SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

“Vamos buscar o resultado com inteligência”, diz técnico do Naça sobre o primeiro jogo da semi com Manaus

Foto: Denir Simplício 

Diferentemente da fase anterior, quando teve a vantagem, o Nacional entra em campo precisando fazer o resultado diante do Manaus, que joga por dois resultados iguais, além de ser o detentor da melhor campanha no Campeonato Amazonense. Para chegar à final e garantir vaga na Copa do Brasil, Série D e Copa Verde ano que vem, o Leão da Vila Municipal encara o Gavião do Norte, no primeiro confronto da semifinal, neste sábado, 1º/5, às 16h (17h de Brasília), no Estádio Ismael Benigno, a Colina. A partida de volta que define o finalista da temporada, será no próximo sábado, 8/5, às 16h, na Arena da Amazônia, na capital amazonense. 

Para enfrentar seu adversário mais difícil até agora na competição, o técnico Alan George, considera fundamental o Naça conseguir um bom resultado na primeira partida. Para ele, não tem outra alternativa, se não for buscar esse objetivo para chegar a final. 

Vamos buscar o resultado com inteligência, nós temos que buscar a nossa vitória e nosso resultado positivo. Eles já estão entrando com o resultado de dois empates, isso é favorável a equipe deles. A iniciativa, principalmente vai ser nossa, temos que procurar fazer, o que estamos fazendo nas outras partidas de buscar a vitória e o gol, mas com inteligência e sabedoria – afirmou, mas ainda ressaltou ao SPORTS MANAUS.

– Temos que tomar muito cuidado com a equipe deles, que é um time muito rápido, inteligente para jogar, que faz transições de bola muito rápida, enfim, tudo isso está sendo tomado cuidado, para que possamos nesse primeiro jogo neutralizar a equipe do Manaus. Em cima dos estudos que estamos fazendo, vamos buscar situações daquilo que estamos planejando para a partida – finalizou o comandante do Mais Querido. 

Sendo a única equipe que conseguiu vencer o Gavião na primeira fase, Alan George, ressaltou que agora é outro momento. Ele considera uma circunstância totalmente diferente do que foi naquela ocasião, na qual conseguiu o resultado positivo.

– Nós preparamos o espírito para aquela partida, pois era uma situação que procuramos a nossa classificação de todas as formas. Agora sabemos que é outra situação, outra atmosfera, porque é uma semifinal que eles levam vantagem. Nós preparamos o grupo, a estratégia para isso, porque se trata de uma equipe muito forte, que foi líder durante o campeonato todo com jogadores e uma comissão técnica qualificada – completou, mas ainda lembrou.

– Nós sabemos que é um jogo muito pesado, muito difícil que vai ser resolvido nos detalhes, e na competência daquilo que vai ser exercido durante a partida. Nós sabemos do comprometimento, da importância desses dois jogos, mas não podemos vacilar, e precisamos buscar o resultado positivo para chegarmos na decisão do campeonato – disse o treinador azulino. 

 

Outras postagens...

Pelo Brasileiro Feminino, técnico do Minas Brasília tem jogo decisivo com o Iranduba, em Manaus

Paulo Rogério

Em casa pela Série C, técnico do Campinense-PB define jogo com Manaus: “Como se fosse uma decisão”

Paulo Rogério

A frente em finais diante do irmão, técnico do Parintins diz sobre o Rio Negro: “Quero vencer essa também”

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...