SportsManaus
FUTEBOL AMAZONENSE

Com duas derrotas, técnico do São Francisco-BA espera vencer o Iranduba, pelo BR feminino sub-18

Foto: Divulgação / São Francisco-BA

Com duas derrotas de goleada, o São Francisco-BA fecha sua participação na primeira fase dentro do grupo D diante do Iranduba, pelo Campeonato Brasileiro de futebol feminino sub-18, ocupando a última colocação com zero ponto. O jogo será realizado neste domingo, 31/1, às 9h30 (10h30 de Brasília), no Centro de Treinamento (CT) do Sorocaba 1, na cidade de Sorocaba, no interior de São Paulo. No grupo, a equipe conta ainda com Foz Cataratas-PR e Kindermann-SC.

Apesar do momento não muito bom na competição, o técnico Toni Victor, 35 anos, sabe que vai enfrentar uma equipe tradicional na categoria, mas acredita que o São Francisco tem condições de conquistar seu primeiro resultado positivo.

Treinador disse que 90% do elenco não tem experiência em âmbito nacional (Foto: Divulgação / São Francisco-BA)

– A expectativa é de um jogo muito duro e complicado. A equipe do Iranduba é uma boa, bem montada, muito forte fisicamente e compacta, mas mesmo com todas as dificuldades, nos preparamos para quem sabe com a benção de Deus, conseguir o primeiro resultado positivo. Com isso, vamos ganhar animo e dar uma respirada na competição – disse ao SPORTS MANAUS.   

Sobre a campanha da equipe até agora, o treinador afirmou que o elenco é resultado da parceria de um projeto com o clube, portanto, as jogadoras não tem muita experiencia a nível nacional, tendo a faixa etária de 15 e 16 anos.

– Infelizmente, amargamos duas derrotas. A primeira acho até de forma um pouco injusta, mas o futebol é gostoso por isso, pois jogamos bem, fomos até mais time do que o adversário. Acho que a experiencia do outro time com atletas mais maduras e acostumado a disputar esse campeonato pesou, pois a nossa equipe 90% do elenco disputa pela primeira vez o Brasileiro – justificou, mas ainda ressaltou.

– É uma equipe muito jovem que vem pegando experiencia, vem entendendo ainda o que é disputar uma competição desse nível, mas são atletas talentosas e qualificadas. Tenho certeza, que essa base vamos aproveitar no mínimo para mais dois campeonatos. É um trabalho a longo prazo, apesar das duas derrotas o ambiente não é conturbado, mas sim de cobrança entre a gente mesmo e o que podemos fazer no campeonato – finalizou Toni.

 

Outras postagens...

Em busca da vitória na Série D, técnico do Nacional define jogo com Princesa: “O fator casa tem que prevalecer”

Paulo Rogério

“É uma decisão”, diz Lecheva sobre a estreia do Amazonas com Cliper Clube na Série B do AM

Paulo Rogério

Basquete: Bruno Caboclo brilha e São Paulo vence a 3ª na Champions

Paulo Rogério

Leave a Comment

Este site usa cookies. Isto é necessário para que sua navegação seja mais eficiente. Não coletamos nenhum dado pessoal do seu navegador. Entendi! Leia mais...