SportsManaus
FUTEBOLFUTEBOL AMAZONENSE

Há poucos dias da estreia no Amazonense, técnico do JC admite: “A nossa luta é para não ser rebaixado”

Técnico Fernando Lage assumiu a pouco dias o comando do Tigre do Norte para a temporada deste ano

Foto: Reprodução / Facebook

Há 11 dias de sua estreia no Campeonato Amazonense da Série A, o JC iniciou sua pré-temporada nesta segunda-feira (17), contando com pouco tempo de preparação, mas apostando no esforço e dedicação da comissão técnica para ajustar o elenco para a temporada deste ano. O primeiro compromisso do Tigre do Norte será diante do Nacional, que fez um grande investimento, em busca do título. A partida de estreia será na quinta-feira, 17/1, às 15h30 (16h30 de Brasília), na Arena da Amazônia.  

Contando com 23 jogadores e sem grandes contratações, o técnico português, Fernando Lage, vai comandar pela primeira vez o time masculino, já que foi o treinador do feminino no Campeonato Brasileiro Feminino A2. Sem ignorar a realidade, ele afirmou que a principal meta é não cair de divisão.

– Neste momento a nossa grande luta é para não ser rebaixado, porque estamos trabalhando há pouco dias e a competição é semana que vem. Não temos tempo hábil para apresentar muita coisa nos primeiros dois jogos, mas a partir da terceira e quarta rodada, podemos lutar com mais qualidade para obtermos nosso objetivo de se manter na primeira divisão – comentou ao SPORTS MANAUS, mas ainda citou.

– Nosso grupo é bastante novo ainda é muito desconhecido. Vai ser um trabalho muito difícil de apresentar, por conta do tempo que nós temos. Vamos tentar fazer o melhor possível, e fugir do rebaixamento, mas na medida que o campeonato for avançando a gente poder apresentar uma evolução. Essa vai ser a nossa grande meta – concluiu.

Com a participação grande de clubes e com quatro equipes sendo rebaixadas, além do investimento de alguns times, Fernando Lage, se mostra preocupa não apenas com o tempo curto de preparação, mas o nível técnico que o campeonato tende a apresentar nos jogos.

– Esta competição vai ser extremamente difícil, por conta do tiro curto, onde não vai margem para erros e vou ter pouco tempo de treinamento para corrigir alguma coisa e apresentar algo melhor dentro de campo. Acredito que será um dos bons campeonatos, já realizado nos últimos anos – disse, mas lembrou.

– Tem clubes que são favoritos, por conta do investimento e pela posição no ranking da CBF de alguns clubes, e logicamente dos campeonatos nacionais que vão disputar, mas tem clubes que se reforçaram e outros novos também que querem mostrar seu potencial, mas vejo que será um campeonato bastante interessante – finalizou o comandante português.

 

Outras postagens...

De dupla nacionalidade, americano Ismail Elfath apita Brasil e Camarões, na Copa do Catar

Paulo Rogério

Libertadores: Cerro Porteño pede anulação do jogo contra o Fluminense por erros da arbitragem

Paulo Rogério

Para manter a regularidade na Série C diante do Manaus, técnico do Figueirense-SC diz: “Buscar a pontuação”

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...