre a vitória no primeiro jogo das quartas, técnico do Nacional alerta: “Cada jogo tem sua história”

Paulo Rogério

Em casa, Manaus cede empate para o Remo e deixa escapar mais uma vez a vitória na Série C

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...